Sobre NósPara Você
Para EmpresasConteúdos
Eventos
Game Changers

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Eventos

Jornadas de conhecimento fomentando o aprendizado dinâmico e inovador em diversos formatos e intensidades

Ver todos

Ainda não temos eventos programados. Mas estamos preparando encontros repletos de inovação para você!

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Artigos
Empreendedorismo

Shopping e pequenas lojas físicas: a nova estratégia da Amazon

A gigante do comércio eletrônico está fechando parceria com lojistas de shoppings e pequenos empreendedores locais para entregar melhor e mais rápido. Entenda!

Shopping e pequenas lojas físicas: a nova estratégia da Amazon

(Foto: divulgação Facebook Amazon)

5 min

31 mai 2022

Atualizado: 30 nov 2022

A Amazon é uma das gigantes do comércio eletrônico. Quando o assunto é entrega é difícil competir com a varejista — já que, em alguns casos, entrega em um dia. Mas outras empresas estão de olho no movimento, o que não deixa dúvida: o mundo vai ver cada vez mais uma onda de empresas buscando alternativas para entregar rápido. Briga de gigantes.

Não à toa a empresa de Jeff Bezos está buscando novas alternativas para entregar mais, melhor e rápido.

QUAL A NOVA ESTRATÉGIA DA AMAZON PARA ENTREGAR MAIS RÁPIDO?

O mais recente MVP da companhia é a parceria com lojas de shoppings. A ideia é que os motoristas da Amazon Flex, que usam seus próprios veículos para fazer entregas, busquem e entreguem pacotes de lojas dos shoppings centers. Se bem sucedido, a Amazon vai expandir a variedade de produtos.

Na prática, o programa de teste funciona assim: clientes que desejam o envio de produtos rápido, visualizam na loja online da Amazon a disponibilidade do produto em uma loja do shopping local, fazem a compra e, na sequência, um dos motoristas busca o produto e entrega rapidamente. Por enquanto, está disponível na região de Seattle, nos Estados Unidos.

Lauren Smaha, porta-voz da gigante do comércio eletrônico, disse que muitas lojas estão participando do teste, no entanto, não deixou claro quais são as marcas e o custo e a receita por isso. “Esta é apenas outra maneira de conectar os vendedores da Amazon com os clientes por meio de opções de entrega conveniente”, disse ela à Bloomberg.

O fato é que a iniciativa pode escalar a corrida entre as varejistas e criar um bom relacionamento entre a Amazon e os shoppings americanos que estão lutando para permanecer relevantes em meio ao crescimento do e-commerce.

PEQUENAS LOJAS FÍSICAS LOCAIS TAMBÉM ESTÃO NA MIRA DA AMAZON

Um programa secreto, mas que teve início no ano passado: a Amazon tem feito parceria com pequenos negócios locais — de floricultura a restaurante — de zona rural para participar de um programa de entrega experimental.

Como assim? A empresa, segundo a Vox, paga para que essas pequenas empresas recebam todos os dias as encomendas da Amazon e façam as entregas em um raio de 16 quilômetros. Não precisa, no entanto, ter experiência com entrega, apenas um ponto físico para guardar os produtos e a disponibilidade de fazer as entregas todos os dias. O programa está disponível nas regiões de Alabama, Nebraska e Mississípi. .

A estratégia, no entanto, está atrelada em acelerar o prazo de entrega na região. Isso porque, de um lado as compras aumentam; do outro, perde tempo na “última milha” — e a parceria com os pequenos negócios pode ser uma boa alternativa para resolver isso.

POR QUE IMPORTA?

Buscar formas para entregar mais rápido virou obrigação para as empresas. Isso porque, à medida que o e-commerce movimenta bilhões, os consumidores estão dispostos a pagar mais caro para receber mais rápido, segundo uma pesquisa feita pelo Global Consumer Insights, realizada pela consultoria americana PwC. Ou seja, virou diferencial competitivo. E o que você pode aprender com a Amazon? Criar estratégias e fazer MVPs

Banner newsletter StartSe


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Jornalista especializada em carreira, empreendedorismo e inovação. Formada em jornalismo pela FMU e pós-graduada em marketing pelo Senac, atua na área de negócios há quatro anos. Passou por veículos como Pequenas Empresas e Grandes Negócios e Época NEGÓCIOS.

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo