Sobre Nós
Para Você
Para Empresas
Conteúdos

NOVO

Eventos
Comunidades
Tools
Parcerias

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Comunidades

Amplie seu networking, encontre parceiros de negócios e discuta as maiores tendências e inovações com a alta liderança do mercado


Hrtechs movimentam o ecossistema: Plerk, Caju e Feedz

A Plerk foi a primeira escolhida pela Upload Ventures, spin-off do Softbank; a Caju recebeu US$ 25 mi; e a Feedz foi aquirida pela Totvs. O que elas têm em comum? Todas são hrtechs – conheça esse mundo.

Hrtechs movimentam o ecossistema: Plerk, Caju e Feedz

hrtechs-plerk-caju-feedz (Foto: GettyImages).

, Head de Conteúdo na Captable

8 min

2 set 2022

Atualizado: 19 mai 2023

Por Victor Marques, da Captable Brasil.

Em tempos de demissões em massa, parece contraditório que as hrtechs estejam tendo um momento de destaque no ecossistema de startups. Mas é exatamente isso que está acontecendo: depois da Plerk, hrtech mexicana, receber o primeiro aporte da Upload Ventures – spin-off do Softbank –, a Caju recebeu aporte de US$ 25 milhões e a Feedz foi adquirida pela Totvs. Conheça as histórias e o segmento.

A PLERK

A Plerk, hrtech mexicana, recebeu US$ 12 milhões da Upload Ventures e oferece um serviço análogo ao da Caju e da Flash no Brasil: um cartão recarregável com mais de 100 produtos e serviços – de telemedicina e bem-estar à educação e entretenimento.

Inclusive, pela presença e capitalização de startups como Caju e Flash, o Brasil não é um dos alvos da Plerk para internacionalização. Pelo menos por enquanto.

OS MILHÕES DA CAJU

A Caju Benefícios é uma hrtech brasileira que anunciou captação de US$ 25 milhões. Em uma rodada série B com participação de Valor Capital Group, Caravela Capital, FJ Labs e Clocktower. 

A Caju já atende 11 mil empresas no Brasil e, com o aporte, quer dobrar o número de usuários até o fim de 2022. A hrtech também planeja investir no aumento do próprio time, para sustentar a operação. Já são 190 colaboradores atualmente e deve aumentar o número, com foco em contratações na área de tecnologia.

HRTECH ATRAIU TOTVS

Diferente das anteriores, a Feedz conseguiu fechar um M&A – ao invés de captar uma rodada de investimento. A Totvs, empresa brasileira de software, adquiriu 60% da Feedz por R$ 66 milhões – os 40% restantes devem ser adquiridos no primeiro semestre de 2025, com preço a definir. 

A Feedz desenvolve softwares de gestão de desempenho e de recursos humanos. Com suas soluções já conquistou receita bruta anualizada de R$ 22 milhões. A aquisição permite que a Totvs conte com uma solução voltada para a gestão de recursos humanos em seu portfólio – através de uma plataforma digital integrada às necessidades dos seus clientes.

POR QUE IMPORTA?

Só demite quem contrata. E as hrtechs estão aí para provar que o interesse dos fundos de investimento e grandes empresas não diminuiu com as constantes demissões noticiadas. Vale lembrar que 100 mil empregos foram criados nas startups em 2021 (segundo dados do relatório 2021 Wrapped Brazilian Startups, do SlingHub) – os layoffs de 2022 representam menos de 10% desse número.

A capitalização e presença de startups brasileiras consolidadas no espaço, como Caju e Flash, também foram motivo para impedir a entrada de concorrentes internacionais como a Plerk no mercado nacional. Vale notar: o segmento de hrtechs não tem demissões registradas segundo o site Layoffs Brasil. Será que as empresas de tecnologia de RH não precisaram rever suas contratações? Parece que até agora não… e o capital continua disponível.

Se você quer ser sócio de empresas inovadoras, conheça a Captable, plataforma de investimento em startups da StartSe. Se quer ficar sabendo em primeira mão de novas oportunidades e entrar na Nova Economia em 2022, participe do grupo exclusivo do Telegram para avisos de novas captações! Se você quer captar conosco, saiba mais e se inscreva no nosso processo de seleção.

Gostou deste conteúdo? Deixa que a gente te avisa quando surgirem assuntos relacionados!


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Victor Marques é Head de Conteúdo na Captable, maior hub de investimentos em startups do Brasil, que conecta seus mais de 7000 investidores a empreendedores com negócios inovadores. Escreve há mais de dois anos sobre inovação. Formado em Letras e Mestre em Linguística pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS).

Leia o próximo artigo