Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers
Tools
NOVO

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

NOVO

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Trybe enxuga o time e corta 10%, entenda

o dia 10 de agosto, a escola de programação online Trybe demitiu cerca de 10% de seus funcionários – 47 pessoas de quase 500

Trybe enxuga o time e corta 10%, entenda

Pessoas vestidas de traje social em fila segurando caixas (Fonte: Getty Images)

Conteúdo exclusivo Startups 

Startups apurou que os desligamentos afetaram diversas áreas da empresa, incluindo sucesso do cliente, design, tecnologia, entre outros.

Ao Startups, a companhia confirmou os desligamentos e explicou a razão dos cortes. “Tomamos essa medida diante do cenário desafiador que 2022 apresentou para o ecossistema global de tecnologia, o que nos levou a assumir uma postura mais conservadora. Tal movimento é doloroso, porém necessário para que a companhia alcance seus objetivos de longo prazo”, afirma a startup, em nota.

A empresa ofereceu o pagamento itegral das verbas rescisórias, além de R$ 6 mil a todas as pessoas desligadas na data. Segundo o comunicado, os ex-funcionários poderão usar a verba da forma que considerarem mais adequada, além de contar com apoio para recolocação no mercado.

“Lamentamos que essa medida tenha sido necessária. Temos enorme gratidão por todas as pessoas que nos ajudaram a construir a Trybe e convicção de que os profissionais desligados seguirão trilhando suas bem-sucedidas carreiras”, disse a compania.

Sobre a Trybe

Fundada em agosto de 2019 por Claudio Lensing, João Daniel Duarte, Marcos Moura, Matheus Goyas e Rafael Torres, a Trybe permite que o aluno só pague pelo curso quando estiver empregado na área. A empresa afrma que mais de 90% dos profissionais formados conseguem trabalho em tecnologia em até 3 meses após a conclusão do curso. 

Em outubro de 2021, a Trybe levantou US$ 27 milhões dos fundos Base Partners e Untitled. Participaram da rodada Endeavor Scale Up Ventures, XP Inc, Global Founders Capital, Verde, Luxor e Hans Tung, managing partners da GGV Capital. O aporte série B chegou menos de 2 anos depois de a empresa captar US$ 21 milhões em suas rodadas seed e series A, que contaram com Atlantico, Canary, Maya Capital, entre outros.


Assuntos relacionados

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo