Algar Telecom lança projeto de Cidade Conectada e totalmente inteligente

Avatar

Por Lucas Bicudo

16 de dezembro de 2016 às 17:20 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

A Algar Telecom acaba de lançar o projeto Cidade Conectada, com o objetivo de articular o ecossistema de inovação e empreendedorismo para trazer mais eficiência e transparência na administração pública de cidades.

“Nosso objetivo é resolver problemas típicos enfrentados pelos cidadãos e para isso contamos com um conjunto de soluções que inclui desde dispositivos de identificação e de informação para o cidadão, depósitos de coleta de resíduos tecnológicos a bueiros inteligentes que possibilitam a prevenção de enchentes”, discursa Jean Borges, presidente da Algar Telecom.

Neste primeiro momento, tais iniciativas serão instaladas como protótipos no Granja Marileusa, bairro planejado de Uberlândia homologado como micro polo tecnológico municipal. A intenção é que essas soluções, que seguem o conceito de smart cities, sejam futuramente replicadas em outras regiões.

“Nosso intuito é descobrir oportunidades para o oferecimento de novos serviços pela companhia e por isso articulamos diversas parcerias no âmbito nacional, por meio da inovação aberta, para oferecermos soluções criativas com as tecnologias existentes, buscando contribuir para o desenvolvimento e a conectividade nas cidades”, continua.

Confira alguma delas:

Easybus, em parceria com Universidade Federal de Uberlândia

Sistema embarcado nos ônibus que verifica e reporta em tempo real a lotação e o fluxo de passageiros nos veículos públicos, por meio de tecnologias de vídeo analysis. Por meio do Easybus é possível prever a necessidade de transferir, em momentos de grande lotação, ônibus de outras linhas que estejam mais vazias para atender melhor a população.

City Totem, em parceria com Nokia e C.E.S.A.R.

Totem fixo que tem como objetivo oferecer interface de acesso entre o cidadão e a cidade. Tem como principais funcionalidades: chamada de atendimento ao cidadão, publicidade dinâmica e estática e vitrine virtual de produtos.

My ID, também em parceria com Nokia e C.E.S.A.R.

Sistema que permite a identificação de pessoas por meio de smartphones, wereables e tags (NFC ou RFID). A identificação também poderá ser utilizada para pagamentos e acesso à locais como edifícios comerciais e hospitais, por exemplo

IoT Maker, em parceria com Ioton

Plataforma que reúne APIs, serviços de telecomunicações (chips, mensagens, dados, voz), plataformas de telecomunicações (OCS, URA) e ferramentas de desenvolvimento para que pessoas e empresas criem e compartilhem soluções para cidades inteligentes. As aplicações desenvolvidas estarão disponíveis em um marketplace. Sensores e atuadores estão sendo desenvolvidos pelo parceiro e estão contemplados na entrega do protótipo.

E-pontos, em parceria com New360 e Fabrimax

Lixeiras para coleta de resíduos tecnológicos, que possuem sensores que medem o volume de lixo descartado e o espaço restante na lixeira. O lixo descartado dará pontos para a pessoa que o descartar, sendo que os pontos podem ser convertidos em prêmios.

Centro de Controle do Bairro Conectado

Este ambiente está focado na gestão estratégica e operacional de todas as inovações que serão instaladas nas ruas do bairro Granja Marileusa. Será utilizada a Plataforma de IoT Eu.Gênio, da PromonLogicalis, que foi desenvolvida em padrões abertos e hospedada em nuvem privada e está disponível na modalidade de serviço – o que torna o desenvolvimento de aplicações para a Internet das Coisas acessível para empresas e órgãos do governo dos mais variados portes e perfis, sem a necessidade de altos investimentos em infraestrutura.

Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

[php snippet=5]