Meituan, maior delivery de comida da China, testa entrega com robôs

João Ortega

Por João Ortega

3 de setembro de 2019 às 14:44 - Atualizado há 11 meses

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

A Meituan Dianping, empresa líder em delivery de comida na China, já realiza testes com robôs em prédios de escritório e hotéis. A iniciativa vem sendo feita em dez estabelecimentos nas cidades de Shenzhen e Pequim. Segundo Xia Huaxia, cientista-chefe da empresa, já foram realizadas mais de mil entregas com ajuda dos robôs.

A StartSe apresenta o primeiro evento do Brasil focado em inovações que estão transformando a logística no mundo! Participe do Logística Innovation Day!

A novidade foi anunciada durante a Conferência Internacional de Inteligência Artificial (WAIC), que aconteceu em Xangai durante a última semana. A Meituan tem uma equipe que desenvolve desde 2016 tecnologias para entregas autônomas. Com mais de 600 mil entregadores, a empresa vê nos robôs uma solução para a logística perante o crescente número de pedidos. Hoje, são cerca de 25 milhões diariamente – número que a Meituan ambiciona triplicar até 2025, segundo o South China Morning Post.

A empresa chinesa criou dois robôs internamente. O primeiro, chamado de Xiaodai, circula pela parte externa de locais cercados (condomínios, campi, áreas de circulação de pessoas em complexos comerciais, etc) e consegue planejar a melhor rota e evitar obstáculos nas vias. O segundo, batizado de Fudai, trabalha na parte interna de edifícios e utiliza os elevadores para realizar entrega nos andares.

De acordo com a Meituan, o uso dos robôs vai diminuir o tempo de entrega de cinco a sete minutos por pedido. “Segundo nossos cálculos, em três anos o custo de um robô será superado pela economia em horas de trabalho dos entregadores”, diz Xia Huaxia. No mesmo anúncio, a empresa revelou que pretende usar drones para delivery dentro dos próximos cinco anos.

Assine a newsletter Conexão China e receba conteúdo exclusivo semanal sobre a maior potência inovadora do Oriente!