Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers
Tools
NOVO

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

NOVO

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Nova geração de fintechs: o que é fincare?

Entenda a nova geração de fintechs brasileiras

Nova geração de fintechs: o que é fincare?

Foto: Getty Images

, jornalista da StartSe

4 min

12 jan 2022

Atualizado: 23 jan 2023

Por Tainá Freitas

As fintechs são, há algum tempo, uma vertical de startups bem estabelecida no Brasil. A transformação no setor começou há cerca de dez anos, com o surgimento de empresas como Nubank, Guiabolso, Neon, Creditas, entre outras; o que também incentivou a digitalização dos bancos tradicionais.

Agora, a maior fintech do Brasil é também a maior da América Latina e já possui capital aberto. O Nubank debutou na NYSE e B3 no fim do ano passado e é, atualmente, avaliado em cerca de US$ 41 bilhões. A maturidade do ecossistema brasileiro de fintechs chegou. E agora, qual é o próximo passo?

Com diversas questões de serviços financeiros já endereçadas – desde a abertura de conta, ao acesso ao crédito e até mesmo à realização de transações, com o advento do PIX –, o próximo passo parece ser auxiliar os clientes a cuidarem do próprio dinheiro.

O QUE É FINCARE?

Fincare é um termo que tem sido utilizado pela fintech N26, uma fintech alemã criada em 2013 e que está presente em mais de 20 países da Europa. Na prática, reúne as fintechs que desejam oferecer serviços de saúde e educação financeira. 

“É uma lógica totalmente nova de cuidados financeiros, pensada aqui no Brasil para resolver um problema bem brasileiro: temos muitas contas e cartões, mas nossa relação com o dinheiro não é saudável”, explica a companhia em seu manifesto.

Os números comprovam a tese. De acordo com pesquisa do SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) de 2020, cerca de 45% dos brasileiros não têm controle financeiro. Dentre os que possuem, mais de 20% não fazem registros de suas finanças, utilizando apenas a memória.

PRÓXIMA CURVA

Antigamente, a inovação era criar novas formas de investir – ou facilitar o acesso à investimentos. Agora, as fintechs estão pensando no próximo passo: a Kinvo, adquirida pelo BTG Pactual em março de 2021, facilita o controle e acesso aos investimentos já realizados, reunindo-os em apenas um local.

Em um movimento semelhante, o PicPay adquiriu o Guiabolso em julho de 2021. O Guiabolso é uma startup que, no primeiro boom das fintechs brasileiras, oferecia a gestão financeira de diversas contas bancárias em apenas um local.

A companhia foi uma das precursoras do open banking, uma tendência que ganhou força no ano passado e que deve continuar se fortalecendo em 2022. As iniciativas caminham juntas: enquanto com o fincare os clientes podem entender mais sobre a própria saúde e gestão financeira, no open banking eles conquistam a liberdade para mudar de banco e fintech quando desejarem, carregando seus valiosíssimos dados consigo.

Banner newsletter StartSe


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Jornalista formada pela Faculdade Cásper Líbero. Apresenta o podcast Agora em 10 na StartSe e também atua na área de Comunidades na empresa. É especialista em inovação, tecnologia e negócios.

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo