Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers
Tools
NOVO

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

NOVO

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Fim de semana de 3 dias? Saiba como se adaptar sem perder a produtividade no trabalho

Modelo tem crescido no mundo corporativo. Saiba quais são as dicas para não transformar o benefício em armadilha!

Fim de semana de 3 dias? Saiba como se adaptar sem perder a produtividade no trabalho

(Foto: PeopleImages via Getty Images)

, jornalista

9 min

3 ago 2022

Atualizado: 15 dez 2022

Por Sabrina Bezerra

Em meados do ano passado, a StartSe contou sobre a nova tendência da semana mais curta de trabalho oferecida pelas companhias. Seja menos dias úteis ou a jornada de meio período às sextas-feiras. A ideia se tornou viável após oferecer mais bem-estar e motivação para os funcionários — pilares importantes quando o assunto é melhoria de produtividade.

Além disso, virou um fator importante para atrair e reter talentos. Foi o que aconteceu com Rennan Araujo Julio, Analista de Marketing e LinkedIn Creator, ao ingressar em uma nova empresa. “A Short Friday — nome dado à jornada de meio expediente às sextas-feiras na consultoria Falconi —, foi um motivo importante para eu aceitar o trabalho”, diz em entrevista à StartSe.

Mas Julio não é o único. 93% dos brasileiros aceitariam trabalhar cerca de um dia a menos por semana, segundo pesquisa da OnePoll conduzida pela Citrix Systems. Você também gostaria? Se a resposta foi sim, lembre-se que, como todo benefício, é preciso se adaptar à nova rotina para não cair em armadilhas.

Carreira, trabalho, habilidades, reunião (Foto: Pexels)

COMO ASSIM? 

Por exemplo, lembra das férias ilimitadas que a Netflix  foi pioneira em oferecer? De um lado, algumas pessoas não usavam o benefício por medo de serem mal vistas. Do outro, outras usavam sem responsabilidade (isso mesmo, saiam em férias quando existia algum conflito na firma). Não pegou bem, obviamente.

No caso da semana mais curta de trabalho — seja dias ou horas —, é preciso entender a importância do benefício e encontrar formas de se adaptar de forma que não sobrecarregue os outros dias de trabalho ou que você se ausente sem finalizar as demandas.

COMO SE ADAPTAR A SEMANA DE TRABALHO MAIS CURTA?

“No meu caso, foi um cenário realmente inédito. A adaptação foi um pouco estranha, isso é inegável”, afirma. Na primeira sexta-feira, Julio passou o restante da tarde em frente ao computador porque não conseguia aceitar que a tarde era livre. “Fiquei esperando por algo que não iria acontecer (risos).” Depois, organizou a rotina para usar com inteligência o tempo livre. E deu certo. “Aprendi a fazer a gestão do meu tempo”, conta o analista.

Organize as tarefas no início da semana

Ao começar a semana, defina a sua rotina: quais são os dias que você deve executar as tarefas. “Foi com essa organização que eu percebi que poderia ser mais produtivo e, como consequência, eu teria o tempo livre na sexta-feira à tarde”, diz Julio.

Faça uma boa gestão de tempo

Vai ao encontro do tópico anterior. Isso porque, “não é sobre o trabalho mais curto, mas como as pessoas usam o tempo delas a favor delas, e obviamente, incorpora as necessidades do negócio”, afirma Daniel Spolaor, Head de Gente & Operações da Falconi em entrevista à StartSe.

Por exemplo, na consultoria, os funcionários tiveram de mudar a agenda corporativa. “Passaram a avaliar quais momentos devem agendar reunião”, diz Spolaor.

Mas, se não conseguir fazer uma gestão de tempo ou tem trabalho excessivo, peça ajuda para o time e avise a liderança. Lembre-se que estamos caminhando cada vez mais para a era da confiança entre empresa e colaborador.

Use a tecnologia a seu favor

Hoje, existe uma série de ferramentas que ajudam a melhorar a produtividade. Do ponto de vista de organização pessoal, uma boa dica é o Evernote, onde você consegue organizar o seu calendário, notas e tarefas, além de conseguir sincronizar com o Google Agenda e salvar artigos e documentos

O Todoist também é outra opção para melhorar a sua organização pessoal. Por meio dele, você otimiza tarefas, tem acesso a um histórico de atividades, integra ao seu calendário, coloca prioridades para diferentes atividades e consegue acionar lembretes.

Seja o espelho — mesmo que o seu cargo seja de liderança

“Os gestores precisam ser espelho para o time. Para isso, vale exercitar [a semana mais curta de trabalho]. Por aqui, não existe reunião marcada por quase nenhum líder. Quando precisa, ele pede a autorização antes”, conta o head.

Use o tempo livre para fazer atividades que você gosta

Procure fazer atividades que não estão ligadas ao seu trabalho. Por exemplo, Spolaor usa para colocar a leitura em dia. Julio para aprender idiomas novos, ir ao cinema, ou simplesmente “não fazer nada”, diz.

POR QUE IMPORTA?

A semana de trabalho mais curta está virando tendência e, se você ainda não trabalha em uma empresa que oferece o benefício, talvez isso aconteça no futuro próximo. Por isso, é importante anotar as dicas para não cair em armadilhas. Do ponto de vista da empresa, oferecer o benefício pode ser uma estratégia para atrair e reter talentos que, cá entre nós, em tempos de Great Resignation, demissão voluntária em massa, se tornaram valiosíssimos


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Jornalista especializada em carreira, empreendedorismo e inovação. Formada em jornalismo pela FMU e pós-graduada em marketing pelo Senac, atua na área de negócios há quatro anos. Passou por veículos como Pequenas Empresas e Grandes Negócios e Época NEGÓCIOS.

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo