Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers
Tools
NOVO

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

NOVO

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Construindo diversidade nas empresas: como os grupos fomentam boas práticas?

Os grupos de diversidade se tornaram mais presentes nas empresas. Entenda como eles atuam e qual o diferencial que oferecem para as organizações

Construindo diversidade nas empresas: como os grupos fomentam boas práticas?

Foto: Getty Images

, Jornalista

6 min

11 jul 2022

Atualizado: 3 jan 2023

Por Camila Petry Feiler

Construir uma cultura em que todas as pessoas possam se sentir pertencentes demanda ações, práticas e muita conversa. Isso faz diferença no reflexo da empresa no mercado, na hora de reter grandes talentos e no ritmo de inovação. Estar aberta às diferenças torna a empresa também mais disposta a tomar novos rumos e se manter competitiva em um mercado que muda sempre. 

Maiara Nakamura, head de Talent Aquisition da PicPay, sinaliza que isso faz diferença inclusive no salário emocional.Estar em um ambiente onde você é aceito e incluído é extremamente importante. E para chegar nesse grau de maturidade enquanto organização, é preciso muito estudo, sensibilização, planejamento e estratégia.”

Por isso, muitas empresas estão pavimentando caminhos onde a diversidade possa existir de forma saudável e relevante, com os grupos de diversidade

O QUE SÃO GRUPOS DE DIVERSIDADE?

Indo além das iniciativas pontuais em datas comemorativas, como em junho, com aquelas focadas no público LGBTQIA+, os grupos de diversidade instauram ações o ano inteiro, pensando nas estratégias a partir do negócio. 

O modo de atuação vai depender do contexto, mas ele deve focar em acolher a diversidade e pensar em práticas inclusivas. Na Provi, fintech de crédito educacional, o movimento começou como um grupo no canal de comunicação Slack, logo no começo da empresa, e caminhou para um coletivo “que tinha como objetivo criar, desenvolver e consolidar iniciativas para promover a diversidade. O grupo atuava de forma interna, com os colaboradores, e externa, com os alunos financiados com ações com foco em educação e conscientização, recrutamento, seleção e retenção e senso de comunidade e pertencimento”, explica Letícia Batista, Employee Experience, Diversidade e Comunicação Interna da Provi.

 

Veja também:

 

O que um grupo de diversidade pode desenvolver?

Foto: Getty Images

Uma pesquisa da Harvard Business revela que os conflitos são reduzidos em até 50% em relação às organizações que não investem em diversidade, por isso o primeiro passo tende a ser o diálogo. 

Na Provi, entretanto, o coletivo é atuante em algumas frentes, como conta Letícia: "já tivemos diversas ações, desde a Diversinews, uma newsletter com objetivo de educar e conscientizar; vagas afirmativas, para aumentar a diversidade dentro do nosso quadro de colaboradores; um Offsite do Coletivo, que é um dia onde o time se reuniu presencialmente para discutir e ‘setar’ metas e objetivos do Coletivo no semestre. Além disso, todos os novos colaboradores passam por um onboarding sobre o tema diversidade.”

Para manter o pulso, o grupo se reúne semanalmente, se orientando por cronograma e documentação das ações. 

POR QUE IMPORTA?

Acolher a diversidade se torna imperativo para as empresas que querem ser mais criativas e inovadoras. Enxergar as possibilidades a partir de diferentes pontos de vista é que traz inovação e criatividade. 

“Além de que, as pessoas se sentem muito mais confortáveis em trabalhar em um lugar onde são respeitadas e acolhidas quando olham ao redor. Temos talentos incríveis e nossa cultura interna ajuda muito nisso”, afirma Letícia. 

Mas é preciso que as lideranças estejam envolvidas e atentas, para que a empresa consiga absorver e viver de fato a cultura da diversidade e para além do marketing, com a responsabilidade de incluir na estratégia espaço para as diferenças. 


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Jornalista focada em empreendedorismo, inovação e tecnologia. É formada em Jornalismo pela PUC-PR e pós-graduada em Antropologia Cultural pela mesma instituição. Tem passagem pela redação da Gazeta do Povo e atuou em projetos de inovação e educação com clientes como Itaú, Totvs e Sebrae.

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo