Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers
Tools
NOVO

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

NOVO

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


É hora de parar de investir no Twitter?

Investimento de publicidade em plataformas como o Twitter está virando uma questão para os negócios. Até quando vai ser possível prosperar?

É hora de parar de investir no Twitter?

Fachada de prédio com logo do Twitter (foto: divulgação)

, Jornalista

7 min

15 nov 2022

Atualizado: 4 jan 2023

O cenário do Twitter mudou. Mas não só para ele: todas as big techs que cresceram as custas de ads (propagandas direcionadas usando dados dos usuários) estão em queda. 

O crescimento brutal foi fruto de um modelo de negócio inovador, porém “poderoso demais”, escreveu Scott Galloway. Agora as coisas estão mudando.

A Meta anunciou demissão em massa após grande queda, mas aposta em uma nova frente: o metaverso. Google, Amazon e Snapchat estão assombrados pelo mesmo fantasma.

O que está acontecendo?

Mark Zuckerber apresenta a marca Meta (foto: reprodução)

Existem alguns movimentos que assustam as big techs. Um é o impacto macroeconômico e de como as pessoas pararam de anunciar nas plataformas. Existem as mudanças de privacidade da Apple, que dificultam a captura de dados para as plataformas.  

Mas tem também o advento da web3, uma internet descentralizada onde as pessoas são donas dos seus dados. Mesmo que no horizonte, ela já tem desdobramentos práticos para as marcas, principalmente quando se trata de metaverso, blockchain e NFTs, por exemplo. Mas não para por aí…

Thumbnail do vídeo

TikTok está roubando os anunciantes

O TikTok ainda opera com a mesma lógica de anúncios das outras redes. A diferença é que agora ele está no topo, angariando usuários e garantindo uma forte máquina de atenção a partir do seu algoritmo. 

Ele cresceu em usuários e vem ampliando suas operações, garantindo que seja possível usar os dados em prol de seu e-commerce, por exemplo. Com a força que ele vem ganhando, é preciso que o Facebook ache novos rumos, mesmo.  

E o Twitter?

Depois da compra (que virou uma novela), o Twitter levanta dúvidas sobre o futuro. Além disso, pesquisas internas, divulgadas pela Reuters, identificaram que heavy users não estão mais tão ativos quanto antes.

Entretanto, o plano de Elon Musk é fortalecer a ideia de fintech e criar um super app, oferecendo diversos serviços. Se o público da sua empresa se relaciona bem com a marca no Twitter, é importante prestar atenção às mudanças e aos resultados que o conteúdo investido lá está trazendo.


TikTok (Foto: Pexels)

Mas é preciso estar atento aos movimentos do mercado também. Elon Musk demitiu muita gente de forma abrupta, o que gerou ressalvas em grandes anunciantes, e também existem rumores sobre o retorno de figuras banidas, como ex-presidente Donald Trump. 

Afinal, diferente de empresas com capital aberto, o Twitter não precisa manter um conselho administrativo como prática de governança, deixando muita coisa nas mãos de Elon Musk. 

O fato é que a publicidade foi responsável por 89% da receita do Twitter em 2021. Segundo balanço da companhia, os anunciantes gastaram mais de US$ 5 bilhões em campanhas na plataforma.

Por que importa?

A dança da cadeira entre as big techs dá indícios de cansaço, mostrando que o futuro caminha para formatos diferentes de publicidade. Entretanto, empresas (grandes e pequenas) sentem o impacto dos algoritmos. Muitas estratégias estão fomentadas em anúncios nas redes sociais, com formatos já conhecidos do público. 

Com a ascensão do TikTok, o direcionamento para a web3 e as mudanças que acontecem cada vez mais rápido, é preciso se preparar para ajustes cada vez mais rápidos, mas mais do que isso: é preciso entender de que forma garantir uma comunicação genuína com seu público. As empresas estão buscando caminhos além-ads, voltando para o offline, para as comunidades, eventos e também em novas plataformas.  

O TikTok e outras empresas têm algo em comum para gerar esses resultados. ESCALA nos seus modelos de negócio. Parece óbvio, mas se você não tiver um modelo de escala validado, e também não tiver uma estrutura capaz de aumentar seu número de clientes e negócios fechados, sua empresa não sai do lugar. Se quiser saber como atacar as duas pontas do seu funil de vendas, e não sofrer com isso nunca mais, VEJA AQUI O QUE DUAS DAS MAIORES AUTORIDADES NO MUNDO EM MARKETING E VENDAS VÃO TE ENSINAR – AQUI MESMO NO BRASIL.


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Jornalista focada em empreendedorismo, inovação e tecnologia. É formada em Jornalismo pela PUC-PR e pós-graduada em Antropologia Cultural pela mesma instituição. Tem passagem pela redação da Gazeta do Povo e atuou em projetos de inovação e educação com clientes como Itaú, Totvs e Sebrae.

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo