Sobre NósPara Você
Para EmpresasConteúdos
Eventos
Game Changers

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Eventos

Jornadas de conhecimento fomentando o aprendizado dinâmico e inovador em diversos formatos e intensidades

Ver todos

Ainda não temos eventos programados. Mas estamos preparando encontros repletos de inovação para você!

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Artigos
Marketing e Vendas

Top 10: as melhores estratégias de Marketing de Digital

O marketing digital tem acelerado exponencialmente nos últimos anos e tende a acelerar cada vez mais! Por isso, é preciso estar atento às novidades o tempo todo

Top 10: as melhores estratégias de Marketing de Digital

Mulher fazendo um vlog (Fonte: Getty Images)

5 min

22 nov 2022

Atualizado: 22 nov 2022

O marketing digital tem acelerado exponencialmente nos últimos anos e tende a acelerar cada vez mais! Por isso, é preciso estar atento às novidades o tempo todo!

Para que a sua empresa não fique para trás nessa maratona, fique de olho nessas dicas do que deve bombar em 2023.

1. MARKETING DE INFLUÊNCIA

Há anos que o marketing de influência vem crescendo cada vez mais, mas a tendência é que ele acabe dando um salto ainda maior nos próximos anos. Isso ocorre porque as pessoas estão dando mais importância ao conteúdo de outras pessoas (influenciadores), das quais se sentem mais próximas, do que ao conteúdo de empresas.

Desse modo, resta às empresas escolherem influenciadores com quem o seu público se identifique e que possam transmitir os verdadeiros valores da marca. É muito importante avaliar o perfil do influenciador e de seus seguidores, para não errar feio e acabar prejudicando a sua marca/empresa.

Vale lembrar que é melhor ter alguns micro influenciadores que apenas um macro, pois os primeiros possuem contas mais engajadas e o investimento neles é muito menor.

2. REMUNERAÇÃO DOS CRIADORES DE CONTEÚDO

Influencer digital (Fonte: Getty Images)


A remuneração de criadores de conteúdo é algo que também já existe há bastante tempo, desde os blogs mais antigos até as redes sociais de hoje, principalmente o YouTube. Sem falar nos programas de afiliados.

Contudo, para tentar fidelizar os criadores de conteúdo às suas plataformas, estas estão sendo cada vez mais monetizadas, de modo que os criadores de conteúdo possam receber um dinheirinho.

O caso mais recente foi do Instagram, que já oferecia as parcerias pagas (restritas aos seguidores), anúncios de marcas em perfis de influenciadores entre outras, mas agora finalmente lançou a monetização de lives aqui no Brasil, em que o influenciador pode colocar um selo para doações, que podem ser feitas por quem está assistindo às lives.

Logo, todos teremos acesso ao Reels Play, que é um programa de bônus apenas para convidados. Ele permite que você ganhe dinheiro com o conteúdo dos seus Reels. Quanto maior o número de visualizações, maior o seu bônus. E ele só começa a valer para pessoas com Reels com mais de 50.000 visualizações. Não é demais?

3. MARKETING DE PROXIMIDADE

De forma simples, o marketing de proximidade é aquele em que a empresa tenta atingir o cliente do melhor modo, no melhor local e no momento certo. Além disso, também pode oferecer uma experiência interativa com os clientes.

Assim, utilizando ferramentas de geolocalização, bluetooth e wi-fi, a empresa faz propagandas mais eficientes, pois atinge clientes que podem comprar um produto ou serviço que oferecem, por exemplo, ali na hora, por estarem próximos a elas.

E é tudo automatizado: a empresa define as regras e as mensagens são disparadas aos dispositivos móveis! O maior problema que vejo nesse tipo de marketing é que as empresas precisam permitir permissão aos usuários para acessá-los.

4. VIDEOS E STORYTELLING

A palavra de ordem agora são os vídeos. O YouTube foi o pioneiro nessa seara, principalmente para vídeos longos, concorrendo com a própria TV. Depois vieram os vídeos efêmeros, aqueles que desapareciam após 24h. Inicialmente usados no SnapChat, foram copiados pelo Instagram com os Stories.

A nova grande virada veio com o TikTok, com vídeos curtos, fáceis de compartilhar e que conquistaram o coração da geração Z. Tanto que o Instagram o copiou com os Reels, com foco em vídeos de até 90 segundos, que acabaram incorporando o IGTV, que havia sido criado para competir com o YouTube.

Por fim, o YouTube lançou os “Shorts”, vídeos de 15 a 60 segundos, em formato vertical (preste também atenção a isso, faça vídeos verticais que ocupem a tela inteira - formato: 9x16), pois são muito mais chamativos e mostram melhor a sua mensagem.

Sempre sai na frente quem tem boas histórias para contar. Pois são elas que atraem a nossa atenção e nos fazem querer ver um vídeo até o final. Portanto, use e abuse de storytelling.

E lembre-se de que todos os vídeos devem reter a atenção nos primeiros 3 segundos, então capriche no título, conte uma boa história e sempre deixe uma chamada para ação no final ou na legenda.


5. PODCASTS

Podcast (Fonte: Getty Images)

Assim como os vídeos, os podcats têm crescido muito no Brasil, sendo este um dos países que mais os utilizam. Afinal, eles podem ser ouvidos em qualquer lugar: no conforto de casa, no carro, ônibus, metro, na esteira ou na bicicleta, na caminhada diária...

Se a sua empresa tiver um conteúdo atraente e engajador, poderá criar os próprios podcasts, com episódios, como numa série de streaming. E as propagandas inseridas neles, de forma mais nativa, para não ter aquela "cara" forçada de anúncio, são excelentes para aumentar os negócios da sua empresa. Portanto, comece a investir em anúncios e criação de podcasts o quanto antes.


6. LIVES

As lives, que explodiram durante a pandemia e depois pareciam ter atingido um ponto de saturação, voltaram a se tornar um ótimo meio de atingir o público da sua empresa. Afinal, as lives deixam a empresa muito mais próxima do cliente.

Um ótimo jeito de fazer lives é com o uso de influenciadores, que podem demonstrar, ao vivo, como se usa um produto ou serviço, benefícios etc. A empresa também pode fazer essa divulgação diretamente, claro. Live Shopping também é outro formato bacana, que tem trazido ótimos resultados às empresas.

Um bom exemplo disso é uma empresa de roupas, utilizando pessoas para mostrar o caimento das peças, falando dos tecidos, dando dicas de como usar a mesma peça em diversas ocasiões, dependendo das combinações que podem ser feitas com ela...

As vendas podem ser feitas na hora e costumam ter ótimos resultados e o melhor: se você tiver muitos seguidores, estará fazendo propaganda gratuita!

7. CONTEÚDO ÚTIL


A melhor forma de se destacar na busca orgânica é aparecer nas primeiras posições do Google. Mas chega de ficar tentando driblar o algoritmo para conseguir obter melhores posições na busca.

O Google fez uma grande atualização no algoritmo em setembro e também liberou  a "helpful content update", que é uma atualização de conteúdo útil. O objetivo aqui é trazer conteúdos que atendam melhor às buscas que as pessoas fazem. Porque, muitas vezes, os sites mais otimizados para os mecanismos de busca não trarão os melhores resultados para as pessoas.

Então, se você otimizar o seu site ou blog, incluindo vídeos explicativos sobre os seus produtos ou serviços, poderá também ganhar com esse marketing, de certo modo, gratuito!

8. REALIDADE AUMENTADA

Realidade aumentada (Fonte: Getty Images)

9. PERSONALIZAÇÃO

As experiências oferecidas pelas empresas precisam ser cada vez mais personalizadas, de acordo com os interesses dos usuários. Afinal, quanto maior a personalização, mais o cliente se sente único e mais fácil será a sua fidelização à marca.

Com os bloqueios de anúncios e de rastreamento entre aplicativos, tem ficado mais difícil para as empresas atingir públicos de interesse. Portanto, há de se pensar em estratégias de mensagens e notificações customizadas, entre outras.

Personalizar conteúdos, produtos e serviços e todos os pontos da jornada do cliente será o grande fator de diferenciação para conseguir cliente engajados e fidelizados!


10. BUSCA POR VOZ

Na pressa do dia a dia, a busca por voz surgiu para facilitar a nossa vida em diversos sentidos. Se você estiver dirigindo, por exemplo, basta parar no farol, apertar o microfone do Waze e falar o endereço para onde deseja ir. Ele o encontrará direitinho.

Se você estiver em casa com os amigos, por exemplo, e quiser fazer algum drink especial com uma bebida que já possua, você pode dizer ao seu aparelho, por exemplo: "receitas de drinks con gin". Assim, poderá descobrir receitas deliciosas para fazer junto aos amigos.

Portanto, mesmo que uma empresa ainda não esteja muito preparada para se diferenciar nesta seara, ela já pode começar a otimizar o seu conteúdo para a busca por voz, para que seja encontrada nas primeiras posições dos resultados de pesquisa.

E aí? Em quais áreas a sua empresa ainda precisa melhorar? Conte aqui pra nós!

https://www.startse.com/xba-xponential-business-administration-br/?utm_source=plataforma&utm_medium=XBA&utm_campaign=como-estar-a-frente-no-marketing-digital-veja-10-dias-essenciais


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Executiva de Marketing, com mais de 20 anos de experiência, tanto online quanto offline; com atuação internacional em diversos países. Escreve na StartSe sobre as principais tendências do setor.

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo