Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers
Tools
NOVO

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

NOVO

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Fábrica de unicórnios: 2021 bate recordes

A Nova Economia está aquecida, 2021 já gerou mais unicórnios que 2020 inteiro. Aprenda sobre o mundo das startups com executivos do iFood, Magazine Luiza e Faber-Castell como acessar esse mundo.

Fábrica de unicórnios: 2021 bate recordes

fabrica-de-unicornios-2021-recorde (Fonte: GettyImages)

, Head de Conteúdo na Captable

6 min

23 jun 2021

Atualizado: 11 jan 2023

Por Victor Marques

Mundialmente, mais de 166 startups passaram a integrar a lista de unicórnios – empresas avaliadas em mais de US$ 1 bilhão – em 2021. O número já é superior a todo o ano de 2020, quando 163 startups atingiram o status. No Brasil, em tempos de baixas taxas de juros, o destaque no mercado de Venture Capital fica por conta dos fundos de VC que estão ganhando liquidez – e multiplicando o capital investido – com os IPOs de empresas cada vez menores e mais jovens.

Para participar desse mercado em crescimento acelerado é necessário muito conhecimento, além de saber onde é possível acessar esse tipo de investimento. O CapTable Summit é um evento preparado pela StartSe que irá reunir os maiores experts do mercado para contar seus segredos e mostrar como fazer parte da maior revolução da história dos investimentos. Inscreva-se gratuitamente.

UNICÓRNIOS 2021

Com 166 novos unicórnios apenas neste ano, os fundos de investimento estão atingindo recordes de valorização em seus portfólios. O fundo Tiger Global Management se destacou: possui participação em 45 dos 166 novos unicórnios do ano, além de possuir participação em 124 unicórnios que ainda são empresas privadas. Além da Tiger, Insight Partners e Accel completam o top 3 de fundos com maior número de unicórnios no portfólio no ano, 22 e 19, respectivamente. No top 3 geral de número de participações em unicórnios ainda privados, a Tiger Global Management (124) lidera, com Sequoia Capital (61) e Coatue (58) completando o ranking.

Uma estratégia consolidada, mas que ganhou destaque neste ano, é a prática do follow-on. Os fundos costumam realizar aportes subsequentes em startups que demonstram crescimento e captam novas rodadas para acelerar o crescimento. O maior exemplo de efetividade da estratégia foi o follow-on realizado pela Sequoia Capital no WhatsApp em sua rodada Série B em 2013. A startup foi adquirida em 2014 pelo Facebook por US$ 19 bilhões e a Sequoia Capital era a única investidora institucional, o que garantiu alto retorno do investimento.

O objetivo da estratégia é investir no maior número possível de startups em seu princípio, antes delas se tornarem públicas. Após, reinvestir naquelas que realizarem novas rodadas e apresentarem bom crescimento. Com um pipeline robusto de novas empresas que devem abrir seu capital e valuations de empresas de tecnologia crescendo, os investimentos bilionários em startups devem continuar ocorrendo cada vez mais frequentemente. 

captable-summit-reunira-os-maiores-experts-da-nova-economia-em-2-dias-de-evento

COMO PARTICIPAR?

Investir em startups – na Nova Economia – parece incrivelmente difícil quando se lê sobre os negócios bilionários. As aquisições e os altos retornos são frequentes nas notícias. Para quem já percebeu a necessidade de incluir startups em suas estratégias de investimento – até Warren Buffett já começou –, a falta de informações sobre esse mercado e como acessá-lo, torna-o proibitivo.

Ilana Horta, Head de Corporate Venture na Faber-Castell Brasil, destaca que: "as startups já fazem parte do cenário de investimentos. A pandemia escancarou essa realidade. [...] Uma possível objeção e até receio do mercado tradicional quanto capacidade e potencial das startups sem dúvidas perdeu muita força. Além disso, num cenário de juros mais baixos, muitos gestores de investimentos veem startups como oportunidades para alocação de parte da carteira, tornando-as bem atrativas."

Para desmistificar esse mercado, o CapTable Summit reunirá, em dois dias de conteúdo, mais de 30 experts da Nova Economia para mostrar tudo sobre sua nova forma de investir. Confira o line-up:

  • Diego Barreto - VP de Finanças e Estratégia do iFood.
  • Rapha Avellar - CEO da Adventures Inc.
  • Eduardo Galanternick - VP de Negócios do Magazine Luiza.
  • Lucas Chaise - Sócio responsável pela cobertura de tecnologia no Investment Banking da XP.
  • Ilana Horta - Corporate Venture Capital e Inovação na Faber-Castell Brasil.
  • Mateus Jarros - Head of Corporate Venture Capital - Paris Ventures na Gerdau.
  • Guilherme Horn - Diretor Executivo do Banco BV.
  • Gerard de Roures - Founder & CFO da Adventures, Inc.
  • Arthurito da Faria Lima - Influencer do Mercado Financeiro.
  • Cassio Spina - Fundador e Presidente Anjos do Brasil.
  • José Augusto Albino - Fundador da Catarina Capital.
  • Maximiliano Carlomagno - Sócio Fundador da Innoscience.
  • Priscilla Erthal - Co-founder na Orgânica.
  • André Froes - Cotidiano Aceleradora.
  • Vanessa R. C. Pereira - Sócia Fialdini Advogados.
  • Rubens Approbato - Presidente Poli Angels.
  • Paulo Deitos - CEO da CapTable.
  • Guilherme Enck - Cofundador da CapTable.
  • Eduardo Kupper - Head of Venture Capital da Inovabra Ventures no Banco Bradesco.
  • Gabriela Chagas - Partner e Product Manager na Vox Capital.
  • Leandro Pereira - Head de Investimentos na KPTL.
  • Orlando Cintra - Fundador e presidente do BR Angels.
  • Gustavo Piccinini - Venture Capitalist e Board Member da CapTable.
  • Ricardo Barbosa - Head de Digital Transformation na Patria Investimentos.
  • Piero Contezini - CEO at ASAAS.
  • Pedro Englert - Presidente do Conselho da StartSe.
  • Maurício Benvenutti - Sócio da StartSe.
  • Cristiano Kruel - Sócio e Head de Inovação da StartSe.

POR QUE IMPORTA?

O número de unicórnios novos e o crescimento do mercado de investimentos em startups dão uma noção de quão aquecido o setor está. Para quem respira esse mundo, já parece óbvio acreditar no crescimento da Nova Economia. O VP de Finanças e Estratégia do iFood, Diego Barreto, destaca: "a inflexão da curva já começou. A Nova Economia vai crescer de forma muito mais forte do que qualquer outro segmento econômico e tornar a Velha Economia insignificante".

A CapTable, plataforma de investimentos em startups da StartSe, permite acessar e conhecer esse mercado. Na plataforma, é possível investir em startups que fazem parte da Nova Economia. Cadastre-se e acompanhe os lançamentos.


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Victor Marques é Head de Conteúdo na Captable, maior hub de investimentos em startups do Brasil, que conecta seus mais de 7000 investidores a empreendedores com negócios inovadores. Escreve há mais de dois anos sobre inovação. Formado em Letras e Mestre em Linguística pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS).

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo