70% dos empresários esperavam vendas melhores

Da Redação

Por Da Redação

17 de setembro de 2014 às 15:38 - Atualizado há 6 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

No mês de julho, as vendas ficaram abaixo do esperado para 70% dos empresários da indústria têxtil. Já o volume ficou dentro do esperado para 14%. As informações constam na Pesquisa de Conjuntura da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit).

A pesquisa ainda revela que a produção ficou abaixo do esperado para 59% dos empresários e o nível esperado foi identificado por 30% deles em julho. Já a produtividade ficou abaixo do previsto para 61% dos empresários do setor.

No que se refere aos níveis de emprego, uma visão positiva é identificada por 69%. Para 27%, entretanto, este nível ficou abaixo das expectativas.

Já o investimento ficou abaixo do projetado para 39% dos entrevistados pela pesquisa, outros 53% informaram que ficou dentro do esperado.

Expectativa

A produção deve ter registrado queda também no mês de agosto, segundo expectativa de 45% dos empresários têxteis. Já para 39%, o nível deve ter sido mantido.

Para o consolidado dos meses de agosto e setembro, 54% dos empresários acreditam que as vendas podem subir e 46% apostam em recuo. No que diz respeito ao nível de emprego até o final de setembro, 72% acreditam em manutenção e 5% em queda.

O grupo entrevistado pela pesquisa da Abit é composto por industriais das áreas de fiação (23%), tecelagem (36%), malharia (3%), beneficiamento (8%), fabricantes de vestuário (19%), outros itens (8%), além de comerciantes de produtos têxteis e de confecção (3%).