Nestlé Health Science anuncia startups vencedoras de seu primeiro programa global de aceleração de negócios de eHealth

Conteúdo Patrocinado

Por Conteúdo Patrocinado

9 de janeiro de 2020 às 10:46 - Atualizado há 6 meses

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Nestlé Health Science, braço de saúde e ciência nutricional da Nestlé, definiu as startups vencedoras do programa Nestlé Beyond Food para acelerar projetos de eHealth (inovações de tecnologia na área da saúde) no primeiro semestre deste ano. As startups foram selecionadas por especialistas da companhia em uma tarde de apresentações, que marcou a fase decisiva do programa, realizado em parceria com a StartSe e a Innoscience.

Foram mais de 130 projetos inscritos, que passaram por uma triagem em duas fases até chegar às finalistas. As vencedoras foram Meplis, do Rio de Janeiro, e Insight Technologies, de São Paulo, que vão dividir um aporte de até R$ 1 milhão para desenvolvimento dos projetos que responderam a desafios de e-Health propostos por Nestlé Health Science. As soluções atendem à jornada do paciente no processo de desospitalização, bem como no suporte ao profissional de saúde, por meio de ferramentas que auxiliam na tomada de decisão e respondem às demandas de terapia nutricional desses pacientes.

Fundada em março de 2012, a Meplis provê serviços de informações personalizados para provedores de saúde e para o paciente por meio de soluções online SaaS (Software as a Service), aplicativos para web móvel e nativos. “Nosso objetivo é possibilitar aos pacientes uma melhor qualidade de vida”, avalia Pedro Ivo Neves Azevedo Machado, fundador da Meplis.

Já a Insight Technologies aposta no uso de tecnologia para desenvolver programas que ajudem a melhorar as condições de saúde e qualidade de vida de pacientes com condições crônicas. “Temos como premissa proporcionar ferramentas para que o paciente dê continuidade à  terapia nutricional”, avalia o diretor da startup, Leonardo Zimmerman.

O Brasil é o primeiro país do mundo da Nestlé a executar um programa de aceleração de negócios de startups de eHealth. “Foi uma experiência muito valiosa para Nestlé Health Science de incentivar projetos e plataformas de serviços em saúde e nutrição. Tivemos entregas muito interessantes e esperamos proporcionar novas perspectivas para o mercado brasileiro de saúde, em prol dos pacientes e do empreendedorismo”, destaca Monica Meale, head de Nestlé Health Science Latam.

Metodologia

Os critérios utilizados para avaliar as startups envolveram o nível de inovação, riscos, a viabilidade financeira e os impactos da solução para o desafio proposto pela Nestlé.  As startups finalistas apresentaram os projetos para uma banca de executivos de Nestlé Health Science Global e da Nestlé Brasil, que definiu as vencedoras. As selecionadas dividirão um aporte financeiro de R$ 1 milhão. O objetivo é que esse incentivo seja utilizado para o desenvolvimento de um projeto piloto pelas startups, em linha com os desafios propostos pelo programa, em quatro pilares: execução do negócio; outpatients; produtos e e-Health. A escolha das finalistas considerou soluções que atendam às necessidades de consumidores e clientes.