Sobre NósPara Você
Para EmpresasConteúdos
Eventos
Game Changers

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Eventos

Jornadas de conhecimento fomentando o aprendizado dinâmico e inovador em diversos formatos e intensidades

Ver todos

Ainda não temos eventos programados. Mas estamos preparando encontros repletos de inovação para você!

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Artigos
Carreira

Aprenda a montar um plano de carreira de sucesso

Entenda como proporcionar visão de sucesso aos colaboradores da sua empresa

Aprenda a montar um plano de carreira de sucesso

Pessoas felizes trabalhando em escritório (foto: Getty)

7 min

27 set 2022

Atualizado: 16 nov 2022

Por Ana Julia Guimarães 

Em época de Great Resignation – em que milhões de pessoas estão pedindo para sair dos seus empregos – fica claro que o salário deixou de ser o principal fator na busca por um trabalho. 

Agora, as pessoas estão atrás de qualidade de vida, bem estar estar, modelo de trabalho adequado e crescimento tanto profissional quanto pessoal. E cá entre nós, não são todas as empresas que proporcionam isso…

Para reter talentos, é necessário ter o que chamamos aqui na StartSe de “People First” e colocar os colaboradores sempre à frente. Afinal, negócios são feitos de pessoas, não é mesmo?  

Em um mercado em que os profissionais estão cada vez mais completos e aptos a se movimentar entre as áreas, é normal que eles se tornem cada vez mais exigentes e demandem por eficiência, retorno e visibilidade de onde eles podem chegar. 

Portanto, ao lado de manter uma cultura meritocrática – ou seja, bonificar seus colaboradores de acordo com o seu nível de desempenho, é necessário dar a eles uma visão de sucesso. Como? Justamente através de um plano de carreira. 

Mas afinal, o que é um plano de carreira?

É como se fosse um caminho organizado com cada passo que o colaborador pretende dar dentro da empresa. Em cada um, é possível enxergar claramente quais competências deverão ser desenvolvidas – que podem ir desde formação até habilidades, passando por metas atingidas e outras características que a empresa definirá conforme seu propósito. 

Desta forma, o funcionário tem total transparência do que deverá fazer para atingir seu objetivo. Deve ser um caminho bem desenhado, com expectativas concretas e 100% tangíveis. 

Como todo planejamento, requer foco, persistência, paciência e disciplina de ambos os lados: empresa e funcionário.

Defina quais são os interesses envolvidos

É necessário que a empresa (no caso, o gestor ou o profissional do RH) e o colaborador respondam a seguinte pergunta: “onde você se imagina daqui alguns anos?” Assim, vocês, juntos, conseguem identificar se os valores estão de acordo e se é possível estipular um objetivo em comum. 

Feito isso, alinhe com o colaborador quais cargos ele se interessa, se ele se enxerga em outras áreas e quais são suas pretensões profissionais diante disso. Apenas reforçando: é preciso ter muita transparência para analisar se tudo que ele quer é possível ou não - e definir possíveis prazos para que aconteça. Afinal, não queremos criar expectativas que não estejam de acordo com a realidade da empresa, certo?

Duas pessoas dando as mãos no trabalho (Fonte: Getty Images)

Estabeleça metas

Ali em cima, quando falamos que o plano de carreira é um caminho em que cada passo tem suas respectivas competências desenhadas: elas são as metas! E para cada meta, deve-se traçar estratégias e prazos. 

Como exemplo, a cada trimestre o colaborador deve ter finalizado um pequeno curso sobre sua área dentro da empresa, ou ter lido X livros, alcançado X números… São inúmeras as possibilidades – desde que seja um acordo claro e possível. Isso aumenta o engajamento e motivação do funcionário.

Ah, e não se esqueça: é necessário sempre acompanhar esses resultados para que o funcionário não sinta que a sua energia está sendo gasta em vão.

Escritório com pessoas trabalhando (foto: Getty)

Aplique treinamentos 

Além de pedir ao funcionário que ele se capacite, torne a sua empresa capacitadora. Ou seja, desenvolva programas de estudo e workshops dentro do ambiente de trabalho e incentive a participação de todos.

E mais importante que isso: estimule uma gestão horizontal – que deixe os colaboradores confortáveis para tirar suas dúvidas durante o trabalho e aprendam na prática (a melhor forma de estudar, na minha opinião!)

Faça avaliações

Muitas empresas já utilizam esse método – inclusive, a StartSe, em que todos os fatores listados são revisados e avaliados conforme a performance do colaborador. Assim, ele e a empresa conseguem, juntos, definir se o objetivo em comum está próximo (ou não). 

Através dessas avaliações, é possível redesenhar o plano, encontrar novos objetivos de interesse e recalcular a rota. Algo super importante também.

E aí, preparado para montar planos de sucesso?

 


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Jornalista. Possui experiência no mercado financeiro, social media e customer experience. Passou pela XP Inc.

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo