Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers
Tools
NOVO

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

NOVO

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Como levar seu negócio para Miami: um passo a passo para quem quer crescer na cidade

A internacionalização é um passo importante para os negócios, mas exige passos certeiros. Confira aqui o que é fundamental antes de ir para Miami

Como levar seu negócio para Miami: um passo a passo para quem quer crescer na cidade

, Jornalista

6 min

11 jan 2023

Atualizado: 11 jan 2023

Muitos brasileiros querem expandir seus negócios além-mar e Miami surge como cidade dos sonhos.

Seja pelo clima, oportunidades ou comunidade brasileira, a realidade é que é preciso um planejamento antes desse passo. Louanni Cesario, advogada sênior da equipe de Imigração Empresarial da Drummond Advisors em Miami, explica como se organizar para levar seu negócio à cidade. 

Como montar um negócio em Miami?

“A decisão estratégica de onde eu vou alocar minha empresa é a decisão mais importante. Toda a projeção e estratégia vai nascer dali. As pessoas esquecem que os Estados Unidos são uma federação. Então, se eu vou para a Flórida é uma coisa, para a Califórnia é outra. Cada estado tem seu foco e hoje Miami é a bola da vez”, explica a advogada. 

Miami (Foto: Danny Lehman via Getty Images)

O que precisa para abrir um negócio em Miami?

Business Plan. “As pessoas não podem vir às cegas. É um mercado enorme, mas tem muita competição, complexidade, pelas jurisdições, pela forma de se conduzir o business em cada localidade. Não dá para se aventurar. Tem que ter auxílio, parceiros, tem que buscar profissionais.

Não dá para chegar e aí, quando tiver lucro, começar a arrumar a casa. Você já pode ter causado vários problemas que podem ser irremediáveis.”

Louanni diz ainda que é preciso mostrar ao país os benefícios do negócio aqui e que você está bem preparado. 

Quanto tempo é preciso para organizar a adaptação para Miami?

“Pelo menos seis meses de antecedência para esse planejamento, especialmente se for envolver o visto. Não é só a elaboração, é a execução. As pessoas têm que vir, visitar locais para escolher o escritório. Para que um visto dê certo, existe todo um investimento anterior. É preciso estar pronto para operar e é preciso ter a pessoa que vem operar o negócio aqui." 

E existe fórmula para o visto de empreendedorismo?

“A imigração tem muitas fases. Eles estão observando os movimentos do mundo. As flexibilizações de visto vêm onde a economia americana está mais fragilizada, quando existe um movimento latente conforme o momento. Por isso, tem a parte fixa da imigração, mas tem a flexibilização, que é moldada pela situação política. Assim, não faz sentido usar as fórmulas que as pessoas passam, é preciso entender o histórico.”


O que mais é preciso ter em vista para empreender em Miami?

  • Entender o que muda na tributação no Brasil ao levar a empresa para os Estados Unidos;
  • Ter em mente a distribuição dos produtos, se for o caso: é preciso um estoque? Vou ter e-commerce? Vou distribuir para outros estados? Tudo isso influencia.
  • Um ponto importante: você fala inglês? A entrevista para o visto é em inglês e a fluência mostra mais interesse e potencial;
  • Ter um business plan com bases reais do negócio ajudam a explorar um crescimento com pé no chão. Ou seja, não só um documento bonito, mas sim, um plano real de estratégia.

Por que importa?

Segundo a advogada, “a tendência é um crescimento de interesse e de investimento na cidade. O governo espera e se prepara para isso.” Junto a isso, oportunidades de negócios surgem e a relação estreita que a Flórida tem com o Brasil pode favorecer ainda mais os negócios daqui.

Entretanto, é preciso planejamento (inclusive financeiro) antes de arriscar este passo. Ter a resposta de porque Miami, o que o país ganha com a ida do seu negócio e ir fazendo networking pode abrir portas desde o começo.  

Leitura recomendada

Como sugere Louanni, o melhor jeito de começar é conhecendo a cidade do ponto de vista de negócios. Para quem quer fazer isso, a StartSe tem uma imersão por lá que mostra os principais players e já abre caminhos. Pode ser a oportunidade também para entender porque Miami está se tornando tão relevante para os negócios, saindo na frente dos concorrentes. Confira mais detalhes aqui!

Banner imersão Miami 2.0 StartSe University


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Jornalista focada em empreendedorismo, inovação e tecnologia. É formada em Jornalismo pela PUC-PR e pós-graduada em Antropologia Cultural pela mesma instituição. Tem passagem pela redação da Gazeta do Povo e atuou em projetos de inovação e educação com clientes como Itaú, Totvs e Sebrae.

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo