Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers
Tools
NOVO

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

NOVO

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Steve Jobs só contratava pessoas que possuíam essa qualidade

A definição de profissionais ideal para Jobs surgiu quando ele ainda jovem contratou profissionais experientes. Entenda!

Steve Jobs só contratava pessoas que possuíam essa qualidade

Steve Jobs (foto: Tim Mosenfelder / Correspondente via Getty Images)

, jornalista

3 min

1 mar 2022

Atualizado: 3 jan 2023

Ao realizar um processo seletivo há apenas uma única qualidade que o seu futuro funcionário deve ter, segundo Steve Jobs. Para ele “ter uma visão e poder articular isso para que as pessoas ao seu redor possam entendê-lo e obter um consenso sobre uma visão comum” era o primordial para adentrar na Apple. Essa visão, e a paixão que vem acompanhada dela, são itens importantes que definem o processo seletivo e entrevista funcionava como um teste.

Andy Hertzfeld, um dos primeiros engenheiros de software da Apple, afirmou que ao serem apresentados a um protótipo do Macintosh se os olhos dos entrevistados brilharem e respondessem com entusiasmo “nós sabíamos que eles eram um de nós”.

A Apple visa contratar pessoas que possuem nas “pontas dos dedos e na paixão o último entendimento de onde a tecnologia era e o que eles poderiam fazer com essa tecnologia “, disse Jobs.

A definição de profissionais ideal para Jobs surgiu quando ele ainda jovem contratou profissionais experientes. Naquela época ele afirmou que  “não funcionou. A maioria deles eram palhaços. Eles sabiam como gerenciar, mas não sabiam como fazer nada”.

Foi a partir desse fiasco na contratação que Jobs percebeu que profissionais experientes não eram o ideal e começou a buscar “pessoas que eram boas demais no que faziam, mas não eram necessariamente profissionais experientes”.

Em outras palavras, ele procurava funcionários que tinham paixão, principalmente por resolução de problemas – por ter uma visão clara do que queriam fazer. Confira o vídeo na integra das experiências de Jobs e um exemplo que ocorreu dentro da Apple:

Thumbnail do vídeo

Banner newsletter StartSe


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Jornalista especializada em carreira, empreendedorismo e inovação. Formada em jornalismo pela FMU e pós-graduada em marketing pelo Senac, atua na área de negócios há quatro anos. Passou por veículos como Pequenas Empresas e Grandes Negócios e Época NEGÓCIOS.

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo