Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers
Tools
NOVO

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

NOVO

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


TikTok Kitchen: rede social agora vai vender comida

A rede social prepara uma dark kitchen para oferecer delivery dos pratos que viralizam! Entenda como vai funcionar

TikTok Kitchen: rede social agora vai vender comida

TikTok Kitchen (Foto: divulgação)

, jornalista

4 min

20 dez 2021

Atualizado: 4 jan 2023

Por Sabrina Bezerra

O TikTok vai lançar uma dark kitchen própria em março de 2022. O modelo de restaurante compartilhado que prepara comida exclusivamente para delivery já é utilizado por empresas como Uber e Rappi em todo o mundo. Mas é a primeira vez que uma rede social entra na jogada. A ideia do negócio, chamado de TikTok Kitchen, é colocar no cardápio as comidas que estão viralizando.

🤔 Mas o que isso significa para o business? Ganho 2 em 1. Isso porque, de um lado, estimula empreendedores da área de alimentação a produzirem conteúdo para o TikTok — mantendo o engajamento na rede social. Do outro, gera uma nova fonte de receita para a empresa. A princípio, a novidade estará disponível apenas nos Estados Unidos.

Aliás, a escolha do nicho não foi à toa. Comida viraliza — é garantido. Para você ter uma ideia, a hashtag #FoodTok, voltada para conteúdo sobre comida (dicas, truques e experimentação), é uma das mais populares da plataforma. Neste mês, os vídeos acumulam mais de 11,5 bilhões de visualizações.

O QUE É DARK KITCHEN?

Dark kitchen, virtual kitchen, cozinha fantasma ou cozinha virtual é de um modelo de restaurante que funciona apenas para entrega. Ou seja, não tem o ambiente físico (mesas e cadeiras) para receber a clientela.

“A interação com os consumidores e o processo de compra dos alimentos acontece no mundo virtual. E o serviço de delivery concretiza a experiência”, diz o Sebrae.

(Foto: Pexels)

COMO FUNCIONA O TIKTOK KITCHEN?

O menu da cozinha virtual será composto por comidas de suas trends — conteúdo viral do app —, e a cada 3 meses será atualizado. Isso significa que se o prato viralizar na rede social, terá a chance de fazer parte do TikTok Kitchen.

Por enquanto, cerca de 300 restaurantes foram selecionados para inaugurar o TikTok Kitchen, mas a expectativa é fechar 2022 com 1 mil. Na lista está a rede Buca di Beppo. E o dinheiro da receita? Bem, a rede social disse — sem dar muitos detalhes — que vai investir no apoio aos criadores de conteúdo do segmento.

Como fazer o pedido? Por meio do GrubHub, aplicativo de delivery similar ao Uber Eats.

Não está sozinho… Para tirar a ideia do papel, o Tiktok fechou parceria com a Virtual Dining Concepts, serviço que facilita a entrada de restaurantes no mundo online.

POR QUE IMPORTA?

Não é a primeira vez que o TikTok aposta na diversificação do negócio. Neste ano, lançou o projeto de currículo em vídeo curto. Mas o que as iniciativas têm em comum? A análise de dados. 

Veja só: antes de lançar novos tipos de negócios, é avaliado o comportamento do usuário. Por exemplo, no caso da TikTok Kitchen, se um dos conteúdos mais engajados no app é comida, logo a probabilidade da cozinha fantasma dar certo, é maior.

E por que dark kitchen? Pela popularidade e custos mais baixos. "É um modelo de negócio (…) que os custos diminuem consideravelmente, tanto de infraestrutura física, como de pessoal”, diz o Sebrae

Além disso, dark kitchen ganhou popularidade com a chegada da pandemia de coronavírus, que fez o mercado de delivery movimentar cerca de US$ 72 bilhões em 2020, segundo dados do fundo de investimentos Atlântico.

Banner newsletter StartSe


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Jornalista especializada em carreira, empreendedorismo e inovação. Formada em jornalismo pela FMU e pós-graduada em marketing pelo Senac, atua na área de negócios há quatro anos. Passou por veículos como Pequenas Empresas e Grandes Negócios e Época NEGÓCIOS.

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo