Video Marketing: por que a sua startup deve investir nessa ferramenta

Pesquisas recentes mostram que nos últimos quatro anos o consumo de vídeos na web cresceu 135%, enquanto o consumo de TV aumentou somente 13%

0
shares

Hoje vou falar por que a sua startup deve investir em "vídeo marketing" imediatamente, caso ainda não o esteja fazendo.

O que é vídeo marketing?

Simplesmente falando, video marketing é fazer uso de vídeos como uma ferramenta de marketing. Eles podem ser veiculados em diversos formatos (o vertical vem ganhando bastante espaço, pois é como seguramos os smartphones) e em diversos meios, como o YouTube e as redes sociais (Instagram, Facebook, Twitter, LinkedIn).

Vídeos fazem com que as pessoas passem mais tempo em seu site ou suas redes sociais. Assim, geram mais engajamento, melhoram o posicionamento do seu site e aumentam as vendas de sua startup.

A trajetória e a escalada dos vídeos

Nos últimos anos, os vídeos viraram uma febre em nossas vidas. Como já mencionado, podemos vê-los no YouTube, nas redes sociais (stories, IG TV, posts), e-mails, WhatsApp e em vários outros veículos. Sem contar o tempo que passamos assistindo à Netflix.

E não é só isso: empresas e pessoas passaram a fazer os próprios vídeos, na maioria das vezes sem nem mesmo a necessidade de contratação de uma agência. Sim, existem vários apps que podem ajudar a fazer vídeos com aparência profissional para a sua startup (basta procurar).

E o melhor de tudo: antes, para fazer um vídeo para a TV aberta, gastava-se uma fortuna e havia um limite de tempo: 15 ou 30 segundos. Raríssimos eram os vídeos que passavam disso. E eles eram, na maioria, comercias, buscando apenas vender algo.

Hoje em dia, não há mais limite de tempo e nem um único objetivo. Além disso, podem ser veiculados em uma infinidade de canais. Assim, você pode fazer vídeos com a duração que quiser e com objetivos e conteúdos diversos, não apenas de venda (por exemplo: informativos, entrevistas, branding, avaliações ou demonstrações de produtos, depoimentos).

E a sua startup pode investir relativamente pouco em video marketing, mas obter resultados significativos.

Segundo pesquisa Video Viewers, realizada pelo Instituto Provokers em parceria com a agência Box 1824, em 4 anos, o consumo de vídeos na web cresceu 135%, enquanto o consumo de TV aumentou somente 13%.

A pesquisa também mostra que o YouTube só fica atrás da TV Globo no share de vídeos assistidos no Brasil.

Pesquisa Video Viewers

Pesquisa Video Viewers Pesquisa Video Viewrs
Fonte: Thinkwithgoogle.com


Caso ainda tenha dúvidas de que video marketing é uma excelente estratégia para a sua startup, veja também os dados abaixo.

A Renderforest, empresa que oferece várias soluções digitais, como vídeos e animações, entre outras, fez uma pesquisa com mais de 1.000 usuários dos seus serviços e estes foram alguns dos resultados mais importantes:

  • Vídeos trazem resultados bons e positivos: 86% de satisfação das empresas que os utilizam
  • 71% das empresas afirmam que os vídeos ajudam a aumentar o tempo gasto em seus sites pelos visitantes
  • 78% geraram mais tráfego graças ao conteúdo em video
  • 70% também geraram mais leads ao usarem vídeos e 54% tiveram um aumento nas vendas
  • 86% dos participantes informaram que os vídeos ajudaram a aumentar o brand awareness
  • 44% dos usuários consideram vídeos promocionais mais eficazes
  • As pessoas compartilham seus vídeos criados no YouTube (37%), Facebook (36%), Instagram (15%) e outras plataformas (12%).

Para ver o infográfico completo, acesse este link.

Por todos esses motivos, e sabendo que as visualizações de vídeo vêm aumentando progressivamente ao longo dos anos, sugiro que você adote a estratégia de video marketing em sua startup o mais rápido possível. Comece já!

Junte-se a mais de 400.000 Empresários e Profissionais Para Conhecer os Negócios Mais Disruptivos do Mundo!

switch-check
switch-x
Nova Economia
switch-check
switch-x
Empreendedores
switch-check
switch-x
Investimentos
switch-check
switch-x
Startups
switch-check
switch-x
Ecossistema

Comentários