Apple lança serviço de assinatura News+, com jornais e revistas completos

Assinatura é integrada ao Apple News, de notícias gratuitas, e já está disponível nos EUA e no Canadá

0
shares

A Apple apresentou nesta segunda-feira, durante evento especial na Califórnia, um serviço de notícias por assinatura chamado News+. Ele é integrado ao Apple News, app lançado há três anos que reúne matérias gratuitas de diversos sites editoriais. O grande diferencial é disponibilizar revistas completas e matérias restritas a assinantes de jornais de prestígio.

O News+ já está disponível na nova atualização do Apple News para usuários dos EUA e Canadá (não há previsão de lançamento no Brasil). O serviço custa US$ 9,99 mensais, com um primeiro mês gratuito, e permite ser compartilhado em até seis dispositivos. A assinatura digital de jornais como Wall Street Journal e Los Angeles Times estão incluídas, bem como National Geographic, The New Yorker, Fast Company e outras grandes revistas norte-americanas.

Somando-se todo o conteúdo pago presente na assinatura do News+, um leitor precisaria desembolsar US$ 8 mil por mês. Este dado comprova a grande quantidade de conteúdo (são mais de 300 títulos) que está presente na plataforma. Ainda assim, publishers de renome como o New York Times já se posicionaram contra o repasse baixo que a Apple oferece aos parceiros.

Uma nova forma de ler revistas

Durante a apresentação, Tim Cook, CEO da Apple, provocou os espectadores com uma imagem de uma banca de revistas. O executivo disse que sempre gostou da sensação de ver toda aquela informação sobre tantos assuntos diferentes em um mesmo lugar. Mas, logo depois, vinha a necessidade de escolher apenas uma ou duas revistas para levar para casa. “E se você pudesse ter todas as revistas da banca?”, questionou.

A empresa de tecnologia, porém, foi além de disponibilizar revistas completas na plataforma. O News+ marca “uma nova forma de ler revistas”, segundo a Apple, e promete uma experiência de leitura imersiva e menos estática.

A primeira novidade neste sentido é a “live cover”, ou “capa viva”, em tradução livre. As capas de revistas, que tradicionalmente são imagens, transformam-se em GIFs, ou vídeos curtos sem áudio, para chamar ainda mais a atenção do leitor. De acordo com a Apple, o “design é uma parte muito importante das revistas” e, portanto, cada reportagem poderá ter um visual diferente de acordo com a equipe de arte das revistas.

Privacidade

A plataforma do Apple News é customizada e cada pessoa tem um feed com matérias de seu interesse, com base naquilo que ela já leu dentro do app. A empresa ressaltou, durante a apresentação, a importância da privacidade e segurança de informações do usuário. Para personalizar o conteúdo, um algoritmo interno do software analisa os dados de leitura de cada pessoa.

Essas informações não vão para a Apple, garante a empresa. E muito menos para anunciantes.

Os lançamentos da Apple nesta segunda-feira:

Atualize-se em apenas 5 minutos


Receba diariamente nossas análises e sinta-se preparado para tomar as melhores decisões no seu dia a dia gratuitamente.

Comentários