Blitzscaling: conversamos com Chris Yeh, precursor no método de escalar empresas

StartSe

Por StartSe

23 de setembro de 2020 às 17:33 - Atualizado há 1 mês

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Amazon, LinkedIn, Airbnb: o que essas empresas têm em comum? A adoção de um método de crescimento exponencial chamado “Blitzscaling”. Típico do mercado de startups, a metodologia consiste em conquistar uma posição duradoura como líder de mercado, tornando mais difícil a superação pelos concorrentes.

O assunto é abordado no livro homônimo escrito pelo empreendedor e consultor de startups Chris Yeh, junto à Reid Hoffman, fundador do LinkedIn. A StartSe entrevistou o especialista Chris Yeh para que você possa conhecer mais sobre o Blitzscaling e, se quiser, tomar os primeiros passos para adotá-la em sua empresa.

S: Oi Chris! Como você está hoje? Pode nos contar um pouco da sua trajetória para que as pessoas possam te conhecer melhor?

C: Oi! Estou muito feliz, obrigada por me receberem. Eu sou conhecido hoje em dia por ser autor do livro “Blitzscaling” com meu velho amigo, Reid Hoffman. Mas eu também sou o coautor de outro livro, “A Aliança”. E antes disso, sou um cara de startups, por isso, sou empresário, investidor e consultor e estou envolvido com startups desde 1995. É correto dizer que passei toda minha carreira focada em criar empresas e em fazê-las crescer. Eu amo isso!

S: É difícil ser uma pequena empresa tradicional e se tornar uma corporação. Qual sua opinião sobre isso? Como podemos alcançar esse objetivo?

C: A razão pela qual é tão difícil para as pessoas com uma experiência empresarial tradicional compreender o mundo das startups é porque muitas das regras que funcionam para os negócios tradicionais, não se aplicam a elas. E isso se deve à importância do Blitzscaling.

S: Afinal, o que é Blitzscaling?

C: É priorizar a velocidade sobre a eficiência, diante da incerteza. Agora, a questão é: por que você faria isso? Se você prioriza a velocidade ao invés da eficiência quando as coisas estão incertas, você está assumindo riscos adicionais. E a explicação está no mundo das startups: o maior risco é não assumir riscos o suficiente. Muitas startups jogam no que chamamos de “jogo do vencedor”, levando a maioria dos mercados. A empresa que é a primeira a atingir escala crítica vai construir uma posição duradoura de liderança que nenhuma outra será capaz de tirar. Pensamos em empresas como a eBay, por exemplo, que têm dominado seu nicho de mercado particular durante décadas, apesar de não terem realmente atualizado muito seu produto. E isso se deve ao fato de que a maioria dessas empresas “vencedoras” são vencedoras em todas as dinâmicas de mercado.

S: A Blitzscaling funciona de forma diferente de acordo com o porte de cada empresa?

C: Sim. Uma das ideias principais que você tem que entender é que, com o crescimento da sua empresa, ela vai começar a mudar. Por isso, estabelecemos o que chamamos de “as cinco etapas do Blitzscaling“, e isto é baseado no tamanho da empresa.

A primeira etapa é o que chamamos de “Etapa Familiar”. É onde a organização tem em torno de 10 ou menos funcionários, todos estão na mesma sala. Tudo está sendo feito de maneira muito informal. É aqui que todas as empresas começam.

Se você tiver sorte e crescer, alcançará o que chamamos de “Etapa Tribal”, onde você tem entre 10 e 100 funcionários. E aqui, você está começando a construir uma empresa de verdade, mas ainda é muito informal. Como fundador, você pode praticamente dirigir tudo e estar em contato com todos.

Mas assumindo que você construiu estas coisas, então segue para o que chamamos de “Etapa Aldeia” na qual você tem mais de 100 funcionários, mas menos de 1000. E é nesse estágio de “Aldeia” que você está realmente começando a transição de uma organização altamente informal para uma organização que tem camadas, processos de gestão e coisas desse tipo.

As últimas etapas são “Etapa Cidade” e “Etapa Nação”. Na “cidade”, há mais de mil funcionários e, na “nação”, mais de 10 mil.

Aprenda o Blitzscaling com o acompanhamento direto de Chris Yeh

S: Por que é tão importante dividir em etapas?

C: Porque enfatiza o fato de que à medida que você cresce, as coisas que fez para chegar na primeira etapa não necessariamente te levarão para a fase seguinte. O que você fez para atingir 1 milhão em vendas, não vai te levar aos 10 milhões. E o que você fez para atingir 10 milhões, não vai te levar aos 100 milhões. Os fundadores e CEOs destas empresas de escala Blitz, em geral, precisam adotar a abordagem de serem eternos aprendizes, aprendendo o novo jogo e o que vai levar para a próxima fase.

S: O que acha sobre aprender e aplicar a metodologia Blitzscaling no Brasil?

C: O Blitzscaling é extremamente relevante para o mercado brasileiro. O Brasil tem algo em comum com dois mercados bem sucedidos nesta metodologia, os Estados Unidos e China. Há um grande mercado doméstico que é uma grande vantagem, que permite fazer as empresas crescerem muito rapidamente no mercado interno, antes que elas precisem voltar sua atenção para o exterior. Agora lembre-se, é muito importante verificar a escalabilidade da Blitzscaling de sua empresa e entender se esse é o caminho certo ou não.

S: Por que seguir o Blitzscaling ao invés de outra metodologia de escala?

C: Ele está moldando o mundo ao nosso redor. Basta pensar nas empresas Blitzscaling que afetaram nossas vidas hoje, seja o Google, ou a Apple, ou mesmo uma empresa como a Zoom, que teve que “blitzscaling” tremendamente durante esta pandemia e que estamos usando para gravar esta entrevista enquanto falamos. Se você é um executivo de uma empresa sólida, entender como funciona vai ajudá-lo a identificar potenciais ameaças para o futuro. Ou, inversamente, dar-lhe uma visão de como você pode aumentar seus próprios esforços internos.

Aprenda a aplicar o Blitzscaling

Sabemos que essa metodologia é uma grande novidade no Brasil. No entanto, os cases de sucesso nos mostram que esse pode ser um caminho próspero, caso faça sentido na sua empresa. Pensando em te auxiliar nesse processo, a StartSe está realizando o curso online de Blitzscaling com o Chris Yeh.

Ao longo das aulas, você terá:

  • Compreensão dos princípios do Blitzscaling;
  • Aprenderá como realizar a autoavaliação da escalabilidade da sua empresa;
  • Contará com uma análise do Chris Yeh do seu negócio;
  • Espaço para tirar suas dúvidas;
  • Materiais e PDFs complementares;
  • Canva Blitzscaling;
  • Ferramenta “Blitzscaling Grader” para avaliação da escala Blitz da sua empresa.

Veja o curso completo e inscreva-se.