Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers
Tools
NOVO

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

NOVO

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Startup que evita o desperdício de alimentos amplia operação

Inicialmente operando apenas em São Paulo, a Food to Save, startup que transforma o desperdício de alimentos em oportunidade, chega ao Rio de Janeiro. Saiba mais.

Startup que evita o desperdício de alimentos amplia operação

aplicativo-da-food-to-save-se-destaca-nas-listas-de-mais-baixados-nas-lojas-de-aplicativos (Foto: Food To Save/Divulgação).

, Head de Conteúdo na Captable

6 min

11 mai 2022

Atualizado: 11 jan 2023

Por Juliana Irala, da CapTable Brasil.

Quando anunciou a captação de R$1,3 milhão via CapTable, plataforma de investimentos em startups, a Food to Save tinha como um dos seus objetivos destinar uma parte do valor para ampliar a operação. Antes mesmo da captação fechar oficialmente, a startup, que intermedia a venda de alimentos próximos à data de validade, ligando restaurantes, padarias e hortifrutis a consumidores, chegou ao Rio de Janeiro.

Atuando, inicialmente, apenas em São Paulo, a Food to Save a parceria de redes como Rei do Mate, Brownie do Luiz e Dengo, marca de chocolates do cofundador da Natura, Guilherme Leal), para a operação no Rio.

Mas a capital carioca é apenas o primeiro passo do plano de expansão da foodtech, que, com o valor da captação, pretende chegar também a outros estados vizinhos, como Minas Gerais e Paraná.

COMO FUNCIONA

A venda dos produtos é feita via aplicativo e através de “sacolas surpresa”, que podem conter apenas alimentos salgados, doces ou ambos. E “surpresa” porque o cliente não sabe quais produtos exatamente vão estar em sua sacola, já que eles são selecionados pelos próprios estabelecimentos de acordo com a disponibilidade. 

Esse modelo acaba beneficiando os estabelecimentos, porque gera novo fluxo de clientes – que não compra regularmente nesses locais – e uma nova forma de monetização, já que os produtos não teriam outro destino a não ser o lixo. Já para os consumidores, a Food to Save dá acesso a eles a uma ampla variedade de estabelecimentos e produtos de qualidade com desconto.

Os produtos chegam a ter 70% de desconto e os preços das sacolas são padronizados. Por exemplo, alimentos que teriam um valor total de R$ 30 são vendidos por R$ 10,99.

POR QUE IMPORTA?

Apenas com a atuação em São Paulo, a startup já comercializou cerca de 100 mil sacolas, evitando o descarte de 150 toneladas de alimentos. Desde que foi criada, em 2020, a Food To Save movimentou R$ 1,8 milhão e gerou cerca de R$ 1 milhão em receita aos parceiros, que hoje já somam 500. 

Além da expansão da operação, a captação será fundamental para investimentos em tecnologia e, claro, ampliação de time. Tudo isso com o objetivo de criar um movimento de foodsavers engajados no combate ao desperdício de alimentos.

Atualmente, a startup funciona nas modalidades delivery e retirada no estacionamento, mas, no momento, apenas a primeira estará disponível no Rio de Janeiro, com 8 estabelecimentos parceiros. 

Quer saber antes sobre startups inovadoras e ter a chance de ser sócio desses negócios com crescimento acelerado? Conheça a CapTable, hub de investimento em startups da StartSe. Para ficar sabendo em primeira mão de novas oportunidades e entrar na Nova Economia em 2022, participe do grupo exclusivo do Telegram para avisos de novas captações! Se você quer captar conosco, saiba mais e se inscreva no nosso processo de seleção.


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Victor Marques é Head de Conteúdo na Captable, maior hub de investimentos em startups do Brasil, que conecta seus mais de 7000 investidores a empreendedores com negócios inovadores. Escreve há mais de dois anos sobre inovação. Formado em Letras e Mestre em Linguística pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS).

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo