Sou Aluno
Formações
Imersões
Eventos
Tools
Artigos
Sobre Nós
Para Empresas

Tendência? Shoppings têm caixas eletrônicos de Bitcoin

A Coin Cloud, empresa de caixas eletrônicos de moedas digitais, fechou parceria com a brMalls para a instalação de mais quinze máquinas nos estabelecimentos. Entenda como funciona!

Tendência? Shoppings têm caixas eletrônicos de Bitcoin

Bitcoin (Foto: Getty Images)

, jornalista

8 min

24 ago 2021

Atualizado: 19 mai 2023

newsletter

Start Seu dia:
A Newsletter do AGORA!

Por Sabrina Bezerra

Os dias de um caixa eletrônico tradicional podem estar contados? Talvez. Isso porque, quando o assunto é futuro do dinheiro, a modalidade tem ganhado um potencial concorrente: ATM (Automatic Teller Machine) de moeda digital. 

Não, você não leu errado. Os caixas eletrônicos de criptomoedas estão crescendo em todo o mundo e começando a fazer barulho no Brasil. A Coin Cloud, rede de máquinas eletrônicas bidirecionais de criptomoedas, desembarcou com dez máquinas, em novembro de 2020, no país.

A princípio, ATMs foram instalados em regiões do Rio de Janeiro e São Paulo. A empresa não divulgou o número de transações feitas até o momento, mas garantiu que tem sido um sucesso. 

“Recebemos pedidos de instalação de todo o Brasil. Temos uma demanda muito grande”, conta em entrevista à StartSe Isabela Rossa, Brazil Country Manager da Coin Cloud. Isso fez a companhia acelerar os planos de expansão.

Com isso, a partir deste mês, outras quinze máquinas serão instaladas nos shoppings da rede brMalls, uma das maiores do país (veja a lista completa no último tópico). Mas a expectativa é fechar o ano com mais de 50 máquinas instaladas até o final de 2021.

Coin Cloud, caixa eletrônico de criptomoedas (Foto: Divulgação Coin Cloud)

COMO FUNCIONA O CAIXA ELETRÔNICO DE CRIPTOMOEDAS?

No caso dos caixas eletrônicos da Coin Cloud — pioneira no país — as características são parecidas com as máquinas tradicionais. Mas com uma grande diferença: oferece serviços de moeda digital. Ou seja, o cliente pode comprar e vender criptomoedas por meio de ATMs. Para isso, precisa ter uma carteira digital com QR Code.

Para comprar, basta digitar o número do telefone celular, digitar o código identificador exclusivo enviado por mensagem de texto, clicar na opção comprar, digitalizar o código QR da carteira digital e pronto. A transação será processada na rede blockchain. O tempo de processamento? Entre 5 e 15 minutos. “É possível comprar e sacar [criptomoeda] a partir de R$ 10 sem precisar ser bancarizado", conta Isabela.

Para vender, o procedimento é o mesmo, com a diferença que, ao invés de clicar em comprar, o usuário deve selecionar a opção vender. Por ora, a companhia oferece mais de 30 opções de moedas digitais, incluindo o bitcoin

A lógica do negócio? Permitir a negociação de criptomoedas com dinheiro. "O Brasil é muito baseado em dinheiro e voltado para a tecnologia, então os clientes da Coin Cloud entendem como a moeda digital pode ser simples ao fazer transações por meio de nossas máquinas", afirma Isabela. 

Os caixas eletrônicos, no entanto, diferente de muitos tradicionais, não imprimem recibos. “A Coin Cloud adotou uma abordagem ecológica em um esforço para economizar papel, ajudar o meio ambiente e reduzir o tempo e despesas de manutenção. Nossas máquinas enviam recibos por mensagem de texto, uma vez que a transação foi confirmada no blockchain, mas eles não imprimem recibos ou carteiras de papel”, diz a empresa.

As taxas cobradas — pelas transações — aos usuários variam entre 7% e 15% nas máquinas. “É um pouco mais alta quando comparada às exchanges, porque temos um custo mais alto”, diz a executiva.

POR QUE IMPORTA?

Os caixas eletrônicos para criptomoedas têm se mostrado uma forte tendência no mundo. Apenas neste ano, por exemplo, mais de 24 mil máquinas foram instaladas. Trata-se de um percentual de crescimento de 120% em comparação com todo o ano de 2020 – e a expectativa é, até o final de 2021, aumentar ainda mais. Os dados são da Coin ATM Radar.

A expansão faz sentido. Visto que o número de usuários de criptomoedas cresceu quase 100% no primeiro semestre deste ano, segundo um estudo da Crypto.com.

No caso da Coin Cloud, explorar o Brasil pode ser uma boa oportunidade, visto que não há (ao menos por enquanto) concorrentes. Além disso, a regulamentação das criptomoedas no país não é tão complexa como em outras regiões.

Vale destacar: São Paulo e Rio de Janeiro são as regiões carros-chefes da Coin Cloud. “Mas faremos uma expansão pesada no Nordeste e Norte”, conta Isabela.

Nos próximos dias, os caixas eletrônicos de criptos serão instalados nos shoppings abaixo:

São Paulo (SP)
Shopping Jardim Sul

Piracicaba (SP)
Shopping Piracicaba

Barueri (SP)
Shopping Tamboré

Rio de Janeiro (RJ)
Shopping Tijuca

Niterói (RJ)
Shopping Plaza Niterói

Goiânia (GO)
Goiânia Shopping

Vila Velha (ES)
Shopping Vila Velha

O Planejamento Estratégico Tradicional se tornou um mecanismo "ingênuo" para acompanhar o ritmo da Nova Economia. Conheça o programa S4D - Strategy for Disruption e veja o inédito Planejamento Estratégico 4D StartSe, único no mundo e capaz de gerar Poder Competitivo e Adaptativo Real para seu negócio.

Gostou deste conteúdo? Deixa que a gente te avisa quando surgirem assuntos relacionados!


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Sabrina Bezerra é jornalista especializada em carreira e empreendedorismo. Tem experiência há mais de cinco anos em Nova Economia. Passou por veículos como Pequenas Empresas e Grandes Negócios e Época NEGÓCIOS.

Leia o próximo artigo

newsletter

Start Seu dia:
A Newsletter do AGORA!