Sobre NósPara Você
Para EmpresasConteúdos
Eventos
Game Changers

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Eventos

Jornadas de conhecimento fomentando o aprendizado dinâmico e inovador em diversos formatos e intensidades

Ver todos

Ainda não temos eventos programados. Mas estamos preparando encontros repletos de inovação para você!

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Artigos
Gestão de Pessoas

Demissão silenciosa: entenda o novo movimento Quiet Quitting da Geração Z

Movimento surge em um momento em que as pessoas — em sua maioria Millennials e Geração Z — estão repensando o papel do trabalho em suas vidas. Entenda!

Demissão silenciosa: entenda o novo movimento Quiet Quitting da Geração Z

Mulher verificando lguns gráficos do investimento digital (Foto: FG Trade via Getty Images)

5 min

29 ago 2022

Atualizado: 30 nov 2022

Quiet Quitting ou demissão silenciosa é a nova tendência no mundo corporativo. Apesar do que o nome sugere, não tem nada a ver com deixar o emprego silenciosamente; mas sim fazer apenas o que é esperado em sua função.

O objetivo é evitar o excesso de trabalho e, consequentemente, evitar a Síndrome de Burnout ou Síndrome do Esgotamento Profissional.


ENTENDA O MOVIMENTO QUIET QUITTING OU DEMISSÃO SILENCIOSA?

Na prática, o Quiet Quitting significa fazer o mínimo do que é esperado em sua função na empresa. Nada de fazer hora extra.

Isso não significa que a pessoa tenha a Síndrome de Boreout — tédio no ambiente corporativo — mas sim que deseja trabalhar apenas com o que lhe é exigido. A ideia é dedicar o restante do tempo para atividades fora da empresa.

Foto: golero via Getty Images

QUAL GERAÇÃO FAZ PARTE DO MOVIMENTO QUIET QUITTING?

O termo, que ficou popular no noticiário e viralizou no TikTok, está atrelado à Geração Z. Para você ter uma ideia, 54% desta geração se enquadra no Quiet Quitting, segundo um levantamento da Gallup Poll publicado no The Wall Street Journal.

Isso porque, é a geração que dá fim ao comportamento workaholic. Para ela, o que vale é equilibrar a vida pessoal e a profissional.

Não à toa. O movimento surge em um momento em que as pessoas — em sua maioria Millennials e Geração Z — estão repensando o papel do trabalho em suas vidas. 

Ano passado, por exemplo, o Great Resignation ou a Grande Renúncia foi um dos sinais de que o perfil do trabalhador mudou.

+ Descubra qual tipo de perfil profissional você tem 

Banner XBA setembro 2022

QUAL É A DIFERENÇA DE QUIET QUITTING E GREAT RESIGNATION?

Diferente do Quiet Quitting, o Great Resignation é quando os funcionários pedem demissão da companhia porque a cultura corporativa é tóxica e por mais flexibilidade no trabalho, por exemplo. 

Já o Quiet Quitting, o profissional não tem a intenção de sair do emprego, e sim exercer — com qualidade — apenas as atividades das quais foi contratado para fazer.

+ Aprenda 10 passos para construir uma carreira infinita 

POR QUE IMPORTA?

A demissão silenciosa vai ao encontro do novo perfil do trabalhador. Hoje, diferente dos últimos 20 anos, ele busca dizer não ao excesso de trabalho, principalmente ao não remunerado. O objetivo é cada vez mais equilibrar a vida pessoal e a profissional. Não à toa empresas estão criando formas para lidar com esse tipo de movimento, como semana mais curta de trabalho e férias ilimitadas.


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Jornalista especializada em carreira, empreendedorismo e inovação. Formada em jornalismo pela FMU e pós-graduada em marketing pelo Senac, atua na área de negócios há quatro anos. Passou por veículos como Pequenas Empresas e Grandes Negócios e Época NEGÓCIOS.

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo