Vittude, startup que conecta psicólogos a clientes, recebe aporte de R$ 4,5 milhões

João Ortega

Por João Ortega

13 de novembro de 2019 às 18:34 - Atualizado há 9 meses

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

A Vittude é uma healthtech que promove saúde mental, conectando potenciais clientes a psicólogos de forma online e presencial. Nesta quarta-feira, a startup anunciou um aporte de R$ 4,5 milhões liderado pelo fundo Redpoint Ventures.

Com o investimento, a Vittude quer ampliar o segmento B2B do negócio, em que faz parcerias com outras empresas para dar atendimento psicológico aos colaboradores. Além disso, a ideia é, até o primeiro trimestre do ano que vem, expandir a equipe de 18 para 25 funcionários, de acordo com a Exame.

Fundada em 2016, a Vittude conta com 3.500 psicólogos cadastrados na plataforma e tem mais de 20 mil usuários em 50 países. “O fato de a Redpoint ter escolhido a Vittude entre outras startups do mercado é um atestado de credibilidade. É a confirmação de um trabalho bem feito, não somente pelo nosso time, como também pelos nossos psicólogos”, afirma Tatiana Pimenta, CEO da startup.

Em entrevista exclusiva à StartSe, Tatiana afirma que 85% das consultas da Vittude, hoje, são feitas de forma remota por vídeo no computador. “O aplicativo para os pacientes está em desenvolvimento e deve estar disponível na Apple Store e Google Play antes do término de 2019”, revela.

Venha conhecer outras tecnologias que estão impactando os negócios e as pessoas na Silicon Valley Conference

Saúde mental corporativa

A Vittude baseia seu modelo de negócio na crença que o atendimento emergencial em casos de saúde mental não é suficiente e que a prevenção neste sentido deve ser contínua. Para empresas, investir em saúde mental dá um retorno de quatro vezes, segundo estudo da consultoria KPMG. Entre os clientes da startup estão a Resultados Digitais, 99 e Grupo Positivo.

A crença na importância do acompanhamento psicológico é tanta que, na Vittude, 100% dos profissionais fazem terapia. “Todos recebem, mensalmente, créditos em reais para agendar suas consultas na plataforma. Sabemos que, em um mundo conectado como o atual, não cuidar da mente é sinônimo de adoecimento e uma vida de pior qualidade”, afirma Tatiana.

“O Vittude Corporate foi estruturado para as empresas para que seus colaboradores possam fazer uma sessão de terapia, por semana, de forma continuada”, explica a CEO. “Algumas pessoas fazem sessões para resolver questões pessoais, outras utilizam por mais tempo para lidar com quadros mais adoecidos, como o transtorno de ansiedade e sintomas de depressão”.

Embora o conteúdo da terapia em si seja sigiloso, o setor de RH da empresa parceira recebe dados de acesso geral na plataforma. “É uma forma de avaliar a eficácia do investimento. Além disso, alguns RHs também têm realizado pesquisas internas de satisfação e mensuração de KPIs como redução de absenteísmo e turnover após o início do programa com a Vittude”, detalha a empreendedora.