Como a inovação do Vale do Silício pode fazer com que a sua empresa tenha melhores resultados em 2020

João Gobira

Por João Gobira

19 de março de 2020 às 13:43 - Atualizado há 4 meses

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Exemplos de um centro global de criatividade e inovação podem ser aplicados também em seu negócio.

Quando se pensa em inovação, Vale do Silício é um gatilho quase que automático. A região é conhecida por ter algumas das empresas mais inovadoras do mundo, as quais são até responsáveis por ditar os rumos da tecnologia nessa indústria que movimenta cifras tão altas.

Se você não sabe o que é Vale do Silício, ele fica em São Francisco, na Califórnia (EUA), rodeado pela Baía de São Francisco ao leste, pelas montanhas de Santa Cruz ao oeste e pela cidade de Redwood City ao norte. Ao sul, há fronteiras com Los Altos, Cupertino, Santa Clara, San Jose e Mountain View, enquanto o sudoeste tem as montanhas de Coast Range.

Quer aprender as melhores estratégias para vender mais pela internet? Então confira a imersão do curso APRENDA A VENDER PELA INTERNET E EXPANDA SEU POTENCIAL!

Aprenda a vender pela internet

A ideia para sua existência veio durante a Grande Depressão de 1929, época de forte recessão econômica que só terminou com a Segunda Guerra Mundial. Frederick Terman, um professor de engenharia de Stanford, decidiu criar mais oportunidades de trabalho aos seus alunos.

Ele encorajou dois de seus alunos, William Hewlett e David Packard, inclusive tendo recebido doações para ajudá-los na construção de sua empresa, a Hewlett-Packard. Depois da 2ª Guerra Mundial, Terman tornou-se reitor da escola de engenharia e incentivou a faculdade a ocupar o conselho de novas empresas.

Seus contatos em Washington renderam doações para pesquisas escolares e, então, ele fundou o Stanford Industrial Park para uma “fertilização cruzada” entre Stanford e os negócios locais. A universidade emprestou terrenos para várias empresas, em um passo determinante para a fundação do Silicon Valley.

Até o nome é derivado da tecnologia. O Vale do Silício é chamado assim devido ao elemento químico “silício” (Si), usado na fabricação de chips semicondutores de computador. O termo “Silicon Valley USA” foi usado pela primeira vez em 1971, por Don Hoefler, e se manteve até os dias de hoje.

Há aproximadamente 2 mil empresas de tecnologia ali, a mais densa concentração de todo o mundo. Essa proximidade entre fornecedores, clientes e pesquisas de alto nível são uma grande vantagem competitiva para cada uma das companhias que ali estão.

Algumas delas são Apple, Facebook, Google e Netflix, além das que prestam suporte a outras empresas, como Oracle, Cisco, Salesforce.com e Intel. O Vale do Silício também lançou outros gigantes no ramo da tecnologia, como Tesla, Twitter, Yahoo! e eBay, e há mais de 5,9 mil startups ali, de acordo com o AngelList.

Depois desta breve explicação sobre a região e de conhecer alguns dos enormes players que ali existem, saiba que a inovação em massa do Silicon Valley pode inspirar sua empresa e, assim, fazer com que ela cresça mais, mesmo em um cenário tão competitivo como é o mundo corporativo. Confira!

Como a inovação Vale do Silício pode potencializar os resultados da sua empresa?

golden gate san francisco

Basear-se em algumas das melhores companhias de tecnologia e startups do mundo e colocar suas estratégias, planos e procedimentos em prática tende a trazer excelentes resultados ao seu negócio, independentemente de qual seja seu porte ou segmento.

Entre tantas sugestões que podem ser seguidas, algumas que se destacam são as seguintes:

Tenha um mindset positivo

O que é inovação nas empresas?

Quem faz parte do Vale do Silício não está ali por acaso. Não é como se eles acordassem um dia e se deparassem com milhares de startups e grandes players do nada: há todo um planejamento para que aquele sonho se torne em realidade. Porém, o caminho está longe de ser fácil.

Apple, Facebook, Google, Oracle, Cisco, Netflix e várias outras empresas construíram seus legados depois de anos. Hoje elas são mundialmente famosas, mas houve um tempo em que ainda eram embrionárias. Sem dúvidas, ter um mindset focado fez toda a diferença para elas.

Um estudo do Sebrae Nacional, feito em 2013, mostrou que 24,4% das micro e pequenas empresas fecham as portas antes de completar dois anos de existência, número que pode chegar a até 50% em seus quatro primeiros anos. Porém, com um mindset positivo, isso não será um obstáculo insuperável, pelo contrário.

Quando sua mente está focada em atingir o sucesso, todos os passos valem a pena, até mesmo aqueles mais amargos e penosos, como os que geralmente aparecem no início da jornada do empreendedor.

É importante que um dos objetivos consolidados no modus operandi da sua empresa seja a inovação contínua. Assim, seja qual for a situação da empresa ou o aquecimento do mercado, seu intuito de sempre inovar continuará o mesmo.

Considere as falhas como aceitáveis

Experiência de Hawthorne (1927-1932)

Inovar não é tão simples como parece. Afinal de contas, se assim o fosse, seria muito maior o número de empresas que se portam desta forma e obtêm resultados fantásticos.

Isso significa que enquanto você tenta inovar, provavelmente se deparará com algumas derrotas. Pode ser que um produto não traga o retorno financeiro esperado, um serviço não funcione como planejado ou, em casos mais graves, que a empresa tenha que fechar suas portas.

Mesmo que não seja algo necessariamente desejado, as falhas fazem parte do processo. Muito se engana quem pensa que a inovação Vale do Silício não apresenta falhas, pois até quem já se estabeleceu como uma empresa enorme também lida com o dissabor da derrota.

O Google teve uma rede social, o Orkut, criada em 2004. Se você é um pouco mais velho, provavelmente se lembra dela ou até mesmo teve uma conta, com suas comunidades e depoimentos. O desempenho foi bom no Brasil, mas não se repetiu em outras partes do mundo. Em 2014, ela foi desativada.

O Google+ foi outra tentativa, criada em 2011 e desativada em 2019. Com vida útil ainda menor que do Orkut, o sucesso também ficou bem aquém do que se esperava dela.

Quer aprender as melhores estratégias para vender mais pela internet? Então confira a imersão do curso APRENDA A VENDER PELA INTERNET E EXPANDA SEU POTENCIAL!

Aprenda a vender pela internet

Ora, se uma empresa do tamanho do Google já errou duas vezes no segmento de mídias sociais (além de vários outros produtos e serviços que não deram certo ou, no mínimo, não trouxeram os resultados esperados), empresas de menor porte e que estão em seus primeiros passos têm todo o direito de falhar também.

Neste exemplo do Google, ambas iniciativas deixam lições do que não fazer quando se deseja criar uma rede social. Com sua nova tentativa, o Shoelace, a expertise obtida com as tentativas passadas já será de grande valia para que os mesmos erros não sejam cometidos novamente.

A inovação e as falhas estão diretamente relacionadas. Thomas Edison falhou em torno de 1.000 vezes (não se tem um número exato) até que chegasse à excelência em sua lâmpada incandescente, o que não tira nem um pouco do brilho de sua invenção – com o perdão do trocadilho.

Use o networking a seu favor

Teoria dos sistemas sociotécnicos (1949)

Depois de descobrir (ou reforçar) o que significa Vale do Silício, ficou claro que aquele é um ambiente em que há milhares de empresas de diferentes portes e segmentos, todas juntas e no mesmo lugar.

Seria no mínimo estranho pensar que isso é uma coincidência, o que realmente não se aplica neste caso. Muito da inovação no Vale do Silício vem justamente do fato de que há várias empresas, umas próximas às outras, o que torna o ambiente ainda mais propício ao sucesso.

O espírito de cooperação é bem forte ali. Muitos dos fundadores de empresas locais estudaram juntos, ou seja, o comportamento vem desde cedo. Isso aumenta as chances de que as companhias se ajudem ao invés de tentarem fazer o concorrente falir.

Um conceito bem interessante que se aplica ali é o Non Compete California. O estado californiano proíbe a existência de cláusulas de não concorrência, ou seja, colaboradores que se destacam podem deixar a empresa em que trabalham para começar seu próprio negócio sem qualquer impeditivo.

O resultado disso é que os trabalhadores ajudam uns aos outros na resolução de suas dificuldades e, assim, impulsionam as empresas rumo ao sucesso, em um círculo vicioso cuja eficácia já está mais que comprovada.

Preste atenção em outras empresas que atuam em segmentos correlatos e estude a possibilidade de fazer parcerias que sejam benéficas a ambas as partes. O movimento pode parecer estranho em um primeiro momento, mas faz todo sentido.

Quer aprender as melhores estratégias para vender mais pela internet? Então confira a imersão do curso APRENDA A VENDER PELA INTERNET E EXPANDA SEU POTENCIAL!

Aprenda a vender pela internet

A Apple é um grande exemplo disso. A Samsung era sua única fornecedora de telas OLED desde o iPhone X, até que a empresa passou a contar com a LG como sua segunda fornecedora de telas OLED flexíveis, o que aconteceu em setembro de 2014, de acordo com o site The Investor.

Provavelmente nem passava pela sua cabeça que as telas dos aparelhos da Apple eram fabricadas por duas de suas maiores rivais, especialmente a Samsung, mas o mundo corporativo é assim. Se ambas as partes estiverem sendo beneficiadas, qual é o mal, não é?

Inovação no Vale do Silício: um conceito que também se aplica ao seu negócio

Organização de aprendizado

Estar no Vale do Silício é um privilégio para poucos. Quem o faz atingiu o supra-sumo do sucesso empreendedor, seja um player de importância internacional ou uma startup que está em franca ascensão.

Mesmo com as barreiras geográficas e econômicas que pode haver entre a sua empresa e a região californiana, nada impede que os conceitos adotados por elas sejam replicados por aqui, com resultados que podem ser bastante positivos, principalmente quando levam em consideração a inovação.

Um bom exemplo disso é o que é ensinado no curso Sociedade e Cultura for Business, que aborda o mesmo sistema de Partnership usado por empresas bilionárias e de grande sucesso no mundo, entre as quais está a própria StartSe.

Para estar completamente imerso neste universo, a Missão Vale do Silício se mostra como o programa perfeito para quem deseja aprender no ambiente mais inovador do planeta, que continuará sendo, por um bom tempo, a maior fonte de inovação que existe.

Durante este curso, será possível conhecer o Vale do Silício, visitar lugares inspiradores e conversar com vários líderes visionários, os quais são diretamente responsáveis por reescrever o futuro do mundo e mudar a forma com a qual estamos acostumados a lidar com ele.

Quer aprender as melhores estratégias para vender mais pela internet? Então confira a imersão do curso APRENDA A VENDER PELA INTERNET E EXPANDA SEU POTENCIAL!

Aprenda a vender pela internet

Mesmo que o sistema adotado por lá também possa ser replicado aqui, estar dentro do Silicon Valley é uma experiência única, cujo aprendizado será transformador para a sua vida e também para sua empresa, já que a inovação está pelos ares da região.

Caso esta não seja uma possibilidade no momento, um mindset positivo, uma boa rede de networking e a compreensão de que as falhas fazem parte do crescimento ajudarão sua empresa a transformar a inovação em um de seus pilares, o que demanda bastante trabalho, mas traz excelentes resultados.

Replicar a inovação Vale do Silício não é simples, mas é perfeitamente possível. Comece o quanto antes a seguir essa linha de raciocínio e comprove como os resultados surgirão naturalmente. No futuro, quem sabe sua empresa não seja a próxima a estar efetivamente dentro do Vale do Silício.