Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers
Tools
NOVO

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

NOVO

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Gympass - como a startup de acesso a academias se transformou em sucesso para bem estar

Nascida em 2012, a plataforma virou unicórnio ao explorar o mercado corporativo, mas soube se reinventar durante a pandemia.

Gympass - como a startup de acesso a academias se transformou em sucesso para bem estar

Logo Gympass (foto: divulgação/Gympass)

Por Belisa Frangione

A história do Gympass

O Gympass nasceu como uma startup em 2012, com a proposta de ser uma grande porta de entrada para o universo das atividades físicas. Um de seus CEOs, César Carvalho, viajava muito a trabalho e tinha dificuldades para encontrar academias que oferecessem preços razoáveis e planos temporários. 

Carvalho cursava um MBA na Harvard Business School (HBS) quando então resolveu avançar com a ideia de um benefício corporativo para atividades físicas que unisse empresas, academias e usuários finais. 

Dois anos após a fundação em 2012, os empreendedores César Carvalho (CEO Global), Vinicius Ferriani e João Thayro ‘pivotaram’ o modelo de negócio para B2B (business to business), que corresponde a 95% da operação atual. Voltada para companhias com mais de 1 mil funcionários, o Gympass atende clientes como Unilever, Santander e P&G.

Em janeiro de 2019, o Gympass se transformou em unicórnio, com valor de mercado de US$ 1,1 bilhão, após uma rodada de investimentos liderada pelo Softbank. A empresa também conta com os fundos General Atlantic, Atomico e Valor Capital Group como investidores.
 

Escritório do Gympass em Nova York (foto: divulgação/Gympass)

O que o Gympass faz?

O Gympass é uma plataforma especial que conecta o usuário a uma rede dos principais parceiros de atividades físicas e bem-estar, como academias, nutricionistas, psicólogos e programas de treinamento e aulas coletivas ao vivo. 

O cliente escolhe um plano entre as opções disponíveis e pode frequentar aulas de musculação, pilates, yoga, natação, lutas, danças e outras modalidades.

Como o Gympass inovou?

As grandes redes de academias esportivas são concorrentes do Gympass? Leandro Caldeira, CEO da empresa para a América Latina, respondeu entrevista à StartSe em 2019: “A relação é de ganha-ganha. Não competimos com as academias, porque levamos um mercado adicional para elas. Somos parceiros, pois viabilizamos que elas recebam um funcionário do Itaú, da Caixa, do SulAmérica, do McDonalds”.

O Gympass também reforça constantemente o investimento em tecnologia. Segundo Caldeira, as interfaces dos aplicativos dos setores de recursos humanos e do usuário final têm como objetivo a experiência dos melhores aplicativos do mundo. Outra aposta é o modelo de check-in via smartphone, que facilite a troca de informações sobre planos entre usuários e academias.

Outro aprimoramento frequente é o da Experiência do Usuário (UX), com investimento em Inteligência Artificial e Machine Learning. O Gympass abriu um tech hub de Inteligência Artificial nos Estados Unidos e comprou, em 2019,  a Flaner, uma empresa portuguesa especializada em Machine Learning e Information Retrieval.

Durante a pandemia, o Gympass propôs um plano de ações para amparar os parceiros que dependiam de aulas presenciais. O auxílio incluiu o pagamento antecipado do repasse e a criação de uma plataforma que permitisse às academias a transmissão de aulas online e a remuneração por elas. Além disso, investir nas frentes de wellness e suporte para bem estar.

Por que o Gympass é case de sucesso?

A startup tem ciência de que outras empresas tentam copiar a fórmula do Gympass para B2C (business to consumer) em formato de marketplace. No entanto, a observação é que todas as tentativas até então são falhas.

“Alguns negócios só redistribuem o valor existente numa cadeia. Nós pegamos algo que não é bom, melhoramos e todo mundo que participa extrai um pouco de valor. O nosso sucesso deixa dinheiro para todo mundo que participa. E a gente trouxe empresas gigantes para o jogo. Ninguém faz isso bem feito no mundo como nós”, destacou Leandro Caldeira.

Como é a gestão no Gympass?

A explicação mais sucinta é que não existe um concorrente direto no modelo de negócios do Gympass. Caldeira vislumbra que a competição ocorre dentro dos setores de recursos humanos contra outros benefícios já consolidados. “Nosso desafio é mostrar a necessidade de se investir em atividade física”, diz.

Na hora de negociar com o RH de uma empresa, para torná-la cliente do Gympass, Caldeira diz que os benefícios do Gympass estão formulados na tríade custo de saúde, absenteísmo e pedidos de demissão. O executivo afirma que as contratantes diminuem os gastos com o sinistro dos planos de saúde, têm profissionais que se ausentam menos devido à vida saudável engendrada pelas atividades físicas, gerando economia com horas extras, além da disposição do colaborador em permanecer na companhia.

Priscila Siqueira, CEO do Gympass no Brasil (foto: divulgação/Gympass)

O que o Gympass pode te ensinar?

Que resolver um problema que já existe, e é comum a muitas outras pessoas, também é empreender. Havendo uma questão a ser resolvida, vale pensar em uma solução e investir em uma tecnologia de forma a atingir um número considerável de clientes e parceiros.

A ajustar o desenvolvimento de uma empresa conforme surgem os obstáculos e aprimorar o modelo de negócio através do feedback de usuários e empresas parceiras.

Quando houver a possibilidade de expandir para outros estados ou países, faça sempre um estudo sobre o mercado e a cultura locais.

Ficha

Nome: Gympass

Ano de fundação: 2012

Origem: Por uma ideia de um dos CEOs, que buscava uma forma de se exercitar em academias durante os intervalos em viagens de trabalho.

Valor de mercado: Superior a US$ 1 bilhão.

CEOs: César Carvalho (CEO Global), Leandro Caldeira (CEO América Latina) e Priscila Siqueira (CEO Brasil).


Assuntos relacionados

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo