Sou Aluno
Formações
Imersões
Eventos
Tools
Artigos
Sobre Nós
Para Empresas

Tesla retoma briga com a Justiça de Delaware por bônus de Musk

Tesla retoma briga com a Justiça de Delaware por bônus de Musk

Tesla retoma briga com a Justiça de Delaware por bônus de Musk

, conteúdo exclusivo

4 min

17 jun 2024

Atualizado: 17 jun 2024

newsletter

Start Seu dia:
A Newsletter do AGORA!

A Tesla deu início a um novo capítulo da briga com a Justiça do estado de Delaware, nos Estados Unidos, pela liberação de um bônus de US$ 56 bilhões ao CEO da companhia, Elon Musk. O pagamento havia sido negado pela Corte em 2018. No entanto, a proposta foi novamente colocada para votação durante a assembleia anual da Tesla na semana passada, e os acionistas mais uma vez votaram a favor do acordo de pagamentos.

Agora, a Tesla terá que reverter a decisão da juíza de Delaware, Kathaleen McCormick, que em janeiro invalidou o pacote de compensação, justificando que esse pagamento seria injusto para os acionistas da empresa. Em carta divulgada pela montadora nesta segunda-feira (17), e enviada à juíza Kathaleen McCormick, a Tesla alega que o voto dos acionistas a favor do bônus para Elon Musk “impacta significativamente” a decisão da magistrada de anular o pagamento.

Na carta, a Tesla afirma que as partes envolvidas no caso deveriam expor suas interpretações legais da ratificação do pagamento de Musk na próxima quinta-feira, em vez de prosseguir com o caso no cronograma anterior, informou a Reuters.

“A aprovação da ratificação pelos acionistas da Tesla impacta significativamente as reivindicações e questões nesta ação, incluindo a decisão final do tribunal”, disseram os advogados da companhia à juíza Kathaleen McCormick nessa carta, que foi apresentada ao Tribunal na última sexta-feira.

Na ocasião, a magistrada afirmou que os acionistas da Tesla votaram a favor da concessão do pacote salarial sem estar totalmente informados sobre o fato de que muitos diretores do Conselho de Administração da Tesla estavam em dívida com Musk e de que isso teria afetado as negociações.

No entanto, a proposta foi aprovada pelos acionistas na semana passada mesmo após eles terem recebido centenas de páginas de divulgações adicionais, incluindo a opinião de 200 páginas escritas pela juíza, apontaram os advogados da Tesla.

Além disso, a carta ressalta que Kathaleen McCormick também precisa determinar uma taxa para a equipe jurídica dos acionistas antes que Tesla possa apelar de sua decisão para a Suprema Corte de Delaware. Os advogados dos acionistas estão buscando cerca de US$ 5 bilhões, na forma de ações da Tesla, como taxa legal. Já a companhia de Musk argumentou que eles deveriam receber cerca de US$ 13,6 milhões.

Gostou deste conteúdo? Deixa que a gente te avisa quando surgirem assuntos relacionados!


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

O mais conceituado portal sobre startups do Brasil. Veja mais em www.startups.com.br.

Leia o próximo artigo

newsletter

Start Seu dia:
A Newsletter do AGORA!