Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers
Tools
NOVO

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

NOVO

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


7 Livros para 2023 mantendo os olhos em 2030

Dizem que 2023 não será nada fácil. Então, selecionei da minha estante virtual deste ano, uma lista de 7 (+1) livros para fazer 2023 com os olhos em 2030.

7 Livros para 2023 mantendo os olhos em 2030

, Chief Innovation Officer

5 min

23 dez 2022

Atualizado: 4 jan 2023

Dizem que 2023 não será nada fácil. Então, selecionei da minha estante virtual deste ano, uma lista de 7 (+1) livros para fazer 2023 com os olhos em 2030.

1- A NEW WAY TO THINK: YOUR GUIDE TO SUPERIOR MANAGEMENT EFFECTIVENESS, por TROGER L. MARTIN

Roger Martin, que já foi reitor da escola de negócios da Universidade de Toronto, escreveu um livro legal sobre pensamento do design aplicado aos negócios e esteve muito próximo como consultor da P&G, nos desafia a repensar o que é estratégia em negócios.

“É extremamente difícil – e socialmente arriscado – questionar um modelo já estabelecido e no qual muitas pessoas acreditam, para começar a construir um novo modelo do zero.” 

“Fale com gerentes das empresas e você provavelmente descobrirá uma frustração profunda: a sensação de que o planejamento estratégico não produz novas estratégias. Ao contrário disto, ele perpetua o status quo.”

“Planejamento não substitui a estratégia. O planejamento pode ser uma excelente maneira de lidar com o medo do desconhecido, mas o medo e o desconforto são uma parte essencial da elaboração de estratégias. Na verdade, se você estiver totalmente à vontade com seu plano estratégico, há uma grande chance de ele não ser muito bom. Mantenha a estratégia onde deveria estar: fora da zona de conforto do planejamento.”

2- CHANCIFICATION: HOW TO FIX THE FLAW OF AVERAGES, POR SAM L. SAVAGE

A maioria das nossas empresas ainda vive sofrendo com a “tirania da média”. Toda vez que vejo uma rotina ou procedimento que diz que “a cada x de tempo precisa fazer y de ação” concluo que é porque o sistema é ruim de gestão de dados. De maneira geral somos todos muito bons em números e muito ruins em dados pois o nosso letramento, ou literacia, em dados, é muito baixa. Como explica a piada da capa do livro. O livro pode parecer pesado mas vale o esforço.

Chancification é quantificar a incerteza.”

“Os inovadores estão abandonando as médias e enfrentando a incerteza.” 

“A Falha das Médias (Flaw of Averages) afirma que: Os planos baseados na suposição de que as condições médias ocorrerão geralmente estão errados.”

“Nenhum dos meus sucessos foi planejado e nenhum dos meus planos foi bem-sucedido.”

“A aritmética pode lhe dizer que X + Y = Z. Mas a aritmética da incerteza pergunta: “O que você quer que Z seja?” e então diz: “Aqui estão suas chances.”

3- BUILD: AN UNORTHODOX GUIDE TO MAKING THINGS WORTH MAKING, POR TONY FADELL

Tony Fadell é uma lenda. Ele foi o criador do iPod, liderou os times que desenvolveram as duas primeiras versões do iPhone, saiu da Apple e criou a Nest (que foi vendida para o Google) e hoje tem um fundo que investe em startups Deeptech. Este seu livro é ótimo para quem deseja saber sobre como criar e desenvolver negócios inovadores, sem glamour e com papo-reto.

“A educação tradicional treina as pessoas para pensar incorretamente sobre o fracasso. Você aprende uma matéria, faz uma prova e, se for reprovado, é isso. Você Terminou. Mas quando você sai da escola, não há livro, nem teste, nem nota. E se você falhar, você aprende.”

“Evolução: Um pequeno passo incremental para fazer algo melhor. Disrupção: Uma bifurcação na árvore evolutiva — algo fundamentalmente novo que muda o status quo, geralmente adotando uma abordagem nova ou revolucionária para um problema antigo. Execução: Realmente fazendo o que você prometeu fazer e fazendo bem.”

“Se sua empresa é disruptiva, você tem que estar preparado para reações fortes e emoções fortes. Algumas pessoas vão adorar o que você fez. Algumas pessoas irão odiá-lo violenta e implacavelmente. Esse é o perigo da interrupção. Não é bem-vindo por todos. A disrupção faz inimigos.”

“Manter o cérebro jovem é fundamental. Steve Jobs chamou isso de: manter-se um iniciante.”

“A maioria das pessoas e empresas precisam de uma experiência de quase morte antes que possam realmente mudar.”

4: THE METAVERSE, AND HOW IT WILL REVOLUTIONIZE EVERYTHING, POR MATTHEW BALL

Poucas coisas geraram tanto ruído em 2022 como o termo “metaverso”. Acho que ainda não existe total convergência sobre o que isto é, o que será, ou se chegará a ser um diz. Mas este livro nos ajuda, pois traz um compilado tanto amplo como profundo pois consegue um bom equilíbrio entre as possíveis transformações na vida e nos negócios, e as tecnologias que suportam/provocam estas mudanças.

“Enquanto o progresso tecnológico geralmente ocorre fora da visão comum, a ficção científica geralmente oferece ao público em geral a visão mais clara do futuro (...) Os debates atuais sobre o Metaverso permanecem confusos porque – pelo menos até agora – o Metaverso é apenas uma teoria. É uma ideia intangível, não um produto tangível.”

(O Metaverso é) “Uma rede massivamente escalável e interoperável de mundos virtuais 3D, renderizados em tempo real, que podem ser experimentados de forma síncrona e persistente por um número efetivamente ilimitado de usuários com uma sensação individual de presença e com continuidade de dados, como identidade, histórico, direitos, objetos, comunicações e pagamentos.”

“Mais de 75% das crianças americanas jogam em uma única plataforma, Roblox. Em outras palavras, quase todos os nascidos hoje são gamers. O que significa que 140 milhões de novos jogadores nascem globalmente a cada ano.”

“A verdadeira guerra pelo Metaverso não é entre grandes corporações, ou entre essas empresas e as start-ups que esperam deslocá-las. Em vez disso, a guerra é entre “centralização” e “descentralização” (...) Existe um ditado comum: “o blockchain não mente” ou “o blockchain não pode mentir”. Isso pode ser verdade, mas os usuários podem mentir para o blockchain.” 

“A real ideia do Metaverso significa que mais de nossas vidas, trabalho, lazer, tempo, despesa, riqueza, felicidade e relacionamentos ficarão online.”

5- THE COLD START PROBLEM: HOW TO START AND SCALE NETWORK EFFECTS, POR ANDREW CHEN

Andrew Chen é partner da Andreessen Horowitz, o icônico fundo de Venture Capital do Vale do Silício. Neste livro ele navega nos diversos conceitos e técnicas para a “partida a frio”, o início de uma startup que precisa conquistar clientes e crescer rapidamente, utilizando a “ciência dos efeitos de rede” (network effects). Assim como ele, eu também gosto de pensar que todo produto pertence a uma rede. Tudo é uma rede.

“Um efeito de rede descreve o que acontece quando os produtos se tornam mais valiosos à medida que mais pessoas os usam.”

“A maioria dos produtos hoje em dia tem baixo risco técnico – ou seja, eles não falharão porque as equipes de engenharia não conseguem construir os produtos – mas geralmente também são difíceis de defender. Quando algo funciona, outros podem seguir – e rápido.”

(Naval Ravikant) ”Os humanos são as espécies em rede. As redes nos permitem cooperar quando, de outra forma, o faríamos sozinhos. E as redes alocam os frutos da nossa cooperação. O dinheiro é uma rede. A religião é uma rede. Uma corporação é uma rede. As estradas são uma rede. A eletricidade é uma rede.”

“Os mercados, desde o seu início, são redes e não ferramentas.”

“A solução para o problema da “Partida a Frio” começa por entender como adicionar um pequeno grupo de pessoas certas, ao mesmo tempo, usando o produto da maneira correta. Tirar essa rede inicial do chão é a chave, e a chave é a “rede atômica” – a menor rede estável a partir da qual todas as outras redes podem ser construídas”.

6: BEGINNERS: THE HOY AND TRANSFORMATIVE POWER OF LIFELONG LEARNING, POR TOM VANDERBILT

Nestes últimos anos eu me reencontrei com o aprendizado, e me apaixonei, convicto, pelo Lifelong Learning. Para conseguir se adaptar às mudanças do mundo é necessário um novo ritmo de aprendizagem, e para isto precisamos incorporar o mindset de iniciante. Beginners ajuda entendermos os “porquês” e os “comos”.

“Vivemos no que pode ser justificadamente chamado de idade de ouro do aprendizado.”

“Não sou contra a maestria. Quem não gostaria de estar entre os melhores? Mas a maestria pode se tornar um sistema fechado (...) Me desafiar a buscar mais habilidades simplesmente significava que eu seria um iniciante com mais frequência”.

“Os bebês vivem o que pode ser chamado de credo do iniciante: se você não aprender a falhar, falhará em aprender.”

“Lembre-se: se parece fácil, provavelmente você não está aprendendo.”

“O que torna as habilidades tão habilidosas é que não sabemos realmente como fazê-las. É por isso que as instruções escritas costumam ser de pouca utilidade no aprendizado de habilidades. “O conhecimento ajuda”, escreveu Jerome Bruner, “apenas quando se transforma em hábitos”. 

“Quando nos tornamos habilidosos em algo, isso se torna automático. Não precisamos pensar muito sobre isso, porque nosso cérebro, funcionando no piloto automático virtual, está constantemente fazendo previsões – e a maioria de suas previsões é verdadeira.”

“Um homem deixa de ser um iniciante em qualquer ciência e se torna um mestre nessa ciência quando aprende que... ele será um iniciante por toda a sua vida.” (Robin Collingwood)

7- CHOOSE POSSIBILITU, POR SUKHINDER SINGH CASSIDY

Esta executiva, empresária e investidora de origem Indiana, teve passagens em empresas com Google e Amazon e traz no livro uma abordagem diferente sobre o que entendemos por “risco”. Qual foi as decisões mais arriscadas que você fez na vida? Na perspectiva dela os riscos que tomamos não eram tão grandes assim.

“Na verdade, a escolha de carreira mais arriscada de todas pode ser a que parece mais segura: não se mexer. O poeta alemão Goethe colocou bem quando disse: Os perigos da vida são infinitos, e entre eles está a segurança”. 

“Não se mexer é provavelmente a estratégia mais arriscada de todas.” A lição geral para as empresas e, na verdade, para todos nós: você precisa crescer (grow) ou simplesmente avançar (go)”.

“Parece contraintuitivo, mas se estivermos dispostos a correr continuamente muitos riscos, mesmo depois de fracassarmos, é muito mais provável que alcancemos grandes recompensas no longo prazo. Mais que se nos concentrarmos em correr grandes riscos isolados e esporádicos”.

“O Mito do Risco e Retorno nos leva a acreditar que qualquer recompensa ocorre imediatamente após e em igual proporção ao risco que originalmente assumimos. Na realidade, essa relação é mais complicada. Uma combinação de movimentos grandes e pequenos em diferentes períodos desbloqueia recompensas maiores. A tomada de riscos se desenvolve por meio de um processo de criação de hipóteses, aprendizado, ajustes e redirecionamento de maneiras que você não esperava originalmente”.


EXTRA: +1 LIVRO

7+1: INSANELY SIMPLE: THE OBSESSION THAT DRIVES APPLE'S SUCCESS, POR KEN SEGALL

Este livro não é tão recente mas vale a pena ler. Ken Segall foi diretor de criação da agência de publicidade que atendeu muito tempo a Apple, e ele teve a oportunidade de trabalhar diretamente por 12 anos com Steve Jobs. Então, para quem assim como eu, tem tido cada vez mais interesse em estudar a simplicidade, a frugalidade, a Navalha de Ocham... este livro é insanamente interessante.

“A maioria de nós vive em um mundo cada vez mais complicado, onde a Simplicidade não é tão fácil de encontrar. Tudo se resume à oferta e demanda: à medida que a Simplicidade se torna mais rara, ela também se torna mais valiosa.” 

“Sem dúvida, um é o número mais simples já inventado.”

“Simplicidade e humanidade são parceiros de longa data.”

(Steve Jobs disse) “Quando você começa a tentar resolver um problema, as primeiras soluções que surgem são muito complexas e a maioria das pessoas para por aí. Mas se você continuar e viver com o problema e descascar mais camadas da cebola, muitas vezes pode chegar a algumas soluções simples e muito elegantes.” 

“Quando você acredita no poder da Simplicidade, você está, por definição, “pensando diferente”. Você está em minoria. A simplicidade pode ser uma das forças mais poderosas do mundo, mas é a arma de poucos.”

"Keep Reading Keep Learning. Keep Doing. Keep Innovating." :)


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Chief Innovation Officer na StartSe | Autor "Organizações Infinitas"

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo