Trikala, a primeira “smart city” da Grécia, tem 5G e ônibus autônomo da China

João Ortega

Por João Ortega

22 de janeiro de 2020 às 14:37 - Atualizado há 10 meses

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

A cerca de 300km da capital Atenas, uma pequena cidade na Grécia é usada como piloto para teste de diversas tecnologias relacionadas a “smart cities” – as cidades inteligentes. Os quase 100 mil habitantes de Trikala já estão aproveitando as primeiras inovações que vêm da China, como ônibus autônomos e internet 5G.

As informações são do portal TechNode. Segundo a publicação, a iniciativa, batizada de e-Trikala, é uma parceria e entre o governo grego e a União Europeia, com investimentos de ambas as partes.

A infraestrutura para distribuição da rede 5G da cidade é fornecida pela empresa chinesa Huawei (em um contrato de teste, já que a Grécia, como um todo, ainda não definiu quem será a empresa provedora). Já os ônibus autônomos são da Weichai, fabricante estatal de automóveis da China. Ambas as empresas passaram por licitação para terem seus equipamentos aprovados para operar em Trikala.

Ônibus autônomos

O teste com os ônibus autônomos da Weichai vai durar nove meses antes de começar a funcionar na prática. Na primeira fase, que deve acontecer até março, engenheiros locais, em parceria com especialistas da empresa chinesa, vão desenvolver as rotas pelas quais os veículos vão operar.

Então, os ônibus vão transitar no trajeto definido durante seis meses, ainda sem passageiros. A equipe da Weichai vai ficar responsável por treinar um time local para conduzir a operação do sistema de controle dos veículos autônomos. Em caso de sucesso dessa etapa, os ônibus estarão aptos a receber passageiros por um período adicional de dois anos. A ideia é que, no futuro, os veículos sejam capazes de adaptar a própria rota de acordo com as necessidades personalizadas dos usuários.

Veículos autônomos são integrados a algoritmos de inteligência artificial que reconhecem obstáculos na via. Conectados à internet, os ônibus acessam uma base de dados de milhões de imagens coletadas pela Weichai para identificar objetos, sinais de trânsito e pessoas. Por isso, além da alta velocidade do 5G, a baixa latência (tempo de resposta entre o comando e a reação do dispositivo) da rede é essencial neste processo.

e-Trikala

Até o início do século XXI, Trikala era uma cidade primariamente rural. O local está próximo à Meteora, complexo de mosteiros cristãos construídos sobre pilares rochosos que tem certo atrativo turístico.

Em 2004, Trikala foi denominada a primeira “cidade digital” da Grécia e, em 2009, entrou em uma rede global de smart cities. Desde então, a cidade virou uma parada turística no trajeto de quem vai visitar Meteora.

A tecnologia, portanto, criou empregos e trouxe receita tanto direta quanto indiretamente. Antes do 5G e do projeto de ônibus autônomos, a cidade inovou com sensores de estacionamento em vagas públicas e um sistema inteligente de gestão do lixo.

De acordo com dados coletados pelas autoridades locais, os cidadãos de Trikala tem uma maior tendência de utilizar soluções tecnológicas do que a média, e são orgulhosos de morar em uma cidade com DNA de inovação. A prefeitura afirma que novas parcerias com a Weichai para mobilidade e sustentabilidade serão anunciadas no futuro.