Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers
Tools
NOVO

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

NOVO

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Como se tornar um Great Place To Work?

Entenda como funciona a certificação GPTW -- e o por quê ela é importante

Como se tornar um Great Place To Work?

, jornalista da StartSe

4 min

20 dez 2022

Atualizado: 23 jan 2023

Esqueça o escritório colorido, com comida e bebida à vontade e espaço com jogos – embora isso continue em alta, não é o que define um bom local para trabalhar. Hoje, se destacam no mercado as empresas que são boas para as pessoas, para os negócios e para a sociedade, conforme descreve a consultoria Great Place to Work.

O que é ser Great Place to Work?

Great Place to Work é uma certificação que garante que as empresas que a recebem são bons locais para trabalhar. A consultoria foi criada na década de 80 pelo jornalista Robert Levering, que cobria o setor de gestão de pessoas e iniciou uma pesquisa para mapear as melhores empresas para trabalhar nos Estados Unidos. A pesquisa escalou e, mais tarde, virou um negócio.

Atualmente, os valores GPTW são: confiança, espírito empreendedor, time unido e superação.

Por que é importante ser um GPTW?

Além do certificado, a GPTW criou um ranking das melhores empresas para trabalhar (há listas nacionais, internacionais, focadas em diversidade, etc) e as companhias passaram a competir pelas melhores posições. Na prática, o certificado se tornou uma forma de fortalecer marcas empregadoras, auxiliando a reter e atrair talentos.

Além disso, segundo dados da consultoria, nas companhias que possuem o selo…

  • Os funcionários geram 61% mais de riqueza per capita nas organizações;
  • Em média, apresentam apenas metade das demissões voluntárias do que as concorrentes;
  • Possuem ações 3 vezes mais rentáveis.

Como se tornar uma empresa GPTW?

Confira os bastidores abaixo na entrevista com Lilian Bonfim, diretora de Pessoas na GPTW, em nosso podcast quinzenal People First. Novos episódios ficam disponíveis quinzenalmente, às terças-feiras, no nosso YouTube.

Thumbnail do vídeo

As empresas que desejam aplicar para receber o selo Great Place to Work passam por uma “jornada de certificação”. Elas escolhem um plano de assinatura e, depois disso, possuem seis meses para aplicar uma pesquisa de clima organizacional fornecida pela GPTW. As que atingirem pelo menos 70 pontos são qualificadas para receber o selo.

Além da qualificação, a pesquisa permite a obtenção de dados sobre o clima geral do setor de pessoas da companhia, facilitando a tomada de decisão e o benchmarking com o mercado.

Ser um Great Place to Work passa por ser melhor para as pessoas. As pessoas estão no centro de tudo, não são mais um número, mais um recurso. Tem que ser bom para os negócios (não existe Great Place To Work no vermelho) e ser melhor para o mundo. Não existe hoje uma empresa que não pense no que a gente está fazendo de impacto para a sociedade, comunidade, pessoas que estão a nossa volta”, explicou Lilian Bonfim.



Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Jornalista formada pela Faculdade Cásper Líbero. Apresenta o podcast Agora em 10 na StartSe e também atua na área de Comunidades na empresa. É especialista em inovação, tecnologia e negócios.

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo