Sou Aluno
Formações
Imersões
Eventos
Tools
Artigos
Sobre Nós
Para Empresas

Por que licença para avós e avôs ganham espaço no pacote de benefício corporativo

Para estimular a contratação e retenção de talentos 50+, empresas oferecem licença remunerada; entenda

Por que licença para avós e avôs ganham espaço no pacote de benefício corporativo

Avós (Foto: via Canva)

, jornalista

4 min

18 jul 2023

Atualizado: 18 jul 2023

newsletter

Start Seu dia:
A Newsletter do AGORA!

Passadas algumas semanas da nossa conversa sobre etarismo, hoje volto para continuar o assunto. Desta vez, trazendo o outro lado: como as empresas estimulam a contratação e retenção de talentos 50+.

Uma das formas, embora ainda seja raro, é oferecer “licença para avós e avôs”. Sim, isso começa a fazer parte do pacote de benefícios dos negócios

COMO FUNCIONA?


Cisco

Na empresa de tecnologia Cisco, três dias de licença são oferecidos para as pessoas que ganharem netos e netas. Os dias não são descontados do pagamento.

  • Atualmente, mais de 30% dos cerca de 40 mil funcionários da Cisco nos Estados Unidos têm mais de 50 anos, e a licença dos avós é um dos benefícios mais populares entre eles, disse à Fortune Ted Kezios, vice-presidente sênior de benefícios da Cisco.

Mais de 800 funcionários dos Estados Unidos tiraram licença desde o início de 2021, incluindo quase 200 que usaram até agora este ano 

Saga 

A Saga, empresa de viagens e seguros para maiores de 50 anos, dará aos funcionários uma semana de licença remunerada para comemorar o nascimento de um neto. O que vai ao encontro do pilar famoso em culturas organizacionais: o Walk the Talk.

Fannie Mae

A Federal National Mortgage Association oferece um dia de licença remunerada por ano para as pessoas conhecerem o novo neto ou neta. No primeiro semestre de 2023, 70 dos 8 mil funcionários usaram o benefício, diz a empresa à Fortune.

Por que importa?

Além de ser uma forma para atrair e reter talentos, também caminha junto quando o assunto é rede de apoio para mães. No Brasil, por exemplo, a falta de rede de apoio para mães solos é um dos motivos que dificulta a entrada de mais mulheres no mercado de trabalho.

Para você ter uma noção, o número de mães solo, aquelas que cuidam sozinhas de seus filhos, aumentou 17,8% na última década, passando de 9,6 milhões em 2012 para 11,3 milhões em 2022. 

Então, com a licença para avós e avôs, as empresas não apenas atrai e retém talentos 50+ como também levanta a bandeira de rede de apoio às mães. 

PAPO DE VIDEOCAST 

Neivia Justa, jornalista e fundadora da Justa Causa, conta como as empresas podem promover um ambiente de trabalho mais diverso para profissionais 50+, neste episódio do podcast Mulheres do Agora:

LEITURA RECOMENDADA

Agora, conheça os principais conceitos e ferramentas que auxiliam a liderança no processo de transformação organizacional voltado à diversidade e inovação. Clique aqui!

 

 

Gostou deste conteúdo? Deixa que a gente te avisa quando surgirem assuntos relacionados!


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Sabrina Bezerra é jornalista especializada em carreira e empreendedorismo. Tem experiência há mais de cinco anos em Nova Economia. Passou por veículos como Pequenas Empresas e Grandes Negócios e Época NEGÓCIOS.

Leia o próximo artigo

newsletter

Start Seu dia:
A Newsletter do AGORA!