Sou Aluno
Formações
Imersões
Eventos
Tools
Artigos
Sobre Nós
Para Empresas

Confira lista das 11 marcas brasileiras mais valiosas de 2023

Ranking da Interbrand traz Nubank pela primeira vez, além de Itaú, Bradesco, Skol. Americanas caiu na lista

Confira lista das 11 marcas brasileiras mais valiosas de 2023

Nubank (Fonte: divulgação)

, jornalista

12 min

28 mar 2023

Atualizado: 19 mai 2023

newsletter

Start Seu dia:
A Newsletter do AGORA!

Nada é mais gratificante para uma empresa do que se tornar uma das mais valiosas. Ainda mais quando o valor ultrapassa o bilhão. No Brasil, quem ocupa a liderança no ranking das marcas brasileiras mais valiosas de 2022/2023, feito pela Interbrand, é o Itaú. O banco ocupa a mesma posição desde que a lista (com 25 empresas) foi criada no país, em 2001 (entenda mais adiante).

  • 59% das empresas do ranking são do mercado financeiro; totalizam juntas R$ 90,5 bilhões
  • 22% do setor de bebidas; totalizam juntas R$ 32,1 bilhões
  • 12% de varejo, cosméticos farmacêuticos; totalizam juntas R$ 18,2 bilhões
  • A marca que apresentou o maior crescimento foi a Renner, com um aumento de 14%
  • A novidade foi a entrada do Nubank na lista, já ocupando a 7ª posição com valor estimado em R$ 3,8 bilhões

Somadas, as 25 marcas que compõem o ranking ultrapassaram o valor de R$ 153 bilhões – o que representa um crescimento de 6% em comparação com a edição anterior. Esses dados reforçam a potência dos bancos e das marcas do setor de cerveja. 

O varejo, no entanto, setor que mais cresceu nos últimos anos, foi impactado pela queda significativa das Lojas Americanas. A empresa desvalorizou 53%, tendo hoje como valor estimado R$ 844 milhões. No ranking, saiu da 10ª posição para a 19ª.

Quais foram as características importantes para o desempenho das marcas em 2022/2023? As marcas que mais cresceram foram as que investiram em alinhamento, empatia e presença. Foram aquelas que mostraram que possuem uma trajetória clara e que ouviram as demandas dos seus clientes, entregando produtos e serviços relevantes e, consequentemente, aumentaram a sua presença tanto em capilaridade quanto na mente das pessoas”, avalia o relatório.

CONFIRA O RANKING DAS 10 MARCAS BRASILEIRAS MAIS VALIOSAS DE 2022/2023:

1 - Itaú

O Itaú manteve a posição desde que o ranking foi criado, em 2001. A marca cresceu R$ 3,8 bilhões em comparação com o ranking de 2021, quando atingiu o valor estimado de R$ 40,5 bilhões. Vale notar que no período, o banco usou linguagem mais informal para se conectar com o público. Assim, como implementação de produtos digitais.

Valor da marca: R$ 44,3 bilhões

2 - Bradesco

Já o Bradesco teve um crescimento de 4% em comparação com o ranking anterior. 

Valor da marca: R$ 28,6 bilhões

3 - Skol

A marca de cerveja Skol manteve a mesma posição, sem apresentar crescimento.

Valor da marca: R$ 18,8 bilhões

4 - Brahma

Enquanto isso, a concorrente Brahma, apesar de estar no valor total abaixo da Skol, apresentou crescimento de 4% em comparação com o ranking anterior.

Valor da marca: R$  13,3 bilhões

5 - Banco do Brasil

Banco do Brasil, por sua vez, segue em ritmo de crescimento. Assim como a Brahma, cresceu 4%.

Valor da marca: R$  10,3 bilhões


6 - Natura

A Natura não apresentou resultados animadores, o que impactou a sua posição no ranking 2022/2023. Se na edição anterior, a empresa de cosméticos apresentou crescimento de 5%, agora a história é outra. A Natura caiu 5% e da 5ª posição foi para a 6ª.

Valor da marca: R$  9,7 bilhões

7 - Nubank 

Nubank foi a surpresa da lista. O banco digital estreou na 7ª posição logo após a abertura de capital. “Se destaca pela confiança e pela afinidade que construiu com seus clientes desde a sua criação”, diz o relatório.

Valor da marca: R$  3,9 bilhões

8 - Petrobras

Petrobras cresceu 7%, saindo da 6ª posição para a 8ª. 

Valor da marca: R$  3,5 bilhões

9 - Magazine Luiza

A Magalu cresceu 3%. Apesar de ser um número positivo, na edição anterior cresceu 66%, sendo considerada uma das marcas que apresentou maior crescimento. 

Valor da marca: R$  3,0 bilhões

10 - Vivo

Em comparação com o resultado anterior, a Vivo cresceu 6%.

Valor da marca: R$  3,0 bilhões

11 - Renner 

Embora a varejista tenha subido apenas uma posição, de 12ª para 11ª, seu valor de marca saiu de R$ 1,7 bilhões para R$ 1,9 bilhões. Foi eleita a marca de maior crescimento. A Renner cresceu 14% em comparação com o último relatório. “A companhia vive um momento excelente. Como marca, Renner se mantém como uma líder de moda no país, e cada vez mais conectada com pautas emergentes, se destacando globalmente pelo seu compromisso com a sustentabilidade”, diz o relatório. 

Valor da marca: R$  1,9 bilhões

Por que importa?

Muito tem se falado da importância em escutar os clientes e criar soluções e produtos que façam sentido para eles – principalmente em tempos de cenário econômico incerto. Assim, o estudo mostra a importância de criar estratégias que aumentem a presença da marca tanto em capilaridade quanto na mente das pessoas. Aqui, um destaque para a Renner, veja as iniciativas da marca que mais apresentou crescimento: a varejista tem apostado em ESG e em tendências como lojas instagramáveis para crescer. Para encerrar, a lição que fica: as marcas representam valores, história, mas para se manter relevante é preciso também inovar de uma forma que crie vínculo emocional com seus clientes. Entenda mais aqui!

Leitura Recomendada

Acesse o app da StartSe e confira conteúdos exclusivos. Baixe gratuitamente o novo app StartSe e tenha acesso a conteúdos exclusivos: Android | iPhone
 

Gostou deste conteúdo? Deixa que a gente te avisa quando surgirem assuntos relacionados!


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Sabrina Bezerra é jornalista especializada em carreira e empreendedorismo. Tem experiência há mais de cinco anos em Nova Economia. Passou por veículos como Pequenas Empresas e Grandes Negócios e Época NEGÓCIOS.

Leia o próximo artigo

newsletter

Start Seu dia:
A Newsletter do AGORA!