Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers
Tools
NOVO

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

NOVO

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Caminhão elétrico da Tesla será entregue em dezembro; Pepsi vai receber primeiro

Depois de 5 anos do anúncio do modelo, Tesla divulga data oficial para entrega do Semi, caminhão elétrico da montadora

Caminhão elétrico da Tesla será entregue em dezembro; Pepsi vai receber primeiro

, Jornalista

5 min

18 mai 2022

Atualizado: 16 nov 2022

Por Camila Petry Feiler

O Semi, caminhão elétrico da Tesla, começará a ser entregue em dezembro de 2022 e a Pepsi vai ser a empresa a receber as primeiras unidades, de acordo com Elon Musk. Ela reservou 100 caminhões como parte do plano de reduzir emissões e os custos com combustível.

Mas não é de agora… O veículo foi anunciado lá em 2017, com uma arte conceitual futurista e especificações que são grandes diferenciais no mercado.

E o valor? Para reservar no site da empresa, os interessados devem pagar uma quantia inicial de US$ 5 mil (aproximadamente R$ 25 mil), no cartão de crédito, e, depois de 10 dias, mais US$ 15 mil (cerca de R$74 mil) em uma transferência eletrônica. 

Um detalhe que aparece na página é que o valor de RS$ 5 mil é sinalizado como “totalmente reembolsável”. O resto do valor? Não sabemos… Já o preço base anunciado é de US$ 150 mil, o que equivaleria, em reais, a R$ 744 mil. 

O QUE ESPERAR DO TESLA SEMI?

A empresa diz que o caminhão será alimentado por quatro motores independentes nos eixos traseiros, fará de 0 a 100 km/h em 20 segundos, uma carga útil de 36 toneladas e terá uma autonomia de bateria de 800 km -- sim, sem precisar recarregar. 

Além disso, piloto automático aprimorado ajuda a evitar colisões, uma posição do motorista centralizada que fornece visibilidade e controle máximos e um centro de gravidade baixo que oferece proteção contra capotamento.

ATRASOS NA PRODUÇÃO, AUMENTO DA DEMANDA…

De 2017, quando o caminhão elétrico foi anunciado, até aqui muita coisa mudou, principalmente a demanda por carros elétricos. O aumento no preço dos combustíveis e a corrida por sustentabilidade estão entre os marcos para isso. Inclusive, a Tesla lançou novas bases para conseguir suprir a produção. E tem dado certo: a empresa vendeu 310 mil carros elétricos globalmente no primeiro trimestre de 2022, quase 70% a mais do que no mesmo período no ano passado, quando entregou 185 mil. 

E mesmo que o mercado de carros elétricos tenha lidado com a escassez global de chips e a falta de capacidade de produção de células de bateria, a Tesla conseguiu driblar ao apostar em um processo de produção diferente da maioria das montadoras, substituindo os semicondutores comumente usados no mercado por outros "menos conhecidos". Claro, a troca é feita sem que os carros sejam prejudicados. 

+ Está faltando chips pra produzir carros, computadores e celulares no mundo

Ainda assim, o Semi tinha ficado de lado, já que os outros veículos da marca estavam sendo extremamente demandados. O que Elon Musk deixou claro em abril, durante o Cyber Rodeo, no Texas, é que 2023 será um grande ano para a Tesla, já que a fabricante quer iniciar as entregas não apenas para o Semi, mas também para o Cybertruck e o Roadster.

POR QUE IMPORTA?

A Tesla, uma das mais importantes fabricantes de carros elétricos do mundo, vem crescendo e se fortalecendo no mercado, e agora aposta em outras frentes para diversificar a operação. Um caminhão elétrico, por exemplo, é crescer de forma certeira em um novo mercado, que aposta cada vez mais em entregas feitas com veículos sustentáveis. 

E a corrida já começou. De acordo com o site The Verge, já houve vários pedidos de empresas como Walmart e FedEx (na faixa de dezenas) para o Tesla Semi. A busca, claro, é por uma mobilidade mais sustentável, garantindo às empresas um espaço de destaque nas medidas de ESG.  

Banner newsletter StartSe


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Jornalista focada em empreendedorismo, inovação e tecnologia. É formada em Jornalismo pela PUC-PR e pós-graduada em Antropologia Cultural pela mesma instituição. Tem passagem pela redação da Gazeta do Povo e atuou em projetos de inovação e educação com clientes como Itaú, Totvs e Sebrae.

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo