Sou Aluno
Formações
Imersões
Eventos
Tools
Artigos
Sobre Nós
Para Empresas

Por que cada vez mais as empresas são 'canceladas'?

Erica Firmo, gerente de comunicação corporativa e reputação do LinkedIn na Ásia, Europa e América Latina, fala sobre o cancelamento na internet e a importância da comunicação corporativa para as marcas. Confira!

Por que cada vez mais as empresas são 'canceladas'?

Erica Firmo, gerente de comunicação corporativa e reputação do LinkedIn na Ásia, Europa e América Latina (Foto: Divulgação)

, jornalista

30 min

13 set 2021

Atualizado: 19 mai 2023

newsletter

Start Seu dia:
A Newsletter do AGORA!

Por Sabrina Bezerra

A comunicação corporativa e a reputação são importantíssimas para as empresas. Afinal, quando bem feitas, fortalecem a marca internamente e externamente.

Veja: “Cada vez mais as pessoas e as empresas estão sendo canceladas [na internet] por erros que elas comentem no dia a dia. Isso coloca todo o trabalho de reputação feito por anos no ralo", conta Erica Firmo, gerente de comunicação corporativa e reputação do LinkedIn na Ásia, Europa e América Latina.

Por isso, segundo ela, o trabalho de comunicação corporativa é importante. "Pois, faz o gerenciamento de todos esses fatores que impactam na percepção da marca. Desde o posicionamento dos líderes até como a companhia pensa e divulga os seus valores”, completa.

“As empresas precisam realmente viver os valores que estão externalizando na comunicação. Se a marca, por exemplo, é anti-racista, não adianta só falar sobre isso no site. É preciso contratar mais profissionais negros, reparar a dívida histórica que foi deixada e ter ações concretas”, diz a executiva.

No podcast abaixo, você confere a entrevista na íntegra. Além do setor, os tópico abaixo também foram discutidos:

– Carreira;

– Dicas para usar o LinkedIn para conseguir um cargo de liderança;

– Diversidade;

– Machismo;

– E muito mais!

Erica Firmo (Foto: Divulgação)

Alguns trechos da entrevista

  • Carreira
    "Eu sempre tive o sonho de me tornar uma grande executiva (risos). Não. É brincadeira. Eu não fazia ideia do que eu estava fazendo. Acho que como a maioria dos meus colegas millennials, eu estava me sentindo perdida. Não fazia ideia do que eu queria da minha vida”, conta Erica.
     
  • Diversidade
    “Há alguns anos eu criei a #mulherinspiradora e comecei a usar o meu LinkedIn para elevar essas mulheres. Uma vez por semana eu postava uma mulher que me inspirava para que as pessoas pudessem segui-la também”, diz a executiva.
     
  • Síndrome do impostor
    “Não importa tudo o que já fiz e aprendi, a impostora está sempre presente no dia a dia. Às vezes, ela consegue falar mais alto do que os meus próprios pensamentos. Uma das coisas que eu faço [para mudar isso] é olhar a minha história e lembrar de tudo o que eu já construi”, afirma Erica.

 

Quer desenvolver as suas habilidades profissionais? Preparamos uma formação Internacional de Impacto, que desenvolve habilidades, competências e perspectivas necessárias para uma Liderança Feminina Transformadora, em posições estratégicas de mercados altamente competitivos Conheça o Women's Leadership Program.

Banner Women's Leadership Program StartSe

Gostou deste conteúdo? Deixa que a gente te avisa quando surgirem assuntos relacionados!


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Sabrina Bezerra é jornalista especializada em carreira e empreendedorismo. Tem experiência há mais de cinco anos em Nova Economia. Passou por veículos como Pequenas Empresas e Grandes Negócios e Época NEGÓCIOS.

Leia o próximo artigo

newsletter

Start Seu dia:
A Newsletter do AGORA!