Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers
Tools
NOVO

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

NOVO

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Como a liderança deve cuidar da sua saúde mental?

Movimentos como Great Resignation e Quiet Quitting mostram a importância dos líderes no cuidado da saúde mental dos funcionários. Confira o que dizem especialistas no assunto!

Como a liderança deve cuidar da sua saúde mental?

Empresária preocupada no escritório (Foto: FG Trade via Getty Images)

, jornalista

6 min

28 out 2022

Atualizado: 17 jan 2023

"Nos últimos anos, saúde mental se tornou um tema mais presente na vida de todos nós, principalmente dentro das empresas”, diz durante o SVWC 2022 Renata Tomazeli, psicóloga e fundadora da Youfeel Health.

Alguns movimentos no mundo corporativo — que surgiram a partir de 2020 — como Great Resignation (demissão voluntária em massa) e Quiet Quitting (demissão silenciosa) levantaram a importância do cuidado com a saúde mental.

Mas antes disso, em 2016, instituições como Organização Mundial da Saúde (OMS) e Fórum Econômico Mundial já traziam alertas sobre o tema, principalmente no contexto do trabalho.

"Previam, por exemplo, que em 2020, saúde mental seria um fator que teria um impacto muito significativo na saúde e na economia”, afirma Renata.

“Agora, essas instituições também estão trazendo alerta para essa década em que nós estamos. O Fórum Econômico Mundial estima que até 2030 a gente vai gastar cerca de US$ 6 trilhões em decorrência dos problemas de saúde mental”, completa. Entenda abaixo como a liderança pode ajudar a prevenir no ambiente corporativo:

Renata Tomazeli, psicóloga e fundadora da Youfeel Health, no SVWC 2022 (foto: StartSe)

Como os líderes podem cuidar da sua saúde mental e a do seu time?

Antes, é importante que você saiba um dado: em média 30% dos mais de 100 milhões de profissionais brasileiros sofrem com a Síndrome de Burnout, segundo um estudo feito pelo International Stress Management Association (Isma). 

Não à toa. “A gente vive, ainda, em uma cultura onde o excesso de trabalho, a longa jornada e estar ocupado acima de ser produtivo, ainda são valorizados”, diz Renata. Esses são alguns fatores que podem trazer prejuízo à saúde mental.

E como a liderança deve agir?

  • Cultura organizacional coerente: “primeiro, você precisa estar alinhado com a cultura da organização. Esse é o primeiro ponto. Não adianta a empresa ter um discurso, e você outro”, afirma Bruno Carone, fundador da startup Férias & Co.
     
  • Autonomia: “dê autonomia para o colaborador trabalhar da forma como ele se sente melhor e do jeito que ele vai produzir mais, porque no final das contas, a produtividade [vale mais do que passar horas no trabalho]”, diz Carone.
     
  • Transparência: ofereça um ambiente em que o seu time se sinta à vontade para ser transparente e contar, por exemplo, que está com excesso de trabalho ou que não está bem com a saúde mental. Assim, você pode oferecer opções flexíveis para ajudar a reduzir o estresse e a evitar desgastes. E claro, orientar tratamento com profissionais especializados — sem tabu.
     
  • Benefícios corporativos: sugira para a área de recursos humanos, a personalização de benefícios que façam sentido para o time. “Na Gupy, por exemplo, quando o assunto é maternidade e paternidade, as pessoas têm jornada reduzida para poder ficar com a criança”, afirma Tamara Braga, head de diversidade e inclusão na Gupy. Outros benefícios que são tendências: semana mais curta de trabalho e férias extras ou ilimitadas.

POR QUE IMPORTA?

Cuidar da saúde mental do seu time é importante por vários fatores, como atrair e reter talentos em tempos de Great Resignation. Para você ter uma noção, em agosto deste ano foram registrados 632.798 pedidos de demissão no país. Nos Estados Unidos, o número chegou, em 2021, a 39 milhões. Um dos fatores que fizeram esses profissionais pedirem demissão é o cuidado com a saúde mental (leia aqui quando vale a pena pedir demissão). Ou seja, quanto mais você oferecer um ambiente saudável, maior será a chance de atrair e reter talentos. Além disso, o assunto faz parte da Agenda ESG.

+ Se você quer ser uma liderança com competências-chave de gestão e inovação para liderar um time, clique aqui.

Banner XBA setembro 2022


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Jornalista especializada em carreira, empreendedorismo e inovação. Formada em jornalismo pela FMU e pós-graduada em marketing pelo Senac, atua na área de negócios há quatro anos. Passou por veículos como Pequenas Empresas e Grandes Negócios e Época NEGÓCIOS.

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo