Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers
Tools
NOVO

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

NOVO

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Burnout - por que devemos falar e como evitar esse tabu

Assista, no primeiro episódio da série Cooltura, quais são os sintomas e a responsabilidade dos líderes em casos de Burnout

Burnout - por que devemos falar e como evitar esse tabu

Neste ano, a Síndrome de Burnout entrou para a lista de doenças classificadas pela Organização Mundial da Saúde. Ela está diretamente relacionada ao trabalho, como resultado de um estresse crônico, exaustão, entre outros. Você já deve ter conhecido alguém que sofreu ou sofre com essa síndrome – apenas no setor de saúde, a estimativa é de que um em cada seis profissionais apresentem sinais de Burnout, de acordo com uma pesquisa do Instituto D'or.

No primeiro episódio de Cooltura, a nova websérie da StartSe, Juliana Alencar, sócia e líder de cultura na StartSe, elenca quais são os principais sintomas do Burnout e como evitá-lo. Confira:

Thumbnail do vídeo

A IMPORTÂNCIA DE UMA GESTÃO POR CONTEXTO

Por ser uma síndrome relacionada ao trabalho, a forma como a liderança das empresas se posiciona faz toda a diferença na saúde mental dos funcionários. Em tempos de pandemia e trabalho remoto, a gestão arcaica baseada em comando e controle se tornou quase impossível, dando lugar à gestão por contexto.

Na gestão por contexto, a liderança é próxima à equipe, vê os funcionários como parceiros de negócio e contextualiza as informações da corporação, ao mesmo tempo em que respeita a individualidade de cada pessoa.

Para ter uma empresa com bons resultados, o primeiro passo é garantir o bem-estar dos funcionários. Para tal, deve-se estimular ter uma vida equilibrada, evitando que o trabalho passe a invadir a vida pessoal.

“É papel do líder também ser próximo e trazer ferramentas que auxiliem em um diagnóstico do time quando as coisas não vão bem psicologicamente, como em caso de Burnout”, explica Juliana Alencar. É recomendado que os líderes e profissionais sejam aconselhados por psicólogos e pessoas capacitadas a lidar com essa situação.

 

MAIS COOLTURA

Os episódios da série Cooltura são publicados quinzenalmente, às quartas-feiras, na Plataforma StartSe. O próximo episódio será em 14/03 – não perca!


Assuntos relacionados

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo