Sobre NósPara Você
Para EmpresasConteúdos
Eventos
Game Changers

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Eventos

Jornadas de conhecimento fomentando o aprendizado dinâmico e inovador em diversos formatos e intensidades

Ver todos

Ainda não temos eventos programados. Mas estamos preparando encontros repletos de inovação para você!

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Artigos
Inovação

Supermercado brasileiro já aceita criptomoeda como pagamento

Rede Shibata Supermercados permite que consumidor faça o pagamento com WiBX. Entenda!

Supermercado brasileiro já aceita criptomoeda como pagamento

Foto: Reprodução

5 min

7 abr 2022

Atualizado: 30 nov 2022

Por Sabrina Bezerra

As criptos vão muito além do bitcoin — e os estabelecimentos estão de olho nisso. Não à toa que a rede de supermercados Shibata passou a aceitar a WiBX, moeda digital criada pela startup WiBOO.

Por enquanto, o uso está liberado apenas para a unidade de São José dos Campos, mas a expectativa é, ao longo dos meses, estender para 27 lojas do grupo — que estão espalhadas na Grande São Paulo, interior e litoral.

O QUE É WINBX?

Antes de explicar como funciona o uso na rede de supermercados, vale entender o que é WiBX: ainda pouco conhecido, é um utility token de usabilidade em massa que promove um programa de fidelização entre varejistas e consumidores por meio de cripto. A empresa usa a tecnologia blockchain em suas operações. 

“Em sua plataforma, as empresas criam um ambiente online para divulgar anúncios de seus produtos e serviços, permitindo que os usuários possam compartilhá-los em suas redes sociais. (...) Dessa forma, a cada engajamento eles ganham criptomoedas para trocarem por produtos na plataforma ou até para negociarem em exchanges de moedas digitais”, diz a Wiboo em comunicado enviado à StartSe.

A título de curiosidade, a rede de supermercados Shibata é uma das sócias da startup.

COMO FUNCIONA O USO NO SUPERMERCADO SHIBATA?

Primeiro, o cliente precisa fazer o cadastro para abrir a carteira digital em que mantêm as moedas. Depois, pode usá-las para pagar as compras do supermercado.

Como forma de engajamento, a startup oferece crédito para quem baixa, compra e indica. Além disso, caixas e totens estão disponíveis no local para que consumidores possam conhecer o funcionamento da moeda. 

Usuários também ganham descontos exclusivos da rede. “Isso é possível porque todo o ecossistema da WiBX está integrado nativamente ao ERP do Shibata Supermercados”, diz a companhia.

Shibata (Foto: divulgação Facebook @shibatasupermercados)

NOVO COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR

A iniciativa da rede de supermercados Shibata vai ao encontro do novo comportamento do consumidor que está cada vez mais adepto às criptomoedas. Para você ter uma noção, um estudo feito pela Mastercard, mostrou que 93% das pessoas consideram usar pelo menos um método de pagamento como criptomoeda, biometria, aproximação e código QR.

“Agora o consumidor pode escolher entre crédito, débito e WiBX na hora do pagamento. Nosso objetivo é que o cliente sinta a realidade das moedas digitais em seu dia a dia. Essa ação traz a mesma sensação e efetividade que se tem com outras formas de pagamento mais comuns na hora de fazer compras”, diz Pedro Alexandre, CEO e fundador da WiBOO.

Quando o assunto é a WiBX, veja só: foi responsável por R$ 178 milhões em negociações em março do ano passado no Mercado Bitcoin — onde o utily token é listado.

POR QUE IMPORTA?

A iniciativa mostra a importância em analisar as tendências do mercado, o comportamento do consumidor e fazer MVP (Minimum Viable Product) para validar a ideia. Não à toa que a rede de supermercados começou o projeto piloto em uma unidade.

+ Caso você queira ficar por dentro das tendências disruptivas, conheça o nosso programa S4D.

Banner newsletter StartSe


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Jornalista especializada em carreira, empreendedorismo e inovação. Formada em jornalismo pela FMU e pós-graduada em marketing pelo Senac, atua na área de negócios há quatro anos. Passou por veículos como Pequenas Empresas e Grandes Negócios e Época NEGÓCIOS.

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo