Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers
Tools
NOVO

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

NOVO

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


WeChat x AliPay: qual o super app preferido dos chineses?

Entenda as maiores diferenças entre os super aplicativos chineses de pagamento

WeChat x AliPay: qual o super app preferido dos chineses?

, jornalista da StartSe

7 min

22 jun 2021

Atualizado: 23 jan 2023

Por Tainá Freitas

Pode esquecer a carteira em casa: o dinheiro em papel ou até mesmo cartões de crédito não são aceitos em alguns estabelecimentos comerciais da China. O país se tornou o maior case do mundo na digitalização dos pagamentos -- e dois nomes se destacam nesse processo: o AliPay e o WeChat.

Criados pela Alibaba e Tencent, respectivamente, os aplicativos foram desenvolvidos com fins diferentes. O AliPay foi criado em 2004 como uma carteira digital de pagamentos; já o WeChat nasceu, em 2011, como um aplicativo de conversação (na época, o equivalente ao WhatsApp).

 

A TRANSFORMAÇÃO DO WECHAT

O WeChat passou por um verdadeiro processo de transformação -- um que o WhatsApp também ensaia fazer em países populosos, a exemplo do Brasil e Índia. Aqui no Brasil, as transferências através do WhatsApp já estão disponíveis.

E como tudo começou? O WeChat passou a habilitar pagamentos através do app ao permitir transferências entre amigos e até o envio de “envelopes vermelhos” digitais. Esses envelopes contém dinheiro e são presentes tradicionais na cultura chinesa em datas especiais, como o Ano Novo e casamentos.

Foto: Getty Images

De acordo com o Statista, o WeChat acumulou, no primeiro trimestre deste ano, 1,24 bilhão de usuários ativos. A curva de novos usuários é crescente desde 2013. 

Foi em dezembro de 2018 que o app atingiu um bilhão de pessoas ativas diariamente. Mas dois anos depois, isso não mudou: a penetração de usuários foi de 78% entre pessoas de 16 e 64 anos em 2020, segundo pesquisa do Hootsuite. 

O WeChat é, atualmente, o aplicativo e meio de pagamento mais utilizado no país. O maior diferencial para seu concorrente AliPay? O caráter social.

 

UMA REDE SOCIAL COM PAGAMENTOS

Embora hoje seja possível validar a carteirinha na catraca da academia, pedir um táxi ou pagar contas pelo app, o WeChat continua possuindo sua característica principal: ser um app de conversação. A Tencent uniu esse contato entre pessoas com gamificação para mantê-las engajadas e passou a oferecer estes serviços que parecem adicionais, mas que hoje fazem parte da experiência do usuário e da rotina das pessoas que moram na China.

Foto: Getty Images

Atualmente, o app oferece um feed de fotos e vídeos de amigos no app. “É como se o WeChat tivesse um Instagram dentro dele; são diversos formatos de conteúdo disponíveis. Há os Moments, com imagens e vídeos de até 15 segundos; e os Channels, com vídeos mais longos”, explica Camila Ghattas, CEO da Foreseekers, em entrevista à StartSe.

Assim como acontece no Instagram e TikTok, o algoritmo é treinado para oferecer ao usuário os conteúdos que ele gosta, aprendendo suas preferências à medida que o utiliza. Também há espaço para acompanhar pessoas que os atraem: embora as curtidas sejam visíveis para todos os amigos, há a opção de enviar uma curtida particular.

Entre os formatos disponíveis, há ainda a opção de fazer uma transmissão ao vivo (o que permite iniciativas como o live commerce); ler o feed de notícias e jogar. E de jogos a Tencent entende: a gigante chinesa já investiu na Riot Games, que criou o League of Legends; Epic Games, do Fortnite; e Activision, Garena e muito mais.

 

O QUE ATRAI AS PESSOAS NO ALIPAY?

Por ter sido criado como um serviço financeiro, o AliPay tem diferenças substanciais. O superaplicativo foi o primeiro, em comparação ao concorrente, a permitir o cadastro de cartões internacionais, possibilitando que turistas também possam fazer compras através dos QR Codes.

Em março deste ano, o app alcançou 1,3 bilhões de usuários (somando o público que possui na China, Coreia do Sul, Tailândia, entre outros). Exclusivamente na China, a carteira digital atingiu 811 usuários ativos anualmente, no mesmo período.

Foto: Markus Winkler/AliPay

Enquanto o WeChat é reconhecido pelo contato que promove entre seus usuários, parte do sucesso do AliPay vem da integração entre os serviços oferecidos pela Alibaba.

“O AliPay é muito interessante para quem consome o varejo do grupo Alibaba. Eles entregam tudo: comidas frescas, frutas, itens para casa, entre outros”, explica Ghattas. Aliexpress, Taobao, T-mall, Aliyun e Hema são algumas das empresas do grupo.

Camila conta que efetua o pagamento de suas contas de água, internet e celular via AliPay -- e os pagamentos são compensados em questão de segundos. A integração com um maior número de bancos e sistemas de pagamento é um dos diferenciais em comparação ao WeChat.

 

OS MINIPROGRAMAS

Os miniprogramas também se tornaram essenciais na rotina dos cidadãos que moram na China. Disponíveis no WeChat e AliPay, permitem que serviços e produtos de terceiros sejam consumidos pelos usuários sem sair dos super aplicativos. A iniciativa facilita que eles reduzam o número de logins e de apps dentro dos smartphones.

“Os aplicativos de varejistas, como o Taobao, são mais utilizados quando oferecem cupons de desconto e particularidades não encontradas em um miniprograma”, explica Ghattas. Os cupons de desconto, clube de benefícios e pontuação de fidelidade são pontos importantes na decisão de baixar o app próprio de um varejista ou utilizar o AliPay e WeChat.

Entenda mais sobre como funcionam os miniprogramas nesta aula da StartSe.

 

QUEM GANHA ESSA DISPUTA?

Nota de Yuan chinês (foto: Getty)

O ecossistema chinês de pagamentos é grande o bastante para possibilitar a coexistência do WeChat e AliPay. Há um bilhão de usuários ativos diariamente, mas que escolhem cada aplicativo para um momento ou serviço diferente do dia.

Recentemente, a maior dúvida é se o lançamento do yuan digital abalaria o equilíbrio do ecossistema de pagamentos chinês. Uma resposta veio há pouco tempo: Mu Changchun, o diretor geral do Instituto de Moedas Digitais no Banco Central da China, afirmou que o yuan digital, AliPay e WeChat não são concorrentes.

“O yuan digital é dinheiro. Carteiras digitais oferecem a infraestrutura de tecnologia para suportar o uso dessa moeda”, explicou.

 

Ouça o nosso podcast para saber mais sobre o yuan digital:

Domine os conceitos do modelo de Varejo que está revolucionando o mundo. Conheça a nossa Formação Internacional E-commerce Revolution e aprenda o modelo chinês que empresas como Magalu e Amazon estão se inspirando para dominar seus mercados.


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Jornalista formada pela Faculdade Cásper Líbero. Apresenta o podcast Agora em 10 na StartSe e também atua na área de Comunidades na empresa. É especialista em inovação, tecnologia e negócios.

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo