Startup investida pela Amazon começa a vender smartglasses por US$ 1000

Avatar

Por Isabela Borrelli

23 de outubro de 2018 às 16:23 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Em 2013, o Google balançou o mundo de tecnologia com o lançamento do Google Glass, um smartglass que não foi muito bem recebido pelos consumidores. Mas esse foi só o começo dos smartglasses: a startup North, antes conhecida como Thalmic Labs, está lançando modelos feitos sob medida e com tecnologia de ponta.

Depois de levantar US$ 140 milhões em investimento de fundos como Amazon Alexa Fund, Fidelity Investments e First Round Capital, a North produziu o seu primeiro modelo, chamado Focals, que possui o design e a experiência do usuário como diferenciais.

Segundo a empresa, o modelo não é uma realidade aumentada, como o Magic Leap One ou Hololens, da Microsoft. A North define o produto como um óculos que as pessoas podem usar todo dia. “Nós não estamos focados em unicórnios pulando em arco-íris ou monstros saindo das paredes”, disse o CEO Stephen Lake para o Business Insider. “O nosso foco é ter um produto que será mais útil. Durante o dia, ele é usável, é confortável e dá informações valiosas e que fazem sentido na hora”.

Eles têm um display transparente e holográfico construído nas lentes que só o usuário é capaz de ver. O display pode se conectar com iPhone ou Android por meio de Bluetooth e fornece alertas por mensagens de texto, direções, clima e mais. Além disso, os óculos, que vêm em duas armações e três cores, tem a Alexa, a assistente de voz da Amazon, dentro dele e também pode ser controlado por meio de um anel chamado Loop.

Como já mencionado, o valor dos smartglasses está em US$ 999 e inclui o anel e uma caixinha, que também serve de carregador para os óculos. Segundo a startup, a bateria dura até 18 horas no modo de uso normal.

Gostou? Se você quiser um par, será preciso dar mais que o valor cobrado: como os óculos são feitos sob medida, eles requerem que o rosto do usuário seja escaneado e para isso é preciso comparecer aos showrooms da loja no Brooklyn ou em Toronto.

Fonte: Business Insider