Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers
Tools
NOVO

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

NOVO

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


5 setores de startups que estão na mira dos investidores

Além da preferência pelo early-stage, investidores miram setores que apresentam maior número de oportunidades de crescimento. Conheça os 5 setores em destaque.

5 setores de startups que estão na mira dos investidores

5-setores-startups-na-mira-dos-investidores (Foto: GettyImages).

, Head de Conteúdo na Captable

7 min

22 ago 2022

Atualizado: 11 jan 2023

Por Victor Marques, da Captable Brasil.

Para alguns setores de startups o impacto da retração dos investimentos não chegou com a mesma força. Negócios que oferecem soluções relevantes e que apresentam potencial de escala, saúde financeira e bons números de crescimento orgânico, continuam tendo recursos disponíveis – resultado do maior interesse dos investidores.

MODELOS DE NEGÓCIO E ESTÁGIO

A preferência também tem a ver com o setor em que a startup atua, com uma maior busca, por parte dos investidores, por verticais que apresentem oportunidades múltiplas de crescimento. 

Modelos de negócio que dependam de conquistar uma grande fatia do mercado para serem financeiramente viáveis – modelos winner takes it all – devem receber menor atenção dos investidores, já que queimam muito capital para adquirir clientes.

Depois de um período com grande atenção para o late-stage, os estágios mais iniciais agora devem começar a ter a preferência dos investidores. Prova disso são os números muito mais elevados dos investimentos nesse estágio no primeiro semestre de 2022.

SETORES PREFERIDOS

Resultado do maior apetite por oportunidades com múltiplas avenidas de crescimento, alguns setores se destacam e devem continuar atraindo a atenção dos investidores. Confira os cinco principais:

 

1. FINANÇAS

Sempre destaque, as fintechs devem continuar atraindo grande volume de investimentos, justamente por ser um setor com amplas oportunidades de crescimento. Os movimentos de descentralização de operações financeiras, antes concentrados em grandes bancos, e a inclusão crescente da população desbancarizada, ainda representam uma oportunidade que atrai os investidores.

 

2. SAÚDE

Depois de entrarem em destaque durante a pandemia, as healthtechs ganharam impulso renovado que vem se mantendo. Evolução de tecnologia na área de saúde e inovações – extremamente necessárias – na jornada dos pacientes, impulsionam o interesse pelas healthtechs no país. O setor, inclusive, já foi protagonista de uma das maiores rodadas do ano.

 

3. ESG

Startups ESG também continuam em alta, atraindo investimentos por conta do grande potencial de valorização no médio a longo prazo: os investidores entendem que negócios que já começam pensando em seu impacto devem enfrentar demanda crescente de uma sociedade – e governos – que valorizam cada vez mais essa vertical. 

Desde negócios que atuam diretamente com uma das verticais do ESG, como a emissão de créditos de carbono, até negócios em áreas distintas, mas que buscam se diferenciar ao atender aos critérios ESG dentro das possibilidades do negócio.

4. VAREJO

Outro segmento que recebeu atenção significativa durante a pandemia foram as retailtechs. O interesse continua alto, devido às rotas de crescimento abertas pelos desafios de integrar uma demanda cada vez mais mista, unindo canais físicos e digitais. As soluções que potencializam essa combinação vêm ganhando destaque crescente na preferência dos investidores. Ainda, são mercados gigantes e com grande volume de transformação – ou seja: trazem oportunidades significativas para quem quer investir.

 

5. AGRO

Em tempos em que a demanda por investimentos em áreas menos consolidadas perde força, o agronegócio desponta pela certeza de investir em um dos protagonistas da economia nacional. Não por acaso, as agtechs continuam marcando presença no mapa dos investidores de Venture Capital. Novamente, o tamanho do mercado e as especificidades do Brasil criam um cenário perfeito para gerar demanda pelas soluções das startups que atuam no setor.

POR QUE IMPORTA?

Enquanto grandes empresas de tecnologia continuam sofrendo com desvalorização na Bolsa e startups do late-stage continuam cortando custos, startups em estágio inicial continuam acessando investimentos mais facilmente. Aqueles que, além de estarem em early-stage, atuam em um dos segmentos que apresentam grande oportunidade, estão unicamente posicionados para receber investimentos no momento.

Para o investidor, vale também olhar para esses segmentos com atenção – afinal, é uma oportunidade de se tornar sócio do crescimento dessas verticais. E ganhar com elas.

Para aproveitar as maiores curvas de crescimento de uma startup, conheça a Captable, plataforma de investimento em startups da StartSe. Se quer ficar sabendo em primeira mão de novas oportunidades e entrar na Nova Economia em 2022, participe do grupo exclusivo do Telegram para avisos de novas captações! Se você quer captar conosco, saiba mais e se inscreva no nosso processo de seleção.


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Victor Marques é Head de Conteúdo na Captable, maior hub de investimentos em startups do Brasil, que conecta seus mais de 7000 investidores a empreendedores com negócios inovadores. Escreve há mais de dois anos sobre inovação. Formado em Letras e Mestre em Linguística pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS).

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo