Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers
Tools
NOVO

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

NOVO

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Como a Brex mais que dobrou seu valuation em um ano?

Entenda como a fintech, criada por brasileiros, se tornou uma das mais inovadoras do mundo.

Como a Brex mais que dobrou seu valuation em um ano?

Cartão da fintech Bex (foto: divulgação)

, jornalista

7 min

27 abr 2021

Atualizado: 4 jan 2023

Por Sabrina Bezerra

No ano passado, a fintech Brex recebeu aporte de US$ 150 milhões, em uma rodada que a avaliou em cerca de US$ 3 bilhões. Em abril, após receber um novo investimento de US$ 425 milhões, numa rodada Série D, passou a valer US$ 7,4 bilhões. O valuation mais que dobrou no período de quase um ano. 

A rodada foi liderada pelo fundo de investimentos Tiger Global. Também participaram os fundos TCV, GIC, Baillie Gifford, Madrone Capital Partners, Durable Capital Partners LP, Valiant Capital Management e Base10. Os investidores em rodadas anteriores — Y Combinator Continuity, Ribbit Capital, DST Global, Greenoaks Capital, Lone Pine Capital e IVP — também participaram.

“Nossos investidores - novos e existentes - acreditam em nossa equipe, nosso modelo de negócios, nossa visão de produto, nossos clientes e o futuro da Brex. Estamos muito satisfeitos por tê-los a bordo para a próxima fase de nossa jornada ”, disse Henrique Dubugras, Co-CEO da Brex em comunicado. “Esta nova rodada de investimentos irá impulsionar nosso crescimento à medida que continuamos a construir uma solução financeira completa para todos os negócios.” Além disso, a empresa anunciou o lançamento de outros produtos, como: software de gerenciador de despesas e pagamento de contas.

A injeção de capital acontece poucas semanas após a Ramp, concorrente da Brex, receber aporte de US$ 115 milhões, que a avaliou em US$ 1,6 bilhão. Embora o valuation ainda esteja distante do da Brex, a corrida para se destacar no mercado de fintechs está acirrada.

Henrique Dubugras e Pedro Franceschi, fundadores da Brex (Foto: Divulgação)

COMO A HISTÓRIA DA BREX COMEÇOU

Em 2013 os brasileiros Henrique Dubugras e Pedro Franceschi criaram a Pagar.me, empresa focada em pagamentos digitais. Após três anos, eles a venderam para a Stone. E juntos foram estudar na Stanford University, no Vale do Silício (Estados Unidos). Com olhar analítico de inovação e empreendedorismo, Henrique e Pedro perceberam que os seus colegas da universidade não conseguiam cartão de crédito corporativo. Então, encontraram ali uma oportunidade de empreender novamente. Largaram o curso e fundaram no Vale do Silício, em 2017, a Brex.  

O negócio fez tanto sucesso que a startup é considerada uma das mais inovadoras do mundo. Aprenda com a fintech nesta aula gratuita.

POR QUE CHAMOU A ATENÇÃO DE INVESTIDORES E COMO DOBROU SEU VALOR DE MERCADO EM UM ANO

Crescimento acelerado e novos serviços foram alguns dos destaques que fizeram a fintech chamar a atenção (ao longo desses três anos) e mais do que dobrar seu valor de mercado. Isso porque, desde a fundação da empresa, Henrique e Pedro buscaram expandir o negócio. “A Brex se expandiu para oferecer a pequenas e médias empresas (SMBs) e organizações maiores uma plataforma completa para gerenciar suas finanças”, diz a companhia. Além disso, o crescimento tem sido exponencial. “Somente no primeiro trimestre de 2021, a Brex aumentou o total de clientes em 80%, com o total de adições mensais de clientes aumentando em 5x. As pequenas e médias empresas agora representam 45% dos clientes da plataforma Brex”, afirma a companhia. 

Scott Shleifer, investidor do Tiger Global, concorda. “A Brex está construindo o futuro das finanças para a próxima geração de negócios”, disse em comunicado. “Estamos entusiasmados em fazer parceria com eles, pois continuam crescendo rapidamente, inovando suas ofertas de produtos, expandindo sua base de clientes e liderando uma indústria que é dominada por empresas estabelecidas." 

POR QUE IMPORTA?

Já falamos anteriormente sobre o quanto o mercado de fintech está crescendo — e chamando a atenção de investidores. Apenas no primeiro trimestre de 2021, o setor recebeu aportes de um total de R$ 3,3 bilhões. O número é seis vezes maior que o de um ano atrás. E a tendência é continuar nesse ritmo nos próximos anos. Quer saber mais sobre o mercado de fintechs? Assista à aula gratuita na plataforma StartSe.

 

Quer conhecer a estratégia que levou as fintechs de brasileiros Warren, Brex e Fitbank a alcançarem o sucesso no mercado mais disputado do mundo? Inscreva-se gratuitamente no Follow The Money, nosso evento exclusivo, ao vivo e online com os fundadores dessas startups bilionárias!

Follow The Money

Imagem de perfil do redator

Jornalista especializada em carreira, empreendedorismo e inovação. Formada em jornalismo pela FMU e pós-graduada em marketing pelo Senac, atua na área de negócios há quatro anos. Passou por veículos como Pequenas Empresas e Grandes Negócios e Época NEGÓCIOS.

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo