Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers
Tools
NOVO

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

NOVO

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Startups inovam com produtos feitos de alimentos descartados

Confira 5 iniciativas de empresas que lutam contra o Food Loss e o Food Waste — e por que a sua companhia deveria fazer o mesmo

Startups inovam com produtos feitos de alimentos descartados

Cosméticos feitos com matéria-prima de frutas (Foto: divulgação The Body Shop)

, jornalista

6 min

25 nov 2021

Atualizado: 13 dez 2022

Por Sabrina Bezerra

Carne criada a partir de descartes de caju. Cosméticos feitos de frutas que seriam descartadas. Locais construídos com base no conceito de design reutilizável. Essas são algumas inovações de empresas que lutam contra o Food Loss e o Food Waste — e se a sua companhia não lida com isso, pode estar um passo atrás.

Isso porque, ainda mais em tempos de ESG (Environmental, Social and Governance), o mundo corporativo tem a obrigação de se engajar com a causa. Afinal, consumidores e investidores apostam em marcas que têm propósitos — e um deles é a minimização do desperdício alimentar. 

E por quê? Basta olhar para o número: 931 milhões de toneladas de alimentos são desperdiçadas por ano. Dito isso, confira 5 iniciativas de empresas nacionais e internacionais que estão inovando no nicho:

1 - APLICATIVO DE CONSUMO CONSCIENTE

A startup Food to Save criou um aplicativo que une docerias, hortifrútis, padarias e restaurantes com clientes. Na prática, funciona assim: os consumidores buscam os estabelecimentos próximos, selecionam a quantidade de “sacolas surpresa”, pagam e retiram no local.

E o que tem a ver com consumo consciente? A “sacola surpresa” são de produtos excedentes — aqueles que seriam possivelmente descartados — vendidos com até 70% de desconto. “É bom para você, bom para o seu bolso e bom para o mundo”, diz a empresa.

Sacola da Food to Save (foto: divulgação)

2 - CARNE DE (DESCARTE) DE CAJU

Não é soja. Não é jaca. É carne feita de restos de Caju. A ideia veio da startup Caju Love e funciona assim: para criar o alimento, a empresa usa o descarte da castanha de caju e da indústria de sucos que, anualmente, joga fora milhões de quilos da fruta. Esses descartes são aproveitados porque contêm fibras nutritivas e combatem o desperdício de alimentos.

“Acreditamos ter potencial para se tornar uma ótima fonte de alimento sustentável devido à facilidade de cozimento, com propriedades e benefícios sustentáveis”, diz a companhia.

Para você entender melhor sobre o mercado de plant-based, leia esta matéria.

(Foto: divulgação Caju Love)

3 - PAVILHÃO FEITO COM BORRA DE CAFÉ E CASCA DE LARANJA

O pavilhão da Itália no Expo Dubai 2020 — exposição mundial de soluções inovadoras — adotou o conceito de design sustentável. Isso porque, foi feito com materiais benéficos ao meio ambiente. Alguns deles pensados no reúso de alimentos descartados. Como assim? Os materiais de construção foram feitos com borra de café e casca de laranja.

Foto: Divulgação .italyexpo2020

4 - COSMÉTICOS FEITOS COM FRUTAS  (QUE SERIAM) DESPERDIÇADAS 

A The Body Shop lançou uma linha de espumas para banho feitas a partir de frutas que seriam jogadas no lixo. No caso do xampu, por exemplo, é feito de banana de segunda linha.

+ Conheça algumas marcas que investem em sustentabilidade

Cosméticos feitos com matéria-prima de frutas (Foto: divulgação The Body Shop)

5 - IOGURTES FEITOS COM FRUTAS (QUE SERIAM) DESPERDIÇADAS 

A Danone criou a Two Good, linha de produtos feitos com frutas que sobram de estabelecimentos ou que são consideradas feitas (sim, isso existe) para serem vendidas. A iniciativa usa tecnologias que identificam agricultores e vendedores de produtos que fazem o descarte das frutas.

Linha Two Good, da Danone (Divulgação site Two Good)


Imagem de perfil do redator

Jornalista especializada em carreira, empreendedorismo e inovação. Formada em jornalismo pela FMU e pós-graduada em marketing pelo Senac, atua na área de negócios há quatro anos. Passou por veículos como Pequenas Empresas e Grandes Negócios e Época NEGÓCIOS.

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo