Starbucks virou fintech e fez algo que nem Google e Apple conseguiram

Da Redação

Por Da Redação

22 de Maio de 2018 às 09:10 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Apple e Google tentaram muito popularizar o pagamento através de celular. Não conseguiram. Mas quem está conseguindo é a Starbucks, que agora é a empresa com o sistema de pagamentos móveis mais popular dos Estados Unidos e do ocidente, com 23,5 milhões de usuários. O famoso sistema da Apple, o Apple Pay, tem 22 milhões e o Google Pay tem 11 milhões.

Só que o usuário da Starbucks é muito mais “fiel” do que o de Apple Pay e Google Pay por ter um lugar específico onde ele pode fazer as aquisições: as lojas de café da empresa. O sistema funciona bem, responde bem e tem uma base de usuários fidelizada pelo programa de recompensas. Isso é o suficiente para se tornar um white-label, o dia que a Starbucks.

Inclusive, o sistema de pagamentos, o aplicativo da Starbucks e o programa da fidelidade tiraram a empresa da estagnação, onde ela ficou por vários anos antes de adotar a tecnologia como uma forma de fortalecer seus negócios no mundo real. O suficiente para aumentar o resultado da empresa em mais de US$ 300 milhões, o que é um valor significativo.

As estimativas da consultoria eMarketer mostram a Starbucks mantendo essa liderança nos próximos anos, chegando a ter 30 milhões de usuários nos próximos anos. Terá, porém, que enfrentar a concorrência de vários interessados em tornar o celular em uma forma de realizar pagamentos: não apenas Apple e Google, como Samsung, Square, Facebook e outras tantas fintechs que estão surgindo com esse interesse nos EUA.

Esse é um mercado que vale muito a pena liderar: uma pequena parcela de todas as transações realizadas na economia americana é provavelmente uma das melhores formas que existem de ganhar dinheiro. Na China, onde o pagamento já é quase todo feito por celular, as duas empresas que dominam o mercado também se tornaram as maiores empresas de tecnologia do gigante asiático.

Aqui no Brasil, porém, tudo isso está muito no começo – quem tem planos interessantes para o setor é a startup gaúcha 4all, que vem desenvolvendo soluções interessantes nesta direção (e muito agressivos). Ela é uma das startups que estarão conosco no Fintech Conference, um evento para falar das inovações na área da tecnologia voltada para finanças. Será um dia de muito aprendizado e networking, não perca a sua oportunidade.

Agora assista: