Google compra Fitbit, de smartwatches, por US$ 2,1 bilhões

Com a aquisição, a empresa planeja introduzir ao mercado novos dispositivos vestíveis voltados para a saúde

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

1 de novembro de 2019 às 12:29 - Atualizado há 4 meses

Google

O Google anunciou, nesta sexta-feira (1), a compra da Fitbit, fabricante de smartwatches e outros dispositivos voltados para saúde, por US$ 2,1 bilhões. Em um comunicado, Rick Osterloh, vice-presidente de produtos e serviços do Google, afirmou que a aquisição acontece em um momento importante para a empresa, que planeja introduzir ao mercado dispositivos vestíveis ‘Made by Google’.

“A Fitbit foi pioneira no setor e criou produtos, experiências e uma comunidade vibrante de usuários”, disse Osterloh.”Estamos ansiosos para trabalhar com o incrível talento da Fitbit e reunir os melhores hardwares, softwares e inteligência artificial para criar wearables para ajudar ainda mais pessoas em todo o mundo”.

Fundada em 2007, a Fitbit já vendeu mais de 100 milhões de dispositivos voltados para saúde e fitness. A empresa também oferece uma plataforma com orientações personalizadas com base nas características e objetivos dos usuários. Com a aquisição, a Fitbit continuará operando de forma independente. 

James Park, co-fundador e CEO da empresa, afirmou que o Google é o parceiro ideal para avançar na missão de tornar a tecnologia mais acessível a todos. “Há mais de 12 anos, estabelecemos uma visão audaciosa da empresa tornar o mundo mais saudável. Hoje, estou incrivelmente orgulhoso do que conquistamos para alcançar esse objetivo. Criamos uma marca confiável que suporta mais de 28 milhões de usuários ativos em todo o mundo que confiam em nossos produtos para viver uma vida mais saudável e ativa ”.

Participe da Silicon Valley Conference, a maior conferência sobre Tecnologia e Inovação do país