Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers
Tools
NOVO

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

NOVO

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Retrospectiva 2022: como a Geração Z mudou a cultura das empresas?

Great Resignation, quiet quitting e mais: apesar de diferentes, os movimentos, em sua maioria, têm o objetivo em comum de encontrar o equilíbrio entre vida pessoal e vida profissional

Retrospectiva 2022: como a Geração Z mudou a cultura das empresas?

Mulher trabalhando em home office com gato e com o notebook aberto (Foto: sanjeri via Getty Images)

, jornalista

4 min

21 dez 2022

Atualizado: 3 jan 2023

O ano de 2022 marcou o mercado de trabalho com movimentos nunca antes vistos na história. A maioria deles foi impulsionada pelos Millennials e Geração Z.

Mas, apesar de diferentes (entenda mais adiante), a maioria deles têm o objetivo em comum de encontrar o equilíbrio entre vida pessoal e vida profissional.

Em outras palavras, muitos integrantes dos movimentos declararam o fim da era workaholic. Alguns pediram demissão, outros fizeram apenas o que era exigido em seu cargo.

Diante desta história, é possível afirmar que uma coisa é certa: esses movimentos levantaram a bandeira da transparência entre funcionário e empresa e vice e versa. E esse comportamento deve continuar em 2023. 

Relembre aqui os movimentos que marcaram o mercado de trabalho em 2022:

Great Resignation

O que significa Great resignation?
É um movimento em que trabalhadores se demitem. Começou nos Estados Unidos, quando milhões de millennials pediram demissão após repensarem o papel do trabalho em suas vidas. 

Os motivos mais comuns para a demissão em massa que aconteceu foram: cultura corporativa tóxica, mais flexibilidade no trabalho, entre outros, segundo Blue Management Institute (BMI). O movimento chegou ao Brasil.

Quantas pessoas pediram demissão em 2022? 
No Brasil, as demissões voluntárias bateram recorde em agosto. Foram registrados quase dois milhões de desligamentos, segundo dados da LCA Consultores nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Um total de  35,7%.

(Foto: skynesher via Getty Images)

Quiet Quitting

O que significa Quiet Quitting?
Significa fazer o mínimo do que é esperado em sua função na empresa. Foi impulsionado pela Geração Z durante a pandemia de coronavírus e está atrelado à sensação de cansaço que muitas pessoas experimentam nesse momento. 

Em termos de números, 54% desta geração se enquadra no Quiet Quitting, segundo um levantamento da Gallup Poll publicado no The Wall Street Journal.


Entrevista de emprego (Fonte: Getty Images)

Job hopping

O que significa job hopping?
Pular de emprego para emprego. Na prática, é quando profissionais, também em sua maioria da Geração Z, mudam de empresa com cerca de três meses e de forma voluntária. O objetivo é buscar novos desafios e salário melhor do que o atual. O movimento é mais comum na área de tecnologia, onde tem uma gama de vagas de emprego.

Overemployed

O que significa overemployed?
São pessoas super-empregadas que optam por ter mais de um emprego. Na prática, têm dois e-mails corporativos, dois computadores, duas equipes de trabalho (ou mais) sem que qualquer das empresas contratantes saibam. Saiba mais aqui!

Thumbnail do vídeo

Banner XBA setembro 2022

Por que importa?

Os movimentos ‒ você fazendo parte deles ou não ‒ mostram a importância de você ser transparente com a gestão e com a área de recursos humanos. Não está feliz e se sentindo motivado? Diga o porquê. Trace junto com a liderança um plano de ação para mudar o jogo. 

Leitura recomendada

Agora, aprenda as 10 competências-chave de gestão e inovação usadas pelas empresas mais poderosas e competitivas do mundo com +30 referências mundiais direto do Vale do Silício e da Europa.


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Jornalista especializada em carreira, empreendedorismo e inovação. Formada em jornalismo pela FMU e pós-graduada em marketing pelo Senac, atua na área de negócios há quatro anos. Passou por veículos como Pequenas Empresas e Grandes Negócios e Época NEGÓCIOS.

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo