Tesla revela o que espera de seus funcionários em uma carta

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

19 de fevereiro de 2020 às 18:32 - Atualizado há 9 meses

Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

“Nós somos a Tesla. Estamos mudando o mundo. Estamos dispostos a repensar qualquer coisa”. Essa é a primeira frase que os novos funcionários da Tesla leem ao receber o manual de empregados da empresa. A cartilha não contém as informações típicas sobre férias ou pagamentos, mas descreve o que a montadora de veículos elétricos espera de seus contratados.

A Tesla espera que seus funcionários se cobrem para performar nos mais altos níveis todos os dias. “Nós queremos nos cercar de pessoas que fazem a coisa certa e agem com integridade mesmo quando ninguém está olhando”, descreve. A empresa afirma que as pessoas que discordem desse parâmetro terão mais sucesso em outros locais. “Nós não queremos parecer severos; é apenas a verdade”.

Confiança e responsabilidade figuram como dois dos pilares da empresa. A Tesla deixa explícito que algumas pessoas já violaram a confiança ou ignoraram suas responsabilidades. A companhia escolheu deixá-las ir embora ao invés de mudar seus parâmetros por causa de poucos que os decepcionaram.

O trabalho número um de qualquer funcionário da Tesla é de torná-la um sucesso. Caso vejam oportunidade, eles são orientados a apontar possíveis melhorias mesmo em áreas que não trabalham. “Você possui uma parcela pessoal no sucesso da Tesla, então faça sugestões e compartilhe suas ideias. Suas boas ideias não significam nada se você as mantiver para si mesmo”, diz o manual.

O documento incentiva que os funcionários trabalhem em equipe e que conversem com executivos do alto escalão, inclusive o CEO Elon Musk, caso necessário. “Você pode conversar com o seu gerente, pode conversar com o gerente do seu gerente, pode conversar diretamente com o vice-presidente de outro departamento, você pode conversar com Elon – pode falar com qualquer pessoa sem a permissão de ninguém. Inclusive, você deve se considerar obrigado a fazê-lo até que a coisa certa aconteça”.

“Coisas estúpidas”

O manual chama assédio, bullying, posse de drogas, vazamento de informações e outras infrações como “coisas estúpidas”. “Se você fizer algo estúpido, dependendo das circunstâncias, você será corrigido e irá receber outra chance, ou pode ser convidado a se retirar. Não podemos perder tempo lidando com coisas estúpidas quando há tantas coisas importantes a serem feitas”, prevê.

Com quatro páginas, todo o manual possui uma característica que é conhecida publicamente por ser de Elon Musk: o estilo “ríspido”. A cartilha aborda e condena práticas que não são consideradas apropriadas no mercado de trabalho – como faltar sem dar nenhuma satisfação – mencionando que as pessoas que o fazem são idiotas.

Confira a cartilha completa, obtida pelo Business Insider.