Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers
Tools
NOVO

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

NOVO

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Quais as profissões fazem a Geração Z mais feliz?

Um novo relatório do Glassdoor, focado na Geração Z, inclui os trabalhos com as classificações mais altas de cada geração. Confira:

Quais as profissões fazem a Geração Z mais feliz?

, Jornalista

6 min

19 ago 2022

Atualizado: 15 dez 2022

Por Camila Petry Feiler

A Geração Z tem preferências diferentes das gerações anteriores quando se trata de profissões. Você tem algum palpite para o que ocupa o primeiro lugar? Eu te conto: recrutador corporativo, de acordo com levantamento realizado pelo Glassdoor, um dos maiores portais de carreira do mundo.

A pesquisa levanta as profissões que mais agradam as outras gerações também e, pela primeira vez, não aparece o desejo por uma função executiva, os famosos c-levels, na Geração Z. Afinal, eles estão em busca de funções que lhes proporcionem a “oportunidade de moldar a cultura da empresa e ter impacto social”, diz o relatório.

E pensando por este viés, o cargo de recrutador corporativo faz mais sentido, pois oferece a oportunidade de moldar como as empresas atraem e retêm talentos, ajudando a construir uma força de trabalho mais diversa e inclusiva. E o que mais aparece na lista? Confira o ranking:

Geração Z (do final dos anos 1990 a 2010)

1 - Recrutador corporativo

2 - Gerente de marketing

3 - Gerente de social media

4 - Cientista de dados

5 - Gerente de produto

6 - Especialista de TI

7 - Coordenador de contas

8 - Analista de crédito

9 - Engenheiro de projetos

10 - Desenvolvedor de negócios

Mas por que o foco da geração Z é em cultura empresarial?

Eles entraram no mercado de trabalho em um momento complexo: o modelo de trabalho estava basicamente todo remoto, de um jeito ainda pouco organizado, e viram a onda do Great Resignation tomar conta dos Estados Unidos (e Brasil também) por conta da cultura tóxica. 

Aproveite para descobrir se a sua liderança é tóxica clicando aqui. 

O olhar para marketing e social media contempla isso, afinal, são frentes que moldam muito a imagem da empresa, inclusive de dentro para fora. E atende outro ponto importante para esta geração: "no geral, a geração Z está mais satisfeita trabalhando em funções não técnicas e em grande parte criativas" afirma Richard Johnson, economista associado na Glassdoor e autor do relatório.

E as gerações anteriores, hein? Confira o ranking das profissões elencadas por elas:

Millennial (entre 1981 e 1997)

1 - Corretor de imóveis

2 - Recrutador corporativo

3 - Engenheiro full stack

4 - COO

5 - Gerente técnico de contas

6 - Analista de SEO

7 - Diretor executivo

8 - Recrutador técnico

9 - Desenvolvedor Salesforce

10 - Presidente de alguma empresa

Geração X (de 1965 a 1980)

1 - CEO

2 - COO

3 - Presidente

4 - Recrutador corporativo

5 - Gerente de estratégia

6 - Corretor de imóveis

7 - Sócio de uma firma de advocacia

8 - Engenheiro de soluções

9 - Gerente de sucesso do cliente

10 - Especialista em RH

Baby boomers (de 1946 a 1964)

1 - Presidente

2 - CEO

3 - Corretor de imóveis

4 - Diretor executivo

5 - Gerente de RH

6 - Assistente executivo

7 - Gerente de desenvolvimento de negócio

8 - Gerente de marketing

9 - Agente de vendas de seguros

10 - Advogado

Por que importa?

Tecnológica, sim, mas muito mais focada nas pessoas, no impacto e no trabalho como uma parte da vida – e não o todo. Por isso, os funcionários de gerações X e Boomers se sentem mais satisfeitos com cargos que exigem mais experiência e, em troca, oferecem mais responsabilidade e impacto amplo na empresa, como presidente e diretor executivo. 

Já a geração Z está focada em pequenos passos, mais assertivos, mas construídos a partir de uma nova visão de empresa, liderança e gestão. Não à toa, o CEO do LinkedIn tem chamado a chegada desta geração de a Grande Reorganização, onde vai ser lição de casa de várias empresas olhar para dentro e entender os novos papéis, construindo bases mais inclusivas e focadas em ESG

A Geração Z vem embalando novas tendências para os negócios, mostrando que os donos de empresa precisam se preparar. Se você sentiu que precisa se atualizar, conheça o EXP, programa da StartSe focado em trazer soluções e novos horizontes aos empreendedores:


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Jornalista focada em empreendedorismo, inovação e tecnologia. É formada em Jornalismo pela PUC-PR e pós-graduada em Antropologia Cultural pela mesma instituição. Tem passagem pela redação da Gazeta do Povo e atuou em projetos de inovação e educação com clientes como Itaú, Totvs e Sebrae.

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo