Sobre NósPara Você
Para EmpresasConteúdos
Eventos
Game Changers

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Eventos

Jornadas de conhecimento fomentando o aprendizado dinâmico e inovador em diversos formatos e intensidades

Ver todos

Ainda não temos eventos programados. Mas estamos preparando encontros repletos de inovação para você!

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Artigos
Carreira

Big techs querem treinar brasileiros para trabalhar no metaverso

A Meta, dona do Facebook, e a Amazon oferecem capacitação gratuita em tecnologia. Entenda!

Big techs querem treinar brasileiros para trabalhar no metaverso

Fonte: Getty Images

5 min

13 ago 2022

Atualizado: 30 nov 2022

Por Sabrina Bezerra

Imagine se a sua profissão fosse impactada por causa da chegada do metaverso. O que você faria? Essa provocação é para te contar que, assim como toda transformação digital impacta — diretamente ou indiretamente — muitos setores, não será diferente com o metaverso.

Já até contamos os detalhes de 17 profissões que vão precisar se adaptar com o avanço do ambiente virtual, lembra? E, se depender das empresas — em especial as big techs —, esse futuro está bem próximo.

+ De especialista em dormir à viajar: as funções inusitadas de startups e grandes empresas

Projeção de vídeo em uma mulher usando um telefone inteligente metaverso (Foto: brightstars via Getty Images)

AMAZON E META OFERECEM CURSOS PARA BRASILEIROS

A Meta, dona do Facebook, e a Amazon, por exemplo, querem capacitar até 2023 cerca de 50 mil brasileiros que gostariam de trabalhar no mercado de tecnologia.

Para isso, estão oferecendo capacitação gratuita por meio do Portal Techs (criado em conjunto pelas empresas) em três frentes: computação na nuvem, marketing digital e realidade virtual. 

Na segunda etapa, cerca de 2 mil pessoas participarão de um processo seletivo para o curso de introdução à programação. Serão priorizadas as pessoas que estudaram o ensino médio em escola pública, mulheres, pessoas negras e pessoas da comunidade LGBTQIA+. A inscrição deve ser feita aqui.

QUAIS SÃO OS OBJETIVOS?

“Apresentar essas tecnologias para quem não é familiarizada com o setor e capacitar gratuitamente jovens e adultos formados em escolas públicas que tenham interesse em trabalhar nesse mercado”, afirmam em comunicado.

Mas não apenas. O mercado de tecnologia passa por uma corrida por profissionais de TI. Virou um desafio para as companhias. Muita demanda, poucos profissionais. Para você ter uma ideia, a escassez é tanta que a Gartner fez uma previsão intrigante: “até 2024 80% dos produtos e serviços tecnológicos serão construídos por pessoas que não são profissionais de tecnologia” – os famosos no-code e low-code.

E se o apagão está por aí, já era de imaginar que para dar conta do metaverso, seria preciso de mais trabalhadores qualificados. Logo, a estratégia da Amazon e da Meta em oferecer capacitação gratuita faz sentido. Neste caso, vale a pena unir os pontos fortes das empresas para um bem maior.

Metaverso em proposta da Meta (foto: divulgação)

POR QUE IMPORTA?

A Amazon e a Meta uniram esforços para sanar um dos problemas do mercado de trabalho, a escassez de profissionais de tecnologia — mas com foco no metaverso. Isso porque, quanto antes capacitar pessoas no setor — que, segundo a Bloomberg, promete movimentar US$ 800 bilhões até 2024 —, maiores serão as chances de acelerar o desenvolvimento do metaverso e evitar o possível apagão do TI. Além disso, vale observar que os requisitos — focados em mulheres, pessoas negras, pessoas da comunidade LGBTQIA+ — vão ao encontro da Agenda ESG


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Jornalista especializada em carreira, empreendedorismo e inovação. Formada em jornalismo pela FMU e pós-graduada em marketing pelo Senac, atua na área de negócios há quatro anos. Passou por veículos como Pequenas Empresas e Grandes Negócios e Época NEGÓCIOS.

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo