Uber e Hyundai fazem parceria para criar carros voadores

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

8 de janeiro de 2020 às 11:02 - Atualizado há 3 meses

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

A Uber possui uma grande aposta para o futuro: carros voadores. Chamado de “Uber Elevate”, o projeto tem o objetivo de possibilitar viagens aéreas aos passageiros. Agora, contará com a Hyundai na construção de veículos que voam e podem chegar a 290 km/h. A parceria foi anunciada na Consumer Electronics Show (CES) 2020 que acontece em Las Vegas nesta semana.

Edtech 2020: saiba como as novas tecnologias estão transformando a gestão do ensino e os modelos de educação

No lançamento, as empresas apresentaram o AS-1, um veículo aéreo pessoal. O projeto foi inspirado em conceitos da NASA de aerodinâmica, design da asa, ruído, entre outros. A expectativa é que o veículo atinja 290 km/h, alcance altitudes de 300 a 600 metros do chão e percorra viagens de até 100 km. O veículo será elétrico e deverá levar de 5 a 7 minutos para recarregar. Ele será inicialmente pilotado por pessoas, mas deve se tornar totalmente autônomo com o tempo.

Os veículos serão produzidos pela Hyundai, enquanto a Uber irá contribuir oferecendo suporte, conexões com o transporte terrestre e a plataforma para clientes pedirem suas viagens aéreas. Ambos estão investindo na construção de infraestrutura para pouso e decolagem do veículo, que levantará voo de forma vertical.

“A Hyundai é o nosso primeiro parceiro de veículos com experiência de manufatura de carros com passageiros em uma escala global. Nós acreditamos que a Hyundai possui o potencial de produzir os veículos do Uber Air a taxas nunca antes vistas na indústria aeroespacial, produzindo alta qualidade, voos confiáveis em grande escala para diminuir o custo de viagem por passageiro”, afirmou Eric Allison, líder do Uber Elevate, no comunicado de lançamento. A expectativa é que a rede de viagens áreas seja lançada nos próximos anos.