Sou Aluno
Formações
Imersões
Eventos
Tools
Artigos
Sobre Nós
Para Empresas

O que esperar do mercado de trabalho em 2023

Em termos de salário, não devemos observar mudanças gritantes. Por outro lado, transparência salarial, modelo híbrido e mais devem fazer barulho este ano. Confira a lista completa!

O que esperar do mercado de trabalho em 2023

Pessoas trabalhando no escritório (Foto: Unsplash)

, jornalista

4 min

9 jan 2023

Atualizado: 19 mai 2023

newsletter

Start Seu dia:
A Newsletter do AGORA!

Em tempos de ano novo, a história é a mesma: você está lendo este artigo para descobrir quais são as previsões do mercado de trabalho para 2023. De fato é muito importante. Isso porque, ficar por dentro das possíveis tendências, ajuda você ― e a sua empresa ― a se planejar melhor. Assim, você revisa os processos internos e entende quais devem ser eliminados, reformulados e implementados para atrair e reter talentos.

Como será o mercado de trabalho em 2023?

Quase três anos desde o início da pandemia, o processo de recuperação do mercado deve seguir em ritmo acelerado. Mas quando o assunto é salário, mais uma vez, não devemos observar mudanças gritantes. É o que afirma Fernando Mantovani, diretor-geral da Robert Half para a América do Sul.

“Por outro lado, não há como negar o aquecimento de alguns mercados [em especial o de tecnologia]”, diz o executivo em comunicado enviado à StartSe.

Agora, veja a tradicional lista dos destaques do mercado de trabalho em 2023:

Reunião de equipe definindo metas com post-its (foto: Getty)


Modelo de negócios no estilo startup
As empresas — incluindo as mais tradicionais — devem seguir o modelo de negócios das startups: mais flexibilidade, MVPs, análise de dados rápidas e liberdade com responsabilidade.

+ O que é uma startup? 

Soft skills
Mais uma vez as soft skills vão fazer barulho no mercado de trabalho. Afinal, em tempos de Mundo Bani (frágil, ansioso, não-linear e incompreensível) ter soft skills como criatividade, capacidade de se reinventar e inteligência emocional serão importantíssimas para ter sucesso na carreira — e serão super requisitadas pelas empresas.

Menos hierarquia
Com os Millennials e a Geração Z assumindo funções de liderança, a hierarquia vai ficando cada vez mais para trás. “As organizações devem permitir que os funcionários conversem em todos os níveis da organização — sem hierarquia”, diz à Wired David Lange, especialista em liderança estratégica.

+ Por que trabalhadores abrem mão do cargo de liderança?

Trabalho híbrido
“A flexibilidade no local de trabalho nunca foi tão valorizada como agora. A maioria dos funcionários não quer se sentir presa a suas mesas por oito horas por dia depois de experimentar o trabalho remoto”, diz a Fast Company. Assim, o modelo híbrido deve ganhar cada vez mais força. O Nubank, por exemplo, adotou um modelo fora do convencional.

Transparência salarial
A transparência salarial — divulgar o salário para candidatos a uma vaga de empresa — começou a ganhar força ano passado e deve continuar em 2023. Foi impulsionado por cidades como Nova Iorque da qual obriga empresas a revelar a faixa salarial (remuneração mínima e máxima) em seus anúncios de emprego.

Zoom, videoconferência, reunião online (Foto: unsplash)

Por que importa?

Ficar de olho nas previsões para o ano, de um lado ajuda a ter um planejamento mais assertivo, do outro, a atrair e reter talentos. Afinal, quanto mais humanizado for o ambiente de trabalho, maiores serão as chances de você formar e manter um time engajado. 

Leitura recomendada
Temas como esses já estão causando impacto em MILHÕES DE NEGÓCIOS no mundo inteiro. Mas as empresas mais preparadas, conseguem transformar tudo isso em VANTAGEM COMPETITIVA, porque se prepararam antes. Se você quiser saber como elas fizeram isso – e já ficar na frente do seu mercado quando outro CISNE NEGRO aparecer, VEJA AQUI COMO SE PREPARAR.

Gostou deste conteúdo? Deixa que a gente te avisa quando surgirem assuntos relacionados!


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Sabrina Bezerra é jornalista especializada em carreira e empreendedorismo. Tem experiência há mais de cinco anos em Nova Economia. Passou por veículos como Pequenas Empresas e Grandes Negócios e Época NEGÓCIOS.

Leia o próximo artigo

newsletter

Start Seu dia:
A Newsletter do AGORA!